Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
19Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Apostila I Legislação SBC

Apostila I Legislação SBC

Ratings:

5.0

(1)
|Views: 1,846 |Likes:
Published by renata_gloria

More info:

Published by: renata_gloria on Sep 12, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/16/2013

pdf

text

original

 
Grupo de Estudos Realização - Professora Renata Glória CunhaConcurso Público Professor – Prefeitura de São Bernardo do Campo
GRUPO DE ESTUDOS REALIZAÇÃO4ª EDIÇÃO
CONCURSO PÚBLICOPROFESSOR
PREFEITURA DE SÃO BERNARDO DO CAMPO
Conteúdo da Apostila I
1- PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA I – FUNDAMENTAL(ANOS INCIAIS)
gruporealizacao@gmail.com
 
Grupo de Estudos Realização - Professora Renata Glória CunhaConcurso Público Professor – Prefeitura de São Bernardo do Campo
2- PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA I – INFANTIL
MÓDULO I
Legislação:
Constituição Federal de 1988 – artigos 205 a 214 e artigo 60 das Disposições Constitucionais Transitórias.Emenda 14/96Lei Federal nº 9.394, de 20/12/96 – Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional.Lei Federal nº 8.069, de 13/07/90 – Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outrasprovidências. Livro I: Título I; Título II – arts. 7o a 24 e 53 a 59; Livro II: Título I; Título II; Título IIILei Orgânica do Município – (área de Educação) – Título VI – DA ORDEM SOCIAL - Capítulo I – Da Educação, daCultura e dos Esportes, Lazer e Turismo.Lei Federal nº 9.424, de 24 de dezembro de 1996 – Dispõe sobre o Fundo de manutenção e desenvolvimento doEnsino Fundamental e de Valorização do magistério.Marcos legais, políticos e pedagógicos que orientam para a implementação de sistemas educacionais inclusivos:- Decreto n 6.949/2009, que ratifica a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência/ONU;- Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (2008), que estabelece diretrizesgerais da educação especial;- Resolão CNE/CEB n 4/2009, que institui Diretrizes Operacionais para o Atendimento EducacionalEspecializado AEE, na educação básica.Lei nº 10.639, de 09 de janeiro de 2003. Que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática "História e Cultura Afro-Brasileira".Lei Federal nº 11.274, de 06 de fevereiro de 2006, sobre o ensino fundamental de 09 anos;
- Ensino Fundamental de 09 anos. Orientações para inclusão da criança de 6 anos de idade e a Criança de6 anos, a linguagem escrita e o ensino fundamental de 9 anos
Constituição Federal de 1988 – artigos 205 a 214 e artigo 60 das DisposiçõesConstitucionais Transitórias.
205 ao 214
CAPÍTULO IIIDA EDUCAÇÃO, DA CULTURA E DO DESPORTOSeção IDA EDUCAÇÃO
Art. 205
. A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboraçãoda sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e suaqualificação para o trabalho.Art. 206. O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios:I - igualdade de condições para o acesso e permanência na escola;II - liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o saber;III - pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas, e coexistência de instituições públicas e privadas de ensino;
gruporealizacao@gmail.com
 
