Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
22Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
NPL14 Na Ponta do Lápis 14

NPL14 Na Ponta do Lápis 14

Ratings: (0)|Views: 2,957|Likes:
Published by natdfi

More info:

Published by: natdfi on Sep 03, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/10/2013

pdf

text

original

 
 N  a  on t  a  d  o  á  p s an o V  nº 
31
 
ano VI – número 14Julho de 2010
É chegada a hora...
O que levar em conta ao avaliaros textos dos estudantes?
 
 
Avaliar a produção dos alunos não é nada ácil.Talvez seja a tarea mais complexa do educador,não acontece apenas pelo intenso trabalho, maspela seriedade que ela exige.Na verdade, a avaliação é uma atividade ine-rente ao papel do proessor. Está presente emtodo o processo de ensino e aprendizagem, atémesmo na autoavaliação, que analisa e replanejaa própria prática.Avaliar é uma palavra de vários sentidos, comoos que encontramos no
Novo Dicionário Aurélio
:pode signicar a determinação da valia ou do va-lor de algo; explicar o ato de apreciar ou de esti-mar o merecimento de alguma coisa; calcular,computar; apenas para dar uma ideia sobre qual-quer coisa; ou ainda servir para reconhecer agrandeza, a orça, a intensidade de qualquer serou coisa.Todas essas considerações perpassam poraqueles que têm a responsabilidade de selecio-nar os textos nas várias etapas da Olimpíada deLíngua Portuguesa
Escrevendo o Futuro
, a co-meçar pelos proessores, em sua escola. Foipensando nessa tarea que resolvemos iluminarum pouco mais a questão. Para isso convidamosa pedagoga do Cenpec, Cris Zelmanovits, a escre-ver o artigo “O que está em jogo quando avaliamosos textos dos alunos?”, em que ela mostra que ava-liação não é um im em si mesmo ou apenas oponto nal do trabalho. Na verdade, essa avalia-ção está articulada a todo o movimento que geraa própria produção de texto, com suas escritas ereescritas.Claro que haverá uma última etapa desse pro-cesso, quando um texto deverá ser submetido àavaliação inal e escolhido como representanteda turma, da escola, da cidade, do Estado, atéchegar à nal.
COORDENAÇÃO TÉCNICACentro de Estudos e Pesquisas em Educação,Cultura e Ação Comunitária – CENPECCRÉDITOS DA PUBLICAÇÃO
Creçã
Sonia Madi
Text e eiçã
Luiz Henrique GurgelMaria Aparecida LaginestraRegina Andrade Clara 
Reiã
Rosania Mazzuchellie Mineo Takatama
Eiçã e rte
Criss de Paulo e Walter Mazzuchelli
Itrçõe
Criss de Paulo
Eitrçã
AGWM Editora e Produções Editoriais
Ft
Daigo Oliva
Tire
160 mil exemplaresContato com a redaçãoRua Minas Gerais, 228 – São Paulo – SPCEP 01244-010Teleone: 0800-7719310
e-mail 
: escrevendouturo@cenpec.org.brwww.escrevendoouturo.org.br
A importânciade saber avaliar
 
O que há de novo
Além dessa questão undamental, este me-ro da revista
Na Ponta do Lápis
traz uma crônicade uma das mais importantes escritoras brasi-leiras: Clarice Lispector. O cotidiano da vida deestudante em sala de aula e a amizade ganhambeleza pelo apurado olhar da autora.Outra escritora muito apreciada por educa-dores, Ana Maria Machado, nos concedeu umaentrevista/depoimento, na qual ala de sua vidae de seu processo de escrita. Ela, que lançouseu primeiro livro de poemas –
Sinais do mar 
 –depois de décadas escrevendo para crianças,jovens e adultos, manteve na conversa o mesmotom de prosa poética encontrado em seus textos.A proessora Ana Elvira Gebara também trazuma instigante refexão sobre as representa-ções de leitura que existem em nossas escolas.Por im, duas matérias – “Em cada canto dopaís uma experiência interessante” e “Conven-cer: vencer com a ajuda de todos” – que abor-dam ações de proessores que participam daOlimpíada.E, para conhecer ainda mais os proessores,anexamos nesta edição uma carta-resposta.Queremos saber a opinião de nossos leitores sobrea Coleção da Olimpíada
 
que oi enviada paratodas as escolas brasileiras. É muito importanteter um retorno daqueles que estão na linha derente desse imenso trabalho.Ah! Não poderíamos deixar de saudar e darboas-vindas aos proessores que pela primeiravez participam da Olimpíada de Língua Portu-guesa
Escrevendo o Futuro
. É sempre bom ternovos leitores e amigos que, acima de tudo, acre-ditam no poder das palavras.A todos, boa leitura e excelente trabalho!
EnTREvIsTa
Ana Maria Machado
5
REpoRTagEm
Em cada canto do paísuma experiência interessante 
8
EspECIal
O que está em jogo quandoavaliamos os textos dos alunos?
12
págIna lITERáRIa
As grandes punições
14
TIRando dE lETRa
Um dia na vida de Maria Soledade
16
dE olho na pRáTICa
Convencer:vencer com a ajuda de todos
23
ÓCulos dE lEITuRa
Brincar de ler
28 
dEsaFIo
O que é adequado em cadasituação de comunicação?

Activity (22)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
matias4111 liked this
edilsonbfs liked this
nedineia liked this
deborasimples liked this
biarmendes liked this
Adri Ana liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->