Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
23Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Biologia - Pré-Vestibular Impacto - Taxonomia III

Biologia - Pré-Vestibular Impacto - Taxonomia III

Ratings:

4.67

(3)
|Views: 3,933 |Likes:
Published by Biologia Impacto

More info:

Published by: Biologia Impacto on Jun 25, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/09/2014

pdf

text

original

 
GE190208
 
 Taxonomia-Parte II
FAÇO IMPACTO
 
A CERTEZA DE VENCER!!! 
 
PROFº: HUBERTT
   F  a   l  e  c  o  n  o  s  c  o
    w    w    w .    p    o    r     t    a     l     i    m    p    a    c     t    o .    c    o    m .     b    r
    V    E    S    T    I    B    U    L    A    R   –    2    0    0    9
 
CONTEÚDO
A Certeza de Vencer 
02
3
Como se classificam os organismos:
O estudo descritivo de todas as espécies de seresvivos e sua classificação dentro de uma verdadeirahierarquia de grupamentos constitui a
sistemática
ou
taxionomia
. Tradicionalmente, distinguiam-se a
 
sistemática zoológica, que se encarregava do estudo dosanimais, e a sistemática botânica, na qual seclassificavam as plantas. Modernamente, com a divisãodos seres em cinco reinos, o estudo da sistemáticaassume uma complexidade horizontal maior.
Observação: 
Etimologicamente,
taxionom ia 
vem do gregotaxis, 'ordem', e nomos, 'lei'. Ela é a parte da Biologia que tratada
classificação 
dos sistemas viventes.Vamos começar a interpretar o papel da taxionomia vendo oconceito de
espécie 
. Podemos dizer que
espécie 
é umgrupamento de indivíduos que revelam profundas semelhançasentre si, tanto no aspecto estrutural quanto no funcional,mostrando grandes similaridades bioquímicas, e no cariótipo(quadro cromossomial das células diplóides), com capacidadede se cruzarem naturalmente, dando origem a descendentesférteis.
Observação: 
São da mesma espécie os indivíduos queapresentam:
 
Profundas semelhanças estruturais e funcionais;
 
Similaridades bioquímicas;
 
O mesmo cariótipo;
 
Capacidade de reprodução entre si.
Observação: 
Considera-se como um
sistem a natural de 
 
classificação 
aquele que se baseia na morfologia e fisiologiados organismos adultos, no desenvolvimento embrionário dosindivíduos, no cariótipo de cada espécie, na sua distribuiçãogeográfica e, notadamente, nas relações dos seres com oprocesso da evolução das espécies.
Um
sistema artificial de classificação
(que
 
biologicamente não é correto) é aquele em que otaxionomista se baseia em uns poucos caracteres
 
escolhidos arbitrariamente para classificar umdeterminado organismo. Classificações que dividissem os
 
seres em aquáticos e terrestres, em macroscópicos emicroscópicos, ou em alados e sem asas, seriam
 
sistemas artificiais de classificação e não teriam qualquervalor cientifico.Para melhor entendimento, imagine que todas ascriaturas humanas são razoavelmente semelhantes nasua anatomia e na sua fisiologia, têm grandessimilaridades bioquímicas (a hemoglobina, a insulina, atiroxina, a tripsina e numerosas outras substâncias sãomolecularmente idênticas em todos os indivíduos),possuem todos eles o mesmo número de cromossomosnas suas células somáticas (2n = 46), os quaiscorrespondem a 23 tipos (pares homólogos) que serepetem em todas as pessoas e que, finalmente,cruzam-se e reproduzem-se naturalmente, originandodescendentes férteis. Com essa observação, estamosafirmando que todos os seres humanos pertencem auma mesma
espécie
. Essa espécie recebeu o nome de
Homo sapiens
.Ocorre, entretanto, que na Natureza existem espéciesque, embora diferentes entre si, guardam grandesaproximações. O cão doméstico, o cachorro-do-mato, olobo e o coiote revelam grandes semelhanças entre si,mas também demonstram algumas diferenças. Espéciesmuito próximas assim são enquadradas dentro de umacategoria taxionômica comum, que é o gênero.Portanto, no gênero
Canis
são reunidas as quatroespécies citadas:
Canis familiaris
(cão doméstico),
Canisthou
(cachorro-do-mato),
Canis lúpus
(lobo) e
Canislatrans
(coiote).Também com os vegetais observamos semelhantefato. O marmelo (
Pirus cydonia
), a maçã (
Pirus malus
) ea pêra (
Pirus communis
) constituem espécies distintasque se enquadram todas elas no mesmo gênero —
Pirus.
 Como se vê, o
gênero
pode ser definido como umgrupamento de espécies muito parecidas.Seguindo o mesmo raciocínio, podemos compreenderque diversos gêneros muito próximos devam serreunidos num grupamentotaxionômico comum. Surge,então, a família. Todos osintegrantes do gênero Canis, juntamente com a raposa-vermelha (
Vulpes vulpes
) e araposa polar (
Alopex lagopus
),integram a família Canidae.Mencionamos três gêneros —
Canis
,
Vulpes
e Alopex, quepertencem a uma mesma família— Canidae.Você conclui, portanto, que
família
é uma reunião degêneros afins, isto é, muito próximos ou parecidos.Agora, veja bem: o cão, o lobo, a raposa e demaisorganismos integrantes da família Canidae são todoscarnívoros. Possuem dentes especiais para aalimentação à base de carne. Mas não são os únicosanimais carnívoros. Os ursos, as hienas, os felinos(leão, tigre, onça, gato) também são carnívoros. E, noentanto, pertencem a famílias diferentes: Ursidae,Hienidae e Felidae, respectivamente.A reunião das famílias Canidae, Ursidae, Hienidae eFelidae resulta na formação de uma ordem —Carnívora.Logo, uma
ordem
é um grupamento de famílias quetêm algo em comum.Por sua vez, as ordens se reúnem e formam as
classes
. Assim, a ordem Carnívora, juntamente com asordens Rodentia (dos roedores), Primatas (dos macacose do homem), Edentata (dos desdentados, comotamanduá, preguiça e tatu), Chiroptera (dos morcegos),Ungulata (dos portadores de cascos, como cavalos ebois) e Cetácea (baleias e golfinhos), forma a classeMammalia (dos mamíferos). Realmente, em todas essasordens, a fêmea é dotada de glândulas mamáriasfuncionais e suas crias, logo após o nascimento, sãoalimentadas com leite materno.Agora, preste muita atenção: todos os animais citadosaté aqui são dotados de coluna vertebral. Então, sãovertebrados. Acontece, todavia, que existem outrosvertebrados na Natureza que não são mamíferos. Assimsão as aves, os répteis, os anfíbios e os peixes. Asdiversas classes desses animais se reúnem com a classeMammalia e formam um
filo
ou
ramo
— o filo Chordata(animais que possuem notocórdio durante a formaçãoembrionária, o qual geralmente é substituído por colunavertebral).O
filo
é uma grande categoria taxionômica, poisencerra elevado número de espécies. Ele é um

Activity (23)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Denize Quintella liked this
Lauriane Salles added this note
concordo com a paula pois eu pedi a classe de filo cordados e apareceu isso.
marina_rpn liked this
Ana Paula Alves Paula added this note
isto é uma PORCARIA ! eu quero a taxonomia do cahorro COMPLETA ! eu quero o reino,o filo e tal... mas ai só ta dizendo babozera so porcaria !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! :D
carneirinhos liked this
Andreza Lucia liked this
xanabras liked this
alarbacn liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->