Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
3Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Romeu Villa Flor Santos Neto - Mestrado em Sociologia UFS - Anteprojeto de Dissertação (A formação do espaço jurídico sergipano a partir das relações identitárias de suas elites)

Romeu Villa Flor Santos Neto - Mestrado em Sociologia UFS - Anteprojeto de Dissertação (A formação do espaço jurídico sergipano a partir das relações identitárias de suas elites)

Ratings: (0)|Views: 1,868|Likes:
Published by villaneto

More info:

Categories:Types, Research, Law
Published by: villaneto on Aug 17, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOC, TXT or read online from Scribd
See More
See less

01/03/2011

pdf

text

original

 
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPECURSO DE MESTRADO EM SOCIOLOGIAANTEPROJETO DE DISSERTAÇÃO
CANDIDATO:
Romeu Villa Flor Santos Neto
ÁREA DE CONCENTRAÇÃO:
Sociologia
LINHA DE PESQUISA:
Política e Processos Identitários
TEMA:
A formação do espaço jurídico sergipano a partir das relações identitárias de suaselitesARACAJU2009
 
SUMÁRIO
1. INTRODUÇÃO – CARACTERIZAÇÃO DO PROBLEMA..............................................032. JUSTIFICATIVA..................................................................................................................053. OBJETIVOS PROPOSTOS..................................................................................................074. METODOLOGIA E ESTRATÉGIA DE AÇÃO..................................................................095. CRONOGRAMA..................................................................................................................106. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS..................................................................................11
 
CARACTERIZAÇÃO DO PROBLEMA
A sutileza com a qual produção e distribuição do
capital jurídico
no Brasil, emespecial no Estado de Sergipe, têm se modelado - formatando-se segundo os ditames de certosgrupos de supremacia - tem privilegiado estruturas repetitivas e ao mesmo tempo sofisticadasde controle social. Haja vista que tais estruturas são manejadas por meio da dogmatização do pensar jurídico e da consolidação de um discurso jurídico oficial encampado pelas elites quecompõem a estrutura do Poder Judiciário nesta unidade da federação.Tal discurso, arregimentado e justificado nas escoras do prestígio e autoridadesociais, nas tradições familiares, nas titulações acadêmicas, nos corporativismos, nasocupações funcionais do seio da burocracia, nas relações de compadrio, no
 status
e no trânsitoentre as esferas de decisão política por parte de seus cultores, tem orientado a construção jurídico-normativo-acadêmica, delimitando-lhe
campo
e
divisão de trabalho jurídicos
,estabelecendo o
monopólio do direito de dizer o direito
(BORDIEU, 2007).Assim, alheios ao assentimento e ao alinhamento identitários com esta - digamos- fala oficial, voz autorizada (a partir da posição de seus porta-vozes na pirâmide social e nocorpo das estruturas burocráticas do Poder Judiciário); o pensar jurídico dissonante e asreivindicações e postulações dos demais estratos da pirâmide têm restado desatendidos ouilegitimados (quando não, até criminosos!), se em rota de colisão com os sentidos e interessesdo discurso oficial.Formatada pelas elites ocupantes das carreiras jurídicas de Estado - consagradascomo autoridades tais, no Campo Jurídico - essa
ideologia dominante da administração da justiça estatal, que se verifica nas disposições normativas resultantes do trabalho dessesdoutrinadores acerca do funcionamento do sistema de justiça
(ALMEIDA, 2009), permeia aconcepção do direito posto; adstringindo seu espectro a um
teto hermenêutico
(STRECK,2007), por meio do qual não se pensa o direito; antes, pensa-se
a partir do
Direito.Dessarte, com base em uma reiterada e desencadeada reprodução de sentidos erituais apropriados e formatados - desde a trajetória peculiar dos bancos de faculdade - às

Activity (3)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
mestreduc liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->