Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
5Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Apostila-capacitores

Apostila-capacitores

Ratings: (0)|Views: 735|Likes:
Published by mmgnmmgn

More info:

Published by: mmgnmmgn on Sep 03, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

02/25/2013

pdf

text

original

 
O Capacitor 
Componente eletrônico constituído de duas placas condutoras, separadas por ummaterial isolante. É um componente que, embora não conduza corrente elétrica entre seusterminais, é capaz de armazenar energia elétrica, sendo esta sua principal característica.É constituído por 2 placas condutoras denominadas Armaduras, que são separadas por um material isolante chamado Dielétrico. Ligados à estas placas condutoras (as armaduras)estão os terminais para conexão do capacitor com outros componentes de um circuito elétrico.A Capacitância (C) é a capacidade de acumulação de cargas elétricas no capacitor,quando aplicamos em seus terminais determinada tensão. Sua capacitância é determinadapelas dimensões das placas e pela distância de uma em relação à outra, ou seja, é diretamenteproporcional à área das armaduras e inversamente proporcional à espessura do Dielétrico.Unidades de Medida da capacitância: Farad (F), Microfarad (
µ
F), Nanofarad (
η
F) ePicofarad (
ρ
F). A quantidade de cargas (Q, em Coulomb) que um capacitor pode armazenar depende da tensão (V, em Volts) e de sua capacitância (C, em Farad) entre seus terminais:Quando uma Tensão Contínua é aplicada às placas do capacitor, através dele não severifica nenhuma passagem de corrente, devido à presença do dielétrico. Por outro lado, ocorreuma acumulação de carga elétrica nas placas de tal forma que, a placa ligada ao pólo negativodo gerador acumula elétrons enquanto que a placa ligada ao pólo positivo do gerador fica comfalta elétrons. Este fenômeno é chamado de Polarização do Dielétrico.Quando a tensão aplicada é interrompida, a carga acumulada mantém-se devido aocampo elétrico que se forma entre as placas. Se as placas forem curto-circuitadas, encostando-se os dois terminais de ligação, uma rápida passagem de corrente é produzida e o capacitor sedescarrega, retornando à condição inicial.Quando uma corrente contínua é aplicada a um capacitor, a tensão leva certo tempopara atingir o valor máximo. Portanto, no capacitor, a corrente está adiantada em relação àtensão. O tempo necessário para que o capacitor se carregue totalmente depende dasresistências do circuito.Para um circuito RC em série, quanto maior o valor do resistor e do capacitor, maistempo leva para que o capacitor carregue-se totalmente. A medida da velocidade decrescimento da tensão no capacitor é dada pela constante de tempo (
τ
) do circuito.
 
Q = V . C
τ
= R . CV
C
= Vcc . (1 – e
 –t/
τ
)
 
Onde:V
C
– Tensão do Capacitor e – n° de Euller ou base do logaritmo neperiano (e = 2,72)t – tempo decorrido após o fechamento da chave.Gráfico Vc x t Gráfico i x tCom um intervalo de tempo igual a R.C, o capacitor terá o valor de 63,2% da tensão dafonte. Com 3.R.C, o capacitor estará com aproximadamente 95% de carga e com 5.R.C, estarácom 99,3%, quando consideramos como carga total para efeitos práticos. A tabela abaixomostra alguns pontos notáveis na curva de carga do capacitor.Constante de tempo1 – e
 –t/
τ
 
(tensão no capacitor)RC 63,2 % Vcc2RC 86,5 % Vcc3RC 95,0 % Vcc4RC 98,2 % Vcc5RC 99,3 % VccE assim, acontece da mesma forma quando submetemos um capacitor a umadescarga através de um circuito RC, como mostra a figura abaixo:Supondo que o capacitor esteja completamente carregado, ao fecharmos a chave S1,ele iniciará sua descarga através do resistor R, e a tensão no capacitor poderá ser calculadacom a seguinte equação:
V
C
= V
atual
. (e
 –t/
τ
 
)
Onde:V
atual
 – tensão que está acumulada no capacitor no instante do fechamento da chave.V
C
– Tensão do Capacitor e – n° de Euller ou base do logaritmo neperiano (e = 2,72)t – tempo decorrido após o fechamento da chave.
 
Reatância Capacitiva
Quando uma Tensão Alternada é aplicada a um capacitor, seu comportamento é aconseqüência direta do que ele manifesta no caso de uma Tensão Contínua.O Dielétrico é submetido a solicitações alternadas, pois variam de sinal rapidamente esua polarização muda com o mesmo ritmo. Se a freqüência aumenta, o Dielétrico não podeseguir as mudanças com a mesma velocidade com que ocorrem, e assim, a polarizaçãodiminui, o que acarreta uma redução da capacitância. Portanto, devido ao fato de que acapacitância tende a diminuir com o aumento da freqüência, os capacitores Styroflex ecerâmicos são os únicos que podem ser empregados em alta freqüência (Amplificadores eOsciladores). Com as Tensões Alternadas, produzindo o fenômeno de sucessivas cargas edescargas, verifica-se uma circulação de corrente, embora esta não flua diretamente peloDielétrico.Assim, chega-se a uma das principais aplicações dos capacitores: a de separar aCorrente Alternada da Corrente Contínua, quando estas se apresentam simultaneamente.Emgeral:
o capacitor comporta-se como um circuito aberto em corrente contínua e como umaresistência elétrica em corrente alternada.
 A reatância capacitiva (Xc) é calculada por:Onde:F – Freqüência (Hz)C – Capacitância (F)Xc – Reatância Capacitiva (
)A Tensão e a Corrente num circuito contendo Reatância Capacitiva é determinada por:
Tipos de Capacitores
O que determina o tipo do capacitor é o seu Dielétrico. Pode ser do tipo:- Axial (1 terminal em cada extremidade).- Radial (2 terminais na mesma extremidade).
Tipo Dielétrico Armadura Fixa de Valor Faixa de Tensão
Papel Papel Parafinado Folhas de Alumínio1
η
F – 10
µ
F150 – 1000VMica Folhas de Mica Folhas de Alumínio1
ρ
F – 22
η
F200 – 5000VStyroflex Tiras de Poliestireno Folhas de Alumínio4.7
ρ
F – 22
η
F25 – 630VFolha de Poliéster Folhas de Poliéster Folhas de Alumínio1
η
F – 1
µ
F100 – 1000VPoliéster Metalizado Folhas de Poliéster Alumínio Depositado10
η
F – 2.2
µ
F63 – 1000VPolicarbonato Metalizado Folhas de Policarbonato Alumínio Depositado10
η
F – 2.2
µ
F63 – 1000VCerâmico Tipo I Disco Cerâmico Prata Depositada0.5
ρ
F 330
ρ
F63 – 500VCerâmico Tipo II Disco de Titanato de Bário Prata Depositada100
ρ
F – 470
ρ
F15 – 1000VEletrolíticos de Alumínio Óxido de Alumínio Folhas de Alumínio0.47
ρ
F – 220000
µ
F4 – 500VEletrolíticos de Tântalo Óxido de Tântalo Tântalo Metalizado2.2
µ
F – 220
µ
F3 – 100V
 
Xc = 12 .
π
.f .CVc = Xc . Ic

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->