Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
6Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Simulado V - Perito Criminal Federal - Área 6

Simulado V - Perito Criminal Federal - Área 6

Ratings: (0)|Views: 507 |Likes:
Simulado para o concurso de Perito Criminal Federal - Área 6 - Química e Engenharia Química, baseado em concursos anteriores realizados pelo CESPE. Parte básica para todas áreas e parte específica. Para ver a resolução comentada desse e demais simulados, entre em nosso grupo de estudos (é grátis - basta querer participar... rsrs) no link no final do arquivo ou no meu perfil aqui.
Simulado para o concurso de Perito Criminal Federal - Área 6 - Química e Engenharia Química, baseado em concursos anteriores realizados pelo CESPE. Parte básica para todas áreas e parte específica. Para ver a resolução comentada desse e demais simulados, entre em nosso grupo de estudos (é grátis - basta querer participar... rsrs) no link no final do arquivo ou no meu perfil aqui.

More info:

Categories:Types, Research, Science
Published by: Robson Timoteo Damasceno on Sep 10, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/08/2013

pdf

text

original

 
 
Simulado V
Concurso da Polícia Federal
Perito Criminal Federal
 –
Área 6
 –
Química / Engenharia Química
Questões baseadas no concurso de 2004 Nacional, realizado pelo CESPE.Elaboração das questões: Robson Timoteo DamascenoBons Estudos e Rumo à ANP!
 
 
Conhecimentos Básicos
Entre outros vultos da moderna investigação criminal, destaca-se o nome de EdmondLocard, um dos pioneiros da Criminalística na França. Seus métodos são universalmente
reconhecidos e lhe valeram a alcunha de “Pai da Moderna Criminologia”.
 Filho de uma família abastada e culta, Edmond Locard nasceu em Saint-Chamond a 13de dezembro de 1877. Cursou o Colégio dos Dominicanos em Oukkins e bacharelou-se emCiências e Letras. Estudou Medicina a conselho do seu pai, mas sob a influência de sua mãe,que afirmava que nenhum homem seria completo sem conhecimentos jurídicos, estudou Direitoe alcançou o grau de licenciatura.De uma cultura extraordinária, adquirida pela leitura de uma variedade de assuntos, osseus vastos conhecimentos se estenderam a todos os domínios da atividade humana. Além dovernáculo, falava fluentemente cinco línguas, lia sem dificuldade onze idiomas estrangeiros,inclusive o sânscrito e o hebraico.A par de grande filatelista, Locard se interessava também pela grafologia, música, artee botânica e, sobretudo, pelos seres humanos.Apaixonado não só pelos assuntos relacionados à Medicina Legal, mas também pelosproblemas dos criminosos habituais e dos indícios deixados pelos delinqüentes nos locais decrime, Locard passou a estudar inúmeras obras de Criminologia e fez contato com peritosrenomados na época. Viajou por diversos países europeus, à busca de novas técnicas deinvestigação criminal, as quais, desde logo, divulgou através de conferências e publicações.Tudo o que o insigne mestre estudou no campo da Criminalística, aliado à suaexperiência pessoal, achava-
se exposto em sua obra clássica, o “Traité de Criminalistique”, em
seis volumes, publicado entre os anos de 1931 a 1940. O resumo do que se contém nesta obraacha-
se condensado no manual de “Technique Policière” cuja segunda edição foi traduzidapara o castelhano, sob o título de “Manual de Técnica Policiaca”.
 Foi um espírito eclético, uma personagem rara, segundo Alexandre Amoux, que finalizadizendo:-
“... o ser mais diversificado e completo que a Providência colocou no nosso caminho”.
 Arlindo Brume.
História da Criminalística
. In: Site do ICPR(com modificações)Com referência ao texto, julgue os itens a seguir.
1
 –
Embora houvesse mudança de sentido, não haveria prejuízo para a correção
gramatical se a oração “Entre outros vultos da moderna investigação criminal, destaca
-
se o nome de Edmond Locard” estivesse escrita da seguinte maneira: “Temos algunsvultos na moderna investigação criminal. Se destaca o nome de Edmond Locard”
 2
 –
 
Em “que afirmava” (linha 6) o pronome “que” refere
-
se a “seu pai”.
 3
 –
 
Na oração “publicado entre os anos de 1931 a 1940” o verbo está concordando com“obra clássica”.
 4
 –
 
A palavra “insigne” é um sinônimo, dentre outros, do vocábulo “eminente”.
 
 
5
 –
 
Em “à busca de novas técnicas de investigação criminal”, caso se desejasse apenas
a substituição do pronome, poderia o texto ser reescrito
como “em busca de novastécnicas de investigação criminal”.
 6
 –
Segundo o autor, Locard é um personagem vultuoso na história da modernainvestigação criminal.7 - Segundo o texto, Locard se interessava por selos e falava francês fluentemente.8
 –
O texto é predominantemente dissertativo.9
 –
 
A expressão “uma personagem rara” está incorreta, pois, fazendo referência a
Locard, deveria estar no masculino.
Os itens a seguir foram adaptados de texto publicado na revista
Época 
, de 11/8/2008. Julgue-os quanto à correção gramatical.
10 - Vários vícios políticos começam na relação que os eleitores estabelecem com seuscandidatos na época da eleição. Sem que se mude a maneira como as pessoas definemseu voto, a eterna ladainha contra os políticos vai permanecer estéril.11 - Dois tipos de escolha eleitoral alimenta a descrença na política. O primeiro vincula-se ao modelo paternalista-clientelista. São aqueles eleitores que votam a espera dadefesa de seu interesse mais imediato.12 -
Um padrão eleitoral perverso é o do “desinteressado pela política”. A visão deste éfatalista, baseada no argumento “meu voto não muda nada” ou no lema “os políticos sãotodos iguais”.
 13 - Em uma versão mais benigna, serão aprovados os políticos, se caso garantam oposto de saúde ou a linha de ônibus para sua clientela. Em uma versão mais maligna, osrepresentantes serão reeleitos se obterem alguma benesse mais palpável ao eleitor,como um emprego público.
A tintura do alecrim-pimenta é um medicamento fitoterápico, ou seja, produzido exclusivamentede matéria-prima ativa vegetal. O líquido, obtido após a maceração das folhas e o descansoem uma solução com álcool, é indicado para muitas aflições.Phydia de Athayde.
Chá também cura
. In: CartaCapital, 11/2/2009. p. 28.Com relação ao texto acima, julgue os itens a seguir.
14 -
Nas palavras “fitoterápico” , “líquido” e “álcool”, foi empregada a mesma regra de
acentuação gráfica.15 -
As vírgulas empregadas após os vocábulos “líquido” e “álcool” isolam uma oração
que tem valor explicativo.16 -
Sem prejuízo para a correção gramatical do texto, a palavra “medicamento” poderiaser inserida imediatamente antes da forma verbal “produzido”.
 17 -
A correção gramatical do texto seria mantida se, no trecho “após a maceração”,
fosse empregado acento indicativo de crase, dado que a expressão nominal está
antecedida da palavra “após”, a qual faculta o uso desse acento.
 

Activity (6)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
ferhtei liked this
Daniele Mendes liked this
Rcchacal liked this
Vitor Gabriel liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->