Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
85Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Tim Conway - Um Sumário de como Mortificar o Pecado

Tim Conway - Um Sumário de como Mortificar o Pecado

Ratings:

5.0

(1)
|Views: 1,657|Likes:

More info:

Published by: Voltemos ao Evangelho on Aug 27, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/20/2011

pdf

text

original

 
 
1
U
M
S
UMÁRIO DE COMO
M
ORTIFICAR O
P
ECADO
 
Por Tim Conway
Romanos, capítulo 8. Eu estou certo de que se vocês estão familiarizados com suas Bíblias,vocês já leram o versículo que eu vou analisar, estão familiarizados com ele, vocês o conhecem.Versículo 13:
“Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis”
. Agora, bem ali, pense sobre o quea carne é. Se você voltar para o versículo 7, você vai ver algumas coisas interessantes sobre acarne. Sabe, Romanos capítulo 8 é basicamente essa comparação. O que você tem é umacomparação entre a vida vivida na carne e a vida vivida... no quê? No Espírito.Então você tem o cristianismo verdadeiro contra aquilo que não é o cristianismo. Essa é acomparação, repetidamente. Quando você lê ao longo do capítulo você pode ver isso. Pauloestá contrastando, muito especificamente, aqueles na carne e aqueles no Espírito, aqueles com amente na carne e aqueles com a mente no Espírito. É assim repetidamente. Uma olhada rápidano versículo 7 e você vê o que é muito peculiar àqueles na carne. Eles são inimigos - dependendoda tradução que você tem - eles são hostis a Deus. E eles não só não guardam seusmandamentos ou os cumprem, mas as Escrituras dizem ali que eles não podem.Quando vamos para o versículo 13, nós temos que as pessoas na carne morrem. Então,ouça. Se isso basicamente caracteriza sua vida: que você faz suas próprias coisas. Isso é que vocêprecisa ver sobre versículo 7, logo acima. É que viver na carne não é apenas freqüentar bares ouestar envolvido em festas todo o tempo. Viver na carne é simplesmente isso: Você não aceitaráque Deus lhe diga o que fazer. É isso. É o que você vê no versículo 7. Isso é peculiar àqueles quevivem na carne.
Versículo 13: “Se vocês viverem de acordo com a carne, vocês morrerão.” Aceite. Ele
nãoestá abrindo o tema para debate. Isso é bem direto aqui, pessoal. Se você vive de acordo com acarne, você morre. Basicamente, se sua vida é caracterizada por fazer o que você quer fazer,sem de fato se preocupar com o que Deus quer que você faça... Tudo o que vocês precisamfazer pra viver de acordo com a carne, pessoal, não é... Vocês podem ser morais. Você nãoprecisa ser descontrolado, não precisa estar fora de controle.
Apenas digam: “eu vou fazer as
coisas do meu jeito", e você vai morrer.
“mas, s
e pelo Espírito mortificardes as obras do corpo,
vivereis.”
 Deixe-me dizer uma coisa a respeito da vida em Cristo. Esta é, provavelmente, a maior característica externa do verdadeiro cristianismo em toda a Bíblia. Pense sobre isso. Vá para 1João. O que você encontra? Você encontra:
“Aquele que diz: Eu conheço
-o, e não guarda os
seus mandamentos...”
(1 Jo. 2.4) O que é verdade sobre você? Você é um mentiroso. A verdadenão está em você. O que você tem aqui é isso, pessoal:
“Viva do jeito que você quer viver 
, evocê morre.
Viva do jeito que Deus quer que você viva, e você vive.”
Agora, já que estamos aqui,eu creio que provavelmente seja importante irmos para o próximo versículo, para que nãotenhamos algum tipo de má compreensão.Sabe, se nós tivéssemos apenas o versículo 13 por si só, ele quase pareceria dizer - o quê? Elequase tem essa idéia de que se vocês mortificarem os feitos do corpo - o que acontece? Vocêconsegue a vida eterna. Quase soa como se fosse trabalho seu, certo? Paulo percebe que elesoa dessa maneira. Então ele vai para o versículo 14 e, imediatamente, ele esclarece o que eledisse.
Você vê que o versículo 14, em suas Bíblias, começa com “pois”.
Se estiver em outra
tradução pode começar com “porque”.
É porque ele vai explicar, ele não está mudando paraum novo assunto. Ele apenas vai, no verso 14, se aprofundar um pouco mais no que ele estavadizendo.
“Porque todos os que são guiados...”
Todos os que são, dessa forma, guiados peloEspírito. Para fazer o quê? Mortificar os feitos do corpo. "Porque todos os que são guiados peloEspírito de Deus, esses são filhos de Deus." Agora, olhe, isso é o que ele está dizendo: Ele estádizendo que se você mortificar o pecado você vai viver. Agora, você não vive porque vocêmortifica os feitos do corpo. Você vive porque você é um filho de Deus. Você nasceu de novo.Isso é o que ele está dizendo aqui. O ponto aqui é: Isso é uma evidência. Não uma causa. Isso éuma evidência daqueles que têm vida eterna.
 
