Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Copy of Estudo-cadeia-cana Em MS]

Copy of Estudo-cadeia-cana Em MS]

Ratings: (0)|Views: 11|Likes:
Artigo muito bom sobre a industria sucroalcooleira do MS
Artigo muito bom sobre a industria sucroalcooleira do MS

More info:

Published by: Luciana E Etiénne Groot on Sep 05, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/05/2010

pdf

text

original

 
2
 
ESTUDO DA CADEIA PRODUTIVA DO AÇÚCAR E DO ÁLCOOL NO ESTADODE MATO GROSSO DO SUL
 
AUTORAS: CATIANA SABADIN EELIANE VILALBA GONÇALVES
 
CAMPO GRANDE/MS, OUTUBRO DE 2005
 
 
 ESTUDO DA CADEIA PRODUTIVA DOAÇÚCAR E DO ÁLCOOL NO ESTADODE MATO GROSSO SO SUL
 
RESUMO
 O presente artigo faz um diagnóstico e análise da situação atual da cadeia produtiva do açúcar e doálcool no Estado de Mato Grosso do Sul. Além da análise da cadeia a pesquisa procurou caracterizar o
 
ambiente macro que envolve a produção e o beneficiamento da cana-de-açúcar e as tendências do setor  para os próximos anos, no Brasil e no MS.
I - INTRODUÇÃO
 
O cultivo da cana-de-açúcar no Brasil ocorre desde a época da colonização, com a produção deaçúcar nos engenhos, representando uma atividade de grande importância no desenvolvimentoeconômico do país.
 
Atualmente a cana-de-açúcar é bem mais que um único produto, sendo matéria prima naprodução de álcool anidro, álcool hidratado, energia natural, bebidas, cosméticos, plásticos,papéis, ração animal e uma gama de outros produtos. O presente trabalho analisa os dois
 
principais produtos da cana-de-açúcar produzidos no Brasil e no Mato Grosso do Sul: o álcool e oaçúcar.
 
O
 
Brasil é o maior produtor de cana-de-açúcar do mundo, seguido pela Índia e Austrália. Os
 
números do setor sucroalcooleiro são expressivos no contexto do agronegócio brasileiro: são 320indústrias de açúcar e álcool, 5,5 milhões de hectares de terras cultivadas, produzindo 1,5 milhões detoneladas de cana por ano, gerando ao todo 1 milhão de empregos diretos, segundo dados daUNICA[1]
 
. Outro fator importante é que através do processamento da biomassa da cana, pode-se produzir energia natural, limpa e renovável.A renda do setor sucroalcooleiro é a terceira maior do agronegócio brasileiro, atrás somentedos produtores de soja e milho. As perspectivas atuais para o setor são promissoras. A produção docombustível renovável e não poluente está assumindo importância no contexto nacional, com a volta da produção de carros movidos a álcool e o aumento da adição do álcool anidro à gasolina, e nointernacional, com a obrigatoriedade da redução da emissão por parte dos países desenvolvidos,estipulado no Protocolo de Kyoto.Outro aspecto importante da participão da cana na matriz energética do país é a possibilidade de geração de energia elétrica através do processamento da biomassa, se tornando umaalternativa viável para geração de excedentes de energia, principalmente para o setor agroindustrial.Para Mato Grosso do Sul o cenário atual também é favorável. Percebe-se nos últimos anos umcrescimento significativo do cultivo da cana. Este crescimento está ocorrendo principalmente na regiãosul do Estado, em terras antes destinadas à pecuária e em áreas de pastagens degradas. A projeção paraa produção do Estado na safra de 2005/2006 é de 9 milhões de toneladas de cana-de-açúcar em 143.000ha de área cultivada, representando um crescimento de 9% em relação a safra anterior, segundo dadosdo IBGE[2]
 
. Os principais municípios produtores são: Sonora, Rio Brilhante, Nova Alvorada,Maracajú, Itaquiraí, Naviraí, Nova Andradina e Sidrolândia.Com base nos números que a atividade representa no país e no MS e nas perspectivas decrescimento, estudar o setor sucroalcooleiro é de grande relevância para o desenvolvimento do MatoGrosso do Sul. Não existe atualmente nenhum estudo completo e sistematizado que identifique osagentes econômicos e as atividades desenvolvidas pela cadeia produtiva do açúcar e do álcool no
 
