Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword or section
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Isso Aconteceu Principalmente Porque Eles Foram Adquiridos Para

Isso Aconteceu Principalmente Porque Eles Foram Adquiridos Para

Ratings: (0)|Views: 17 |Likes:
Published by a4agarwal

More info:

Published by: a4agarwal on Jul 04, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/15/2011

pdf

text

original

 
 
- 1 -
 
STORAGEMódulo 1 - Introdução ao Storage
O aumento do volume de informações que circula nas empresas passou a ser críticoem qualquer corporação e com ele a importância de contar com ferramentas dearmazenamento de dados cresceu. Atualmente, o desafio não é só dimensionar anecessidade de espaço, em função dos terabytes a serem preservados, masgerenciar esse processo de forma eficiente para garantir acesso rápido e inteligenteaos dados armazenados. Com isso, o conceito do gerenciamento dos dados vemevoluindo a cada dia, com o surgimento de novas soluções, estratégias e tendências.Isso porque, antigamente, o computador era conectado diretamente ao seu setor dearmazenamento, e nenhum outro PC podia acessar os dados guardados. Osaplicativos eram executados em um mainframe. Na medida em que a computaçãocliente-servidor foi desenvolvida, os aplicativos passaram a ser executados emservidores dedicados, cada qual com seu próprio sistema de armazenamento.Não tardou a surgir, contudo, a necessidade desses aplicativos compartilharemdados. Conforme a capacidade dos sistemas de disk array (módulos dearmazenamento de discos) foi crescendo, um único disk array pôde suprir asnecessidades de armazenamento de vários servidores. Assim, nasceu o storage emrede. Hoje, o storage – armazenamento de dados – vai além do seu conceito. Entreas novas modalidades atreladas ao tema estão a virtualização de dados e ogerenciamento do ciclo de vida da informação, por exemplo.Mas o que é virtualização de storage? Nada mais do que o processo de consolidarvários dispositivos físicos, de diversos fabricantes e reorganizá-los em agrupamentosvirtuais, lógicos ou em unidades de armazenamento. Essas unidades sãoapresentadas ao sistema operacional (OS) para utilização por aplicativos ou pelosusuários finais apropriados.Apesar de soar como um recurso atual, a virtualização do armazenamento não énovidade, tanto no conceito como na prática. Definida há quase 20 anos, nacomputação em mainframes, a tecnologia está se consolidando com o avanço dasSANs (Storage Área Networks), que serão tratadas mais detalhadamente nospróximos módulos.Já o gerenciamento do ciclo de vida da informação ou ILM - Information LifecycleManagement - permite diagnosticar quais informações realmente demandam acessomais ou menos rápido, além de classificar o grau de importância estratégica dessedado ou informação para a corporação. Assim, o modelo de armazenamento podeser redimensionado, representando acesso mais inteligente, rápido e com menorcusto. Esse conceito está integrado ao que se convenciona chamar de StorageResource Management (SRM).
 
 
- 2 -
 
Virtualização
O armazenamento de informação sempre foi parte da infra-estrutura tecnológica dequalquer empresa ou de qualquer usuário. Armazenar informação é fundamental noambiente tecnológico, independente da arquitetura utilizada. Pela falta de ummodelo de padronização na área de storage, as empresas investiram, ao longo dotempo, em ilhas de storage, com diversas marcas para suportar diferentesaplicações. Hoje, o que se observa é uma verdadeira “Torre de Babel” nessa área,com sistemas que não se comunicam por terem arquiteturas proprietárias.Essa diversidade acontece tanto em relação ao uso de recursos físicos dearmazenagem (como os discos) até as aplicações. No caso dos discos, isso aconteceuprincipalmente porque eles foram adquiridos para suportar a demanda cada vezmaior de armazenamento em função do uso de aplicações como CustomerRelationship Management (CRM), Enterprise Resource Planning (ERP), BusinessIntelligence (BI) e até correio eletrônico. Em cada época um fornecedor possuía omelhor preço ou a melhor tecnologia para complementar essas soluções.Atualmente, os discos, transformados em commodities, podem ser melhoraproveitados e facilitam a composição de uma estratégia de armazenamento dedados de uma forma inteligente. A virtualização de storage, por exemplo, garanteque todos os discos, até então incomunicáveis, possam fazer parte de um únicosistema de armazenamento. Dessa forma, a corporação consegue gerenciar demaneira simples os dados armazenados. Além dessas facilidades, a modernizaçãodos recursos para armazenamento possibilitou uma economia considerável para osusuários que agora têm como utilizar os discos para todas as aplicações, com livreescolha de fabricantes.Assim como no universo dos discos, a virtualização contribui para organizar o modelode aplicações na área de armazenamento. O grande drama enfrentado no passadopelas empresas era a falta de interoperabilidade que existia entre as aplicações, vistoque elas aconteciam de forma isolada – em cada departamento – e utilizandosoftware de fabricantes diferentes e muitas vezes proprietários.
Elo de integração
Mas a virtualização veio resolver esse problema, transformando-se em um elo deintegração. Isso porque ela possibilita que soluções de diferentes fabricantes possamconversar entre si e realizar funções de provisionamento dinâmico. Esse recursopermite que as empresas criem “pools” de armazenamento, obtendo uma visãounificada e consolidada da capacidade total de storage. De um lado, a tecnologiadobra a capacidade de utilização do armazenamento nas empresas e, de outro, o
 
 
- 3 -
 
provisionamento dinâmico possibilita que a alocação de mais espaço por umaaplicação ou servidor seja feita automaticamente.Mas não basta só virtualizar, é preciso gerenciar. Segundo o instituto de análiseGartner Group, para cada dólar investido na compra de soluções tecnológicas, cincosão gastos para controlar e manter o ambiente. Investimentos no gerenciamento dainformação é prioridade para as empresas que adotam o Storage ResourceManagement (SRM), permitindo administrar as diversas plataformas dearmazenamento.O SRM abrange desde relatórios para classificar os dados e políticas de alocação, atéo gerenciamento baseado na aplicação e monitoração do desempenho. Com aclassificação de dados, é mais fácil detectar arquivos que não são acessadosnormalmente e realocá-los em fita, por exemplo, livrando-os de ocupar centenas degigabytes em dispositivos mais caros.Os CIOs (Chief Information Officers), ainda