Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
15Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
O ANTIGO EVANGELHO - J. I. Packer

O ANTIGO EVANGELHO - J. I. Packer

Ratings: (0)|Views: 2,068|Likes:
Published by Fleur du Monde
LIVRO VALIOSO!
LIVRO VALIOSO!

More info:

Published by: Fleur du Monde on Jun 26, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOC, TXT or read online from Scribd
See More
See less

08/16/2013

pdf

text

original

 
O "ANTIGO"O "ANTIGO" EVANGELHOEVANGELHO
Um Desafio para Redescobrir o Evangelho Bíblico
J. I. Packer 
Ensaio Introdutório ao livro de John Owen:  A Morte da Morte na Morte de Cristo  
 
I
O REDESCOBRIMENTO DO EVANGELHO
*
 A Morte da Morte na Morte de Cristo
é uma obra polêmica, cujo intuitoé mostrar, entre outras coisas, que a doutrina da redenção universal éantibíblica e destrutiva para o evangelho. Há muitos para quem,provavelmente, ela não se reveste de qualquer interesse. Aqueles que nãovêem necessidade de precisão doutrinária e nem têm tempo para osdebates teogicos que mostram haver divies entre os chamadosevangélicos, bem poderão lamentar esta edição. Outros poderão achar queo próprio som da tese de Owen é tão chocante que até mesmo se recusema ler seu livro, mostrando assim seu preconceito causado por uma paixãopelas suas próprias suposições teológicas. Porém, esperamos que estaedição chegue às mãos de leitores dotados de espírito diferente. Hoje emdia há sinais de um renovado interesse pela teologia da Bíblia — umanova disposição em submeter a teste as tradições, para pesquisar asEscrituras e para meditar sobre as questões da fé. É para quemcompartilha dessa disposição que o tratado de Owen é dirigido, na crençade que nos ajudará em uma das mais urgentes tarefas que desafiam acristandade evangélica atual — a recuperação do evangelho, ou melhor, oseu redescobrimento.Esta última observação pode deixar alguns em atitude defensiva;mas parece ser confirmada pelos fatos.Não há dúvida de que o mundo evangélico de nossos dias encontra-se em um estado de perplexidade e flutuação. Em questões como naprática do evangelismo, no ensino sobre a santidade, na edificação da vidadas igrejas locais, na maneira dos pastores tratarem com as almas eexercerem a disciplina há evidências de uma insatisfação generalizadacom as coisas conforme elas estão, bem como de uma insatisfação geralacerca do caminho à frente. Esse é um fenômeno complexo, para o qualmuitos fatores têm contribuído. Porém, se descermos até à raiz da questão,descobriremos que essas perplexidades, em última análise, devem-se ao
*
Este livreto trata-se de um ensaio introdutório editado com a obra total de John Owen,intitulada "A Morte da Morte na Morte de Cristo". Será lançado pela Editora Fiel um volumecondensado daquela valiosa obra de John Owen, originalmente escrita no 17° século.
 
fato que temos perdido de vista o evangelho bíblico. Sem o percebermos,durante os últimos cem anos temos trocado o evangelho por umsubstitutivo que, embora lhe seja semelhante quanto a determinadospormenores, trata-se de um produto inteiramente diferente. Daí surgem asnossas dificuldades; pois o produto substitutivo o corresponde àsfinalidades para os quais o evangelho autêntico do passado mostrou-seo poderoso. O novo evangelho fracassa notavelmente em produzirreverência profunda, arrependimento profundo, humildade profunda,espírito de adoração e preocupação pela situação da Igreja. Por quê?Cumpre-nos sugerir que a razão jaz em seu próprio caráter e conteúdo.Não leva os homens a terem pensamentos centrados em Deus,temendo-O em seus corações, mesmo porque, primariamente, não é issoque o novo evangelho procura fazer. Uma das maneiras de declararmos adiferença entre o novo e o antigo evangelho é afirmar que o novopreocupa-se por demais em "ajudar" o homem — criando nele paz,consolo, felicidade e satisfação — e pouco demais em glorificar a Deus.O antigo evangelho também prestava "ajuda" — mais do que onovo, na realidade. Mas fazia-o apenas incidentalmente — visto que suapreocupação primária sempre foi a de glorificar a Deus. Era sempre eessencialmente uma proclamação da soberania divina em
 
misericórdia e juízo, uma convocação para os homens prostrarem-se e adorarem ao todo-poderoso Senhor de quem os homens dependem quanto a todo bem, tantono âmbito da natureza quanto no âmbito da gra. Seu centro dereferência era Deus, sem a mínima ambigüidade. Porém, no novoevangelho o centro de referência é o homem. Isso é a mesma coisa quedizer que o antigo evangelho era
religioso
de uma maneira que o novoevangelho não o é. Enquanto que o alvo principal do antigo era ensinar oshomens a adorarem a Deus, a preocupação do novo parece limitar-se afazer os homens sentirem-se melhor. O assunto abordado pelo antigoevangelho era Deus e os Seus caminhos com os homens; e o assuntoabordado pelo novo é o homem e a ajuda que Deus lhe dá. Nisso há umagrande diferea. A perspectiva e a ênfase inteiras da pregão doevangelho se alteraram.Dessa mudança de interesses originou-se a mudança de conteúdo,pois o novo evangelho na realidade reformulou a mensagem bíblica nosuposto interesse da prestação de "ajuda" ao homem. De acordo com isso,não são mais pregadas verdades bíblicas tais como a incapacidade natural

Activity (15)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Sam Pinheiro liked this
Eduardo Silveira liked this
Carlos Diesson liked this
Welton Macedo liked this
divinohfsantana liked this
Jeferson Wruck liked this
Amigo De Sempre liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->