Estado. A ausência de um diagnóstico conduz a elaboração de políticas públicas e privadas ineficazes e
 
até mesmo equivocadas para o desenvolvimento sustentável da referida cadeia.
II - ASPECTOS TEÓRICOS E METODOLÓGICOS
 O método de análise da cadeia produtiva foi baseado no conceito de
 Analyse de Filière,
ou Cadeia deProdução Agroindustrial - CPA, que se desenvolveu na escola francesa de economia industrial na
 
década de 60, sendo hoje um dos mais utilizados nos estudos de cadeias produtivas. Esta teoria, de umaforma geral, divide a produção agroindustrial, de jusante a montante, em três macrossegmentos:comercialização, industrialização e produção de matérias-primas[3]
 
. O estudo parte da análise que os
 
consumidores são os principais responsáveis pelas mudanças no sistema, por isso a necessidade de secomeçar a análise a partir da identificação do produto final.Segundo BATALHA: “
 A lógica de encadeamento das operações, como forma de definir a estrutura
 
de uma CPA, deve situar-se sempre de jusante a montante. Esta lógica assume implicitamente que ascondicionantes impostas pelo consumidor final são os principais indutores de mudanças no status quodo sistema.”
 Para BATALHA, entende-se por cadeia de produção, segundo definição sistematizada por Morvan,como “
...uma sucessão de operações de transformação dissociáveis, capazes de ser separadas eligadas entre si por um encadeamento técnico.”
Pode ser definida também como “
um conjunto de
 
relações comerciais e financeiras que estabelecem, entre todos os estados de transformação, um fluxode troca, situado de montante à jusante, entre fornecedores e clientes.”
 
 
Além da cadeia principal, o trabalho buscou detectar o macroambiente que envolve o setosucroalcooleiro no Mato Grosso do Sul. Este macroambiente pode ser definido, segundo NEVES, peloambiente econômico, os recursos naturais, a tecnologia e o ambiente institucional.O método seguido pela autora para o desenvolvimento da pesquisa foi a análise de estudos demulticasos, onde se utiliza coleta de dados, informações bibliográficas e estatísticas e entrevistas em profundidade, aplicadas com os representantes dos elos da cadeia e representantes de órgãos de apoio efomento da atividade no Estado de Mato Grosso do Sul.O levantamento de dados secundários foi realizado a partir de informações de órgãos públicos e privados, consulta de periódicos e publicações, revisão bibliográfica e pesquisa via internet nos sitesrelacionados ao tema.O levantamento de dados primários se deu com base na aplicação de questionários eentrevistas. No total foram entrevistadas duas usinas de álcool e açúcar, três postos distribuidores decombustível, duas redes de supermercados, o Sindicato da Indústria da Fabricação do Açúcar e doÁlcool do MS e diversos empresários e agentes fomentadores do setor sucroalcooleiro no Estado.
III - RESULTADOS
 
A produção de açúcar e álcool no Brasil
 A cana-de-açúcar desempenhou, e ainda desempenha, um papel fundamental na formação econômica ecultural do Brasil. O Brasil é o maior produtor do mundo, seguido pela Índia e Austlia.Aproximadamente 55% da produção brasileira de cana-de-açúcar transforma-se em álcool (anidro ehidratado) e 45% viram açúcar.Cada tonelada de cana tem um potencial energético equivalente ao de 1,2 barril de petróleo. Devido àutilização do álcool combustível, o Brasil tem uma das matrizes energéticas mais limpas do mundo.O açúcar ocupa papel de importância na pauta das exportações brasileiras, sendo o Brasil o maior  produtor e exportador do mundo deste produto, que representou em 2004 2,3 bilhões de dólares para a balança comercial.Existia no país em 2004, segundo dados da ÚNICA – União da Agroindústria Canavieira de São Paulo,cerca de 320 centrais energéticas, das quais, 226 localizam-se no Centro Sul. Estima-se que a área

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->