 
2
Então, veja, nós podemos dizer isso a respeito de qualquer pessoa. Qualquer um que évenha a essa igreja, qualquer um que seja membro dessa igreja. Qualquer pessoa com quem nóslidamos diariamente nessa comunidade aqui. Nós sabemos disso: se nos encontrarmos com elas, eelas disserem que são cristãs, é bom que isso caracterize a vida delas,
porque Paulo diz: “vocêsviverão”.
 
João diz: "Vocês são filhos de Deus.”
Se você demonstra essa evidência característica,de que isso é comum em sua vida, de que isso é a característica geral, de que essa é jornadageral na sua vida, de que você mortifica o pecado.Ouça, você não pode dizer - quantas vezes vocês já ouviram isso? Nós entendemos isso emnossa igreja. Vocês devem ter ouvido aqui. "Bem, sabe como é, eu era um adolescente. Euprofessei a Cristo com tinha 14 anos, mas eu saí por aí cometendo todo tipo de pecado. Mas eu
sei que eu era um cristão.”
Agora, espere um segundo. Como você sabe que era um cristão?
"Bem, eu simplesmente sei, eu tive essa experiência, eu fiz isso...”
O que as Escrituras dizem?Agora, ouçam. Isso não é um chamado para a "perfeição cristã" por qualquer alcance daimaginação. Isso não tem nada a ver com viver dia após dia sem qualquer pecado em sua vida.Mas o que isto tem a ver é que é característico. Isso é definitivamente um padrão, pessoal. E euposso olhar para qualquer pessoa e eu posso fazer uma avaliação geral sobre a vida delabaseando-me nesse texto. Quer dizer, Paulo estabelece isso aqui. Há uma conexão vital entre
“mortificar o pecado” e “vida”.
Eu estou lhe dizendo, cada pessoa no céu viveu essa vida demortificação dos feitos do corpo.Agora, é interessante. Obviamente isso não significa todo feito do corpo. Ele não quer dizer usar sua mão para ajudar uma viúva. Obviamente ele não quer dizer isso. Quero dizer, é claro queo que temos falado aqui é usar o corpo. Usar expressões faciais, usar tons de voz, usar órgãossexuais, usar as mãos, usar os pés, usar o corpo em geral para realizar feitos de perversidade. Nósdevemos viver uma vida de fazer o bem. Vocês já leram isso, pessoal? Quer dizer, você vai pra 3João. Você sabe o que você tem?
João pode dizer isso: “Olha, nós conhecemos os filhos deDeus.”
 
“Nós conhecemos aqueles que são salvos.”
 