Grupo de Estudos Realização - Professora Renata Glória CunhaConcurso Público Professor – Prefeitura de São Bernardo do Campo
IV - gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais;V - valorização dos profissionais do ensino, garantido, na forma da lei, plano de carreira para o magistério público, compiso salarial profissional e ingresso exclusivamente por concurso público de provas e títulos, assegurado regime jurídicoúnico para todas as instituições mantidas pela União;V - valorização dos profissionais do ensino, garantidos, na forma da lei, planos de carreira para o magistério público, compiso salarial profissional e ingresso exclusivamente por concurso público de provas e títulos;(Redação dada pelaEmenda Constitucional nº 19, de 1998)V - valorização dos profissionais da educação escolar, garantidos, na forma da lei, planos de carreira, com ingressoexclusivamente por concurso público de provas e títulos, aos das redes públicas;(Redação dada pela EmendaConstitucional nº 53, de 2006)VI - gestão democrática do ensino público, na forma da lei;VII - garantia de padrão de qualidade.VIII - piso salarial profissional nacional para os profissionais da educação escolar pública, nos termos de lei federal.(Incluído pela Emenda Constitucional nº 53, de 2006)Parágrafo único. A lei disporá sobre as categorias de trabalhadores considerados profissionais da educação básica esobre a fixação de prazo para a elaboração ou adequação de seus planos de carreira, no âmbito da União, dos Estados,do Distrito Federal e dos Municípios.(Incluído pela Emenda Constitucional nº 53, de 2006)Art. 207. As universidades gozam de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial, eobedecerão ao princípio de indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão.§ 1º É facultado às universidades admitir professores, técnicos e cientistas estrangeiros, na forma da lei.(Incluído pelaEmenda Constitucional nº 11, de 1996)§ 2º O disposto neste artigo aplica-se às instituições de pesquisa científica e tecnológica.(Incluído pela EmendaConstitucional nº 11, de 1996)Art. 208. O dever do Estado com a educação será efetivado mediante a garantia de:I - ensino fundamental, obrigatório e gratuito, inclusive para os que a ele não tiveram acesso na idade própria;II - progressiva extensão da obrigatoriedade e gratuidade ao ensino médio;I - ensino fundamental, obrigatório e gratuito, assegurada, inclusive, sua oferta gratuita para todos os que a ele nãotiveram acesso na idade própria;(Redação dada pela Emenda Constitucional nº 14, de 1996)II - progressiva universalização do ensino médio gratuito;(Redação dada pela Emenda Constitucional nº 14, de 1996)III - atendimento educacional especializado aos portadores de deficiência, preferencialmente na rede regular de ensino;IV - atendimento em creche e pré-escola às crianças de zero a seis anos de idade;IV - educação infantil, em creche e pré-escola, às crianças até 5 (cinco) anos de idade;(Redação dada pela EmendaConstitucional nº 53, de 2006)V - acesso aos níveis mais elevados do ensino, da pesquisa e da criação artística, segundo acapacidade de cada um;VI - oferta de ensino noturno regular, adequado às condições do educando;VII - atendimento ao educando, no ensino fundamental, através de programas suplementares de material didático-escolar, transporte, alimentação e assistência à saúde.§ 1º - O acesso ao ensino obrigatório e gratuito é direito público subjetivo.§ 2º - O não-oferecimento do ensino obrigatório pelo Poder Público, ou sua oferta irregular, importa responsabilidade daautoridade competente.§ 3º - Compete ao Poder Público recensear os educandos no ensino fundamental, fazer-lhes a chamada e zelar, juntoaos pais ou responsáveis, pela freqüência à escola.Art. 209. O ensino é livre à iniciativa privada, atendidas as seguintes condições:I - cumprimento das normas gerais da educação nacional;II - autorização e avaliação de qualidade pelo Poder Público.Art. 210. Serão fixados conteúdos mínimos para o ensino fundamental, de maneira a assegurar formação básica comume respeito aos valores culturais e artísticos, nacionais e regionais.§ 1º - O ensino religioso, de matrícula facultativa, constituirá disciplina dos horários normais das escolas públicas deensino fundamental.§ 2º - O ensino fundamental regular será ministrado em língua portuguesa, assegurada àscomunidades indígenas também a utilização de suas línguas maternas e processos próprios de aprendizagem.Art. 211. A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios organizarão em regime de colaboração seus sistemas deensino.§ 1º - A União organizará e financiará o sistema federal de ensino e o dos Territórios, e prestará assistência técnica efinanceira aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios para o desenvolvimento de seus sistemas de ensino e o
gruporealizacao@gmail.com

Activity (19)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Marta Silva liked this
Sílvia Godoi liked this
Weslley Assis liked this
Marta Silva liked this
Ciele Vagner liked this
Queli Oliveira liked this
Laaila Fernanda liked this
Laaila Fernanda liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->