Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword or section
Like this
17Activity

Table Of Contents

Viviendo en el Mundo de los Espíritus
O Presidiário 78
O Político 118
Somos Espíritos 172
A Eutanásia 181
Introdução
capítulo um
Estava atrasada. Levantei-me no horário de costume
"O estado de Sônia é gravíssimo!"
"Não está adiantando!" - escutei e reconheci a voz de
"Vou para a U.T.I." - pensei
Duas senhoras me olharam. Ninguém respondeu
- Do Além - ela falou rapidamente e baixinho
- Sou alguém que cuida de vocês
- A morte do corpo físico é algo natural! Você é religiosa? - perguntou ele
- Não sei... - respondi sacudindo os ombros. - Por que está me perguntando isso?
Conversaram sem me dar atenção
Explicações de Antonio Carlos
capítulo dois
Assim como também não estava me cobrando as ati-
"E se tivesse me dedicado mais à assistência social?
Acordei. Dei uma olhada no local onde estava. Era um
"Parece com ele ou é o próprio José?" - indaguei-me
"Não fiz o que deveria ter feito! Não julgava que isso ia ser cobrado."
- E agora? O que faço?
Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho - Antônio Carlos
capítulo três
Ele não respondeu. Estranhei e repeti:
- Não terá medo? -Não!
- Filhinho do meu coração! Você veio me ver! Sinto tanto sua falta!
- E agora meu filho? Que faço? - indaguei com ansiedade e medo
- Você não foi artista?
Explicações de Antônio Carlos
capítulo quatro
- O que faço para reagir como o doutor Cláudio quer?
- Saí do coma? O que me aconteceu?
Explicaçóes de António Carlos
capítulo cinco
- Oi Tonzé! Como está José António? - cumprimentou-me beijando-me
"Você tem dinheiro em bancos? Está precisando de alguma coisa?"
"Homem não tem essa atitude! Vai levar uns tapas para aprender!"
Comecei a orar para Deus me fazer homem mesmo. Então minha mãe me falava:
"Vejo-o sempre sozinho. Não tem amigos?"
"Por quê? Está doente?" - perguntou Júlio
'Acho que pior que doença é ser assim..."
Júlio morreu. Foi muito triste nossa separação
Resolvi visitá-los. Receberam-me friamente. Ofereci ajuda
Dediquei-me ainda mais às crianças do orfanato; elas
- Não os abandonei! Eu os amo! Eu morri e você
José Antônio
Explicações de António Carlos
Capítulo Seis
-Você vem! Terá de prestar conta ao nosso chefe!
Fui lá e fiquei parada olhando a casa. Uma senhora veio até mim e me indagou:
- A senhora me dará pinga se pedir? -Não!
- Vamos Ana Preta! Já é tempo de você compreender muitas coisas
(Explicações de Antônio Carlos
capítulo sete
O O Presidiário
Nem todas as ações que consideramos prazerosas têm reações agradáveis!
-Alguns saem daqui e outros não! Não se aborreça e procure não se entristecer!
- Você é diferente! Esteve preso? - perguntei
- Você fica aqui o tempo todo? Ou pode sair? - quis saber
Uma senhora desencarnada aproximou-se do moço surrado e o abraçou
- Por que tenho de ajudar assassinos? Por que vocês os auxiliam? - indaguei
O socorrista sorriu concordando. Fui até a cela do João da Pinha
- Esse é inocente! - exclamei. - Bandidos armaram para ele!
- Na outra existência ele cometeu um crime e não foi preso
Capítulo 8
- Mas os que prejudiquei não me perdoarão!
Que Deus nos abençoe!
José estava presente quando fiz essa explicação e ele me indagou:
capítulo nove
O Vestido Vermelho
- Por que a pegou? Não recomendei para não colocar as mãos nelas?
- Você ficará bem melhor com seus dentes sadios
Puxei-os com força e não saíram. Estava com os dentes sem cáries e perfeitos
- Eles são seus e não saem. Plasmei-os para você. Está contente?
- Faço o que você quer num instante. Passou a mão na minha cabeça
- Está sentindo alguma coisa? Dor? - perguntou ela solícita
Não sarei! Estou internada há muitos anos. Isabel me disse
Por que tive uma encarnação assim?
capítulo dez
- Sua doida! Morreu e finge não saber! Até quando manterá sua ilusão?
- O que a irmã está sentindo? - perguntou ele
- O senhor é médico? Só falo com o médico. Descul-
- Ficar aqui neste salão? Não tem lugar melhor?
- É melhor mesmo eu ir embora. Que sanatório atrapalhado! - exclamei
-Vão para o inferno! Loucos! - gritei
- Vocês me vêem? - indaguei
Vera Lúcia Mannzeck de Carvalho - Antônio Carlos
-Você me leva para um lugar sossegado? Quero pensar!
- Estou sendo castigada! Não acreditava em nada nem em Deus
capítulo onze
O Político
capítulo treze Q f / 1 Sombra de uma àrvore
capítulo quatorze
capítulo quinze
capítulo dezesseis
capítulo dezessete
A Eutanásia
Esplicações de Antonio Carlos
capítulo dezoito
Maria do Rosário
capítulo dezenove
Palco das encarnações
LívrosdeAlceu Cosia Filho;]
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Antônio Carlos - Morri e Agora

Antônio Carlos - Morri e Agora

Ratings: (0)|Views: 2,412|Likes:
Published by Gilvania Souza

More info:

Published by: Gilvania Souza on Sep 12, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/30/2013

pdf

text

original

You're Reading a Free Preview
Pages 4 to 13 are not shown in this preview.
You're Reading a Free Preview
Pages 17 to 46 are not shown in this preview.
You're Reading a Free Preview
Pages 51 to 66 are not shown in this preview.
You're Reading a Free Preview
Pages 70 to 156 are not shown in this preview.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->