E você sabe o que ele diz lá? “Eles praticam obem”(3 Jo 11)
.3 João, leia alguma vez. Ele basicamente diz lá que nós podemos diferenciar o salvo doperdido. O salvo pratica o bem e esse outro não pratica o bem. Essa idéia de que o cristão faz obem é uma idéia muito bíblica. Sabe, ser salvo é simplesmente sobre ser salvo do pecado, na suaprática bem aqui, tanto quanto ser salvo da sua culpa, tanto quanto ser salvo da ira de Deus. Nóssomos salvos do poder do pecado. Tudo o que nós temos a fazer é voltar para capítulo 6, você lêno versículo 14:
“...o pecado não terá domínio sobre vós”.
Pessoal, esta é a conseqüência daquilo.O pecado não vai dominar a sua vida se você é um cristão. É isso que diz lá. Versículo 13 docapítulo 8, você não pode fazê-lo dizer qualquer outra coisa. Pureza de vida. Você, como umcristão, tem sido guiado por Cristo, através de Seu Espírito, para batalhar contra o pecado. Se issonão é característico na sua vida, então sua vida não tem a característica da vida cristã.Agora veja, o negócio é o seguinte. Ok, temos de fazer isso. Temos que mortificar o pecado.Sabe? Quando eu realmente pensei sobre isso, eu percebi isso: Os feitos do corpo vêm de algumlugar. Então, definitivamente é de grande ajuda compreender de onde eles vêm, porque se vocêvai atacar essa coisa, se você vai fazer batalha, você precisa ir à raiz do problema. E, se vocêvoltar para o capítulo 6, versículo 12, você verá exatamente a raiz. Exatamente de onde essesfeitos vêm. Romanos 6, versículo 12:
“Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal...”
 
Veja. Ali você tem o “corpo mortal”.
Lembre o que nós precisamos mortificar. Nós precisamos
mortificar os “feitos do corpo”.
Bem aqui você tem o corpo mortal. O pecado está procurandoreinar no corpo mortal para fazer você obedecer a suas - do corpo - paixões.Agora, isso é interessante. Isso é o que você tem. "Pecado" não é plural aqui, ele é singular.O que significa que ele não está falando de pecados como pecados individuais. Ele está falandosobre o pecado como um poder. O pecado como uma força. O pecado como uma forçamaligna procura dominar, governar, reinar no seu corpo. Como? Fazendo você obedecer aspaixões do seu corpo. Você vê isso? Isso é claro, ou eu apenas inventei isso? Isso está lá, certo?Vocês vêem isso. Qual é a questão-chave sobre isso? O negócio é o seguinte, se eu sou salvo, e oEspírito de Deus me guia...
Ouça, nós fazemos isso “pelo Espírito”.
Mas nós fazemos! Essa idéia demortificar os feitos do corpo...
“se vós pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis”
Issonão é um tipo de hipercalvinismo. Sabe, você senta de braços cruzados e o Espírito de Deus vaime purificar. Você se lembra, as Escrituras nos dizem para
“desenvolvermos a nossa salvação com
 
 
3
temor e tremor” (Fp. 2.12).
Há uma batalha aqui, pessoal. E nós lutamos. Nós fazemos. Sim, nósfazemos no poder do Espírito. Você não consegue fazer isso fora do Espírito. Você não pode fazer isso fora de Cristo. Mas em Cristo, isso que é impossível, por natureza, quando você está na carne,é muito possível, de fato é tão possível que se você tem vida, você vai mortificar essas coisas. E oque você mortifica é isso: O pecado buscando governar o seu corpo, buscando dominar,fazendo você obedecer às paixões desse corpo.Agora, ouça, quando eu comecei a pensar sobre isso, eu pensei:
“É! Isso é exatamente oque acontece!”
Quer dizer, pense sobre quando você peca. Pense a respeito de toda químicaaqui, pense sobre todo... Se você começar a dissecar essa coisa, se você começar a separar empedaços parte por parte, o que acontece? Eu peco, eu uso minha boca, eu uso meus olhos, euuso minhas mãos de um modo que eu não deveria usá-los. E eu peco... Quando eu faço o quê?Quando eu tento satisfazer algum desejo. Isso é o que nos leva a pecar. Mas como?Sabe, quando eu comecei a contemplar ambas essas coisas. E eu peguei todas essas coisasna minha cabeça...
Eu estou pensando: “Ok, vamos analisar os desejos.”
Eu examinei todo o NovoTestamento todas as formas como essa palavra aparece. Eu estava tentando me focar nisso, euestava tentando descobrir o caráter desses desejos.
E então também o “pecado”.
Não
“pecados” no plural, mas “pecado” como um poder.
"Vamos analisar isso e percorrer o NovoTestamento e examinar isso,
e mesmo em alguns lugares no Velho Testamento.”
E muitointeressante foi isso: Vá, em sua Bíblia, para Efésios 4.22.
“...despojeis do
velho homem..." Eu estoulendo na ESV. Para que vocês possam se situar aqui, Efésios 4.22, se vocês têm uma traduçãodiferente. "Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelasconcupiscências do engano" Você vê isso aqui?
A palavra “desejos” aqui
é exatamente a mesmapalavra de Romanos 6, versículo 12.
Note como ele os chama: “enganosos”.
 Sabe, uma coisa muito interessante sobre esses desejos que o pecado quer queobedeçamos é que eles são desejos enganosos. Mas, sabe, então você começa a estudar, vocêcomeça a pensar sobre a realidade do pecado. Vá para Hebreus 3.13. Quer dizer, basicamenteisso é aquilo com que nós somos confrontados quando pecamos. Nós temos o pecado como umpoder, o qual é um inimigo aqui. Buscando nos fazer obedecer a desejos corruptos, os quais sãoos inimigos. Basicamente nós temos dois inimigos aqui, no que se refere ao meu pecado, comocristão. Eu tenho pecado como um poder, buscando reinar ao me fazer obedecer às paixõespecaminosas. Então, eu tenh
o “o pecado” e eu tenho “as paixões”.
Se eu puder lidar com essesdois cães, eu posso atingir essa coisa. Agora, em Efésios 4:22 eu quis mostrar que esses desejos são
chamados de “enganosos”.
 Agora, o que eu quero que você veja aqui em Hebreus...
“Antes, e
 xortai-vos uns aos outrostodos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo
engano do pecado.”
Ouça! O poder do pecado para ter influência em sua vida vai apenas tãolonge quanto o fato de que ele tem habilidade de enganá-lo. O que eu quero que vocêsentendam é que se eu estou mortificando os feitos do corpo, e eles vêm do pecado tentandoreinar em meu corpo, e o pecado é enganoso, os desejos são enganosos, adivinha o que isso mediz? Isso me diz que eu peco quando eu faço o quê? Quando eu acredito em uma mentira.Você sabe como você mortifica o pecado? Quando você pára de acreditar na mentira emque você acredita toda vez que você comete o pecado. Eu lhe garanto! Aqueles de vocês aquique pecam mais são os mais inclinados a acreditar em uma mentira. Você está fazendo isso.Porque, eu lhe digo, o pecado é estúpido! É ridículo! Toda vez ele é destrutivo, não lhe ajuda. Eleapenas separa, apenas danifica. É apenas destrutivo. E por que você peca? Porque você aceitaalguma mentira. Nós vemos isso nos nossos filhos. Nós vemos isso no perdido.Nós temos um jovem, era um membro da nossa igreja, e, simplesmente, trocou Cristo por uma mulher. Por quê? Aquilo foi prudente? Aquilo foi para o seu proveito eterno? Aquilo vai ser degrande ajuda pra ele? Aquilo vai fazê-lo feliz mais à frente? Você sabe que não vai. Não é comose ele fosse algum alienígena e isso fosse estranho a nós. Nós andamos nesse caminho, pessoal.Nós escolhemos o pecado, e mesmo agora, como um cristão, quando você escolhe o pecado,você o faz porque assim como aquele jovem você acredita em uma mentira. Toda vez. Vocêpeca somente quando você acredita em uma mentira. Seu orgulho é uma mentira, sua raivainjusta é uma mentira. Seu materialismo, obsessão por conforto. Sua avareza, idolatria, cobiça,luxúria, inveja. Tudo mentira. Sempre que você cede ao pecado, pode anotar, você aceitou umamentira. E se você realmente enfrenta isso, isso vai lhe ajudar.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->