Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
67Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Classificação Tipográfica

Classificação Tipográfica

Ratings:

4.0

(1)
|Views: 14,488|Likes:
Published by Alexandre Mota
Proposta de classificação do desenho tipográfico. Prof. Alexandre Mota
Proposta de classificação do desenho tipográfico. Prof. Alexandre Mota

More info:

Categories:Topics, Art & Design
Published by: Alexandre Mota on Sep 09, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/04/2014

pdf

text

original

 
Gravura “As roupas de um impressor de letras.” Gravado por Bonnart para Les Méties.[1680] Fonte:Fonte Reference Guide 
A
LEXANDRE
M
OTADA
S
ILVA
 
4.4 - CLASSIFICAÇÃO TIPOGRÁFICA
A descrição e classificação tipográfica é tema de debatesconstantes e pouca unanimidade. Um quadro agravado pelagrande difusão de estilos tipográficos após a era digital. Estagrande variedade impossibilita uma unanimidadeclassificatória e gera confusão nas nomenclaturas. Termoscomo moderno, grotescoeticosão usados para definirestilos completamente diferentes e acabam aumentando aconfusão. Existem várias tentativas de classificação, como aDIN (Deutsches Für Normung), a Classificação Europa, oSistema de Francis Thibaudeau e, no Brasil, outras tantas. Noquadro ao lado colocamos alguns exemplos de classificaçõescomumente utilizadas. Não queremos destacar ou valorizarnenhuma, apenas evidenciar a confusão de nomenclaturas.Mas algumas classificações são mais importantes, como ade Robert Bringhurst. Ele faz uma classificação histórica quecomeça com a Renascença e continua denominando osestilos como
B a rro c o
,
 N e o c l á s s i c o
,
R o m â n t i c o
,
R e a l i s t a ,M od e rno geométrico, Mod e rno lírico e Pós-mod e rn o
. Aclassificação da Association Typographique Internationale(AtypI) é a mais comum apesar de não ser a mais prática. Elaé uma derivação da proposta criada por Maximilian Vox dadécada de 50 e que inicialmente era dividida em 9 grupos. AAtypI incorporou as categorias de Vox e com modificaçõescriou o seu padrão. Esta classificação é nomeada comoClassificação Tipográfica Vox/AtypI. Ela divide os tipos emsete classes com algumas subclasses. Sendo as classes:
romanos, lineares, incisos, manuais, manuscritos, góticos e nãol a t i n o s
. É muito difundida, apesar de não ser umaunanimidade. Tomaremos como referência para descreveresta classificação a obra de Lucy Niemeyer.*
67
A
LEXANDRE
M
OTADA
S
ILVA
ALGUMAS CLASSIFICAÇÕESClassificação de Maximilian Vox [ 1954 ]
1. Humanistas2. Garaldas3. Reale4. Didones5. Inciso6. Lineares7. Mecanizadas8. Scripte9. Manuais
Classificação DIN [ 1964 ]
1. Romanas2. Barrocas3. Clássica4. Romana livre5. Romana Linear6. Block7. Script8. Blackletter9. Não Romana
Classificação British Standards [ 1965 ]
1. Gráfica2. Humanistas3. Garaldo4. Transicional5. Didones6. Lineares7. SlabSerif 8. Glyphic9. Script
Classificação Linotype [ 1988 ]
1. Old Face2. Transicional3. Moderna4. Slab Serif 5. Sem Serif 6. Decorativa e display7. Script & Brush8. Blackletter. Broken9. Não-Romana10. Pi
* Niemeyer,Lucy.Tipografia:uma apresentação.Rio de Janeiro:2AB.2001.98p.
 
4.4.1 - CLASSIFICAÇÃO VOX ATYPI
 Nesta classificação os tipos romanos são divididos emhumanistas, garaldos, transicionais, didones e mecanizados.Os romanos humanistas (ou venezianos) possuem asinfluências humanistas das carolíngias. O desenho das letrastem origem na posição inclinada da pena do calígrafo, destaforma, percebe-se o eixo deslocado para a esquerda. Possuemcontraste médio entrehastes grossas e finas. As serifas sãot r i a n g u l a res ligadas à haste por curva. Como exemplo,p odemos citar a Centaur
*
, Jenson e Ve rona.A segunda classe chamada de Romanos Garaldos surgiuda junção dos nomes de Claude Garamond e AldusManutius. Foi em cima do trabalho deste último queGaramond desenvolveu a famosa fonte Garamond
*
. Adiferença fundamental para o tipo humanista é o contrasteentre as hastes, que apresenta uma maior diferença entrehastes grossas e finas. Nesta classe mantém-se o eixoinclinado para a esquerda e as serifas triangulares.As Romanas transicionais surgiram a partir do alfabetocriado para Luis XIV, o Roman du Roi, desenhado em cimade rígidas regras matemáticas. A Baskerville é consideradaum exemplo desta categoria onde o contraste entre as hastesé ainda mais acentuado, o eixo aproxima-se do centro e asserifas são planas e triangulares. São considerados tipos detransição entre dois estilos marcantes: o Humanista e oDidones.Podemos observar algumas características comuns entreestas 3 classes (Humanistas, Garaldos e Transicionais). Todaspossuem o eixo inclinado para a esquerda, apesar dasvariações nas inclinações. Possuem serifas ligadas às hastespor curvas, grandes aberturas e variação nas carcaterísticas
68
A
LEXANDRE
M
OTADA
S
ILVA
DESENHO DAS SERIFAS
Humanistas 
Fonte Centaur Fonte Garamond Fonte Baskerville 
ROMANOS HUMANISTASROMANOS GARALDOS
Garaldos Transicionais Fonte Centaur MT 
Hamburguers
ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUXZ
abcdefghijklmnopqrstuvxz
[],!?”*&$ 1234567890
ABaefg
AB
Fonte Garamond 
Hamburguers
 ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUXZ
abcdefghijklmnopqrstuvxz
[],!?”*&$ 1234567890
 
 ABaefg
 AB
hamburguers
hamburguers
hamburguers

Activity (67)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Rebecca Kamehama liked this
Vitor Cardoso liked this
Diego Barata liked this
Tarcisio Almeida liked this
Marcio Duarte liked this
Marco Vaz liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->