Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
30Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Geografia - Pré-Vestibular Impacto - Globalização e Fragmentação

Geografia - Pré-Vestibular Impacto - Globalização e Fragmentação

Ratings:

4.67

(6)
|Views: 10,980 |Likes:
Published by Geografia Qui

More info:

Published by: Geografia Qui on Jun 26, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/09/2014

pdf

text

original

 
KL 140408
 
Globalização e fragmentação
FAÇO IMPACTO
 
A CERTEZA DE VENCER!!! 
 
PROFº: GEORGINA
   F  a   l  e  c  o  n  o  s  c  o
    w    w    w .    p    o    r     t    a     l     i    m    p    a    c     t    o .    c    o    m .     b    r
    V    E    S    T    I    B    U    L    A    R   –    2    0    0    9
 
CONTEÚDO
A Certeza de Vencer 
05
2
O processo de Globalização trouxe grandestransformações em escala mundial.Segundo os cientistas o momento que vivemos hojenão encontra paralelo na história da humanidade, o principaleixo do mundo atual emerge exatamente dos avançostecnológicos especialmente nos setores de comunicação e detransporte eis porque a globalização está fortemente relacionadaà noção de espaço-tempo.Paralelamente ao processo de globalização estabelece-se o processo de fragmentação. “No passado, a prioridade do Estado era o bem-estarsocial, no entanto há décadas esta prioridade se modificou e aseconomias nacionais passaram a se adaptar às exigências daeconomia mundial.O mundo transformou-se ao longo dos séculos. Não sepossui apenas uma coleção de Nações agrárias ouindustrializadas, ricas ou pobres, colônias ou metrópoles,submissas ou dominantes, arcaicas ou modernas. A partir daSegunda Guerra Mundial se desenvolveu um amplo processo demundialização, assim como de relações, de processos e deestruturas, tanto de dominação e apropriação como deantagonismo e integração. Aos poucos, todos os problemas edilemas da globalização atingem todas as esferas da vida social,coletiva e individual.Neste contexto, os movimentos do capital, datecnologia, da força de trabalho, em escala mundial, passaram atransformar as sociedades nacionais em dependências dasociedade global. Estas forças produtivas engajadas nodesenvolvimento extensivo e intensivo do capital passaram aproduzir tanto a integração como a fragmentação. Emconseqüência, a globalização jamais pode ser considerada comoum processo histórico social de homogeneização, emborasempre estejam presentes forças que estão à busca destafinalidade.” 
Edison Antonio Alberti Janete Teresinha Reis Meri Lourdes Bezzi http://www.geo.uel.br/revista acesso em 09/04/08 às 22:30 h 
O processo de fragmentação surge paralelamente aoprocesso de globalização, da mesma forma que a globalização semanifesta de várias maneiras a fragmentação se revelaespecialmente nos lugares e quase sempre é lida comoconseqüência do próprio modo de produção capitalista. A natureza excludente do capitalismo foi acentuada apartir da globalização, pois o movimento é delineadoespecialmente pelo avanço dos fluxos de capitais dentro dessequadro financeiro e tecnológico nações inteiras são excluídasdesse processo. A marginalização socioeconômica desses povosdesencadeia impressionantes movimentos migratórios no sentidosul-norte esses fluxos tendem a acentuar a fragmentaçãocultural, ou seja, o rompimento com o lugar de origem, com asua paisagem, a família, os amigos. A vida no outro país é quase sempre muito difícil, pois asensação de viver no desconhecido, no estranho é quase sempretraumática gerando insegurança para os milhões de refugiadosno mundo.No início da década de 90, os processos defragmentação de territórios se intensificaram especialmente noleste da Europa, foram surgindo países, as fronteiras tiveramuma significativa alteração tanto em resposta as mudançaseconômicas quanto por questões políticas e étnicas.O fim daURSS por exemplo, gerou o surgimento de 15 novos paíseseuro-asiáticos. Além das mudanças na ex-URSS, outros territóriosforam alterados como, por exemplo, a ex-Iugoslávia e a ex -Tchecoslováquia, cujo fim da era socialista foi marcado tambémpelo processo de desintegração em resposta a reivindicações deetnias.
 “O nacionalismo no final do século XX
(...) suponhamos, como finalidade do argumento, queuma nova ‘Europa das nações’ no sentido wilsoniano
1
fosseemergir, ou uma ásia ou África das nações. (...). A Espanha seriareduzida pela separação de Euzkadi
2
e Catalunha; a GrãBretanha pela cisão da Escócia e País de Gales; a França pelaseparação da Córsega; a Bélgica se dividiria em dois países;enquanto mais para o leste os Estados da atual esfera deinfluência soviética seguiriam seu próprio caminho, talvez comos eslovacos separando-se dos tchecos, e os Bálcãs sendoredivididos entre os eslovenos, croatas e sérvios, e os Estadosalbaneses aumentados, com uma Estônia, uma Letônia e umaLituânia, independentes reemergindo ao longo do Báltico.Poderíamos seriamente supor que tal balcanização ampliadapara a escala mundial proporcionaria um sistema estável? Defato a primeira e mais provável coisa que os novos Estadoseuropeus fariam, com toda certeza, seria solicitar a admissão na
1
Woodrow Wikson (1856-1924), presidente dosEstados Unidos durante a 1ª Guerra Mundialdefendia a idéia de que cada nação européiativesse eu Estado.
2
País Basco

Activity (30)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Claudemir Sousa liked this
Aline Santana liked this
Everton Oliveira added this note
bom muito bom
Jessyca Lima liked this
Walcirene Ramos liked this
Elder Reis liked this
Andreia Silva liked this
Fatima Cosendey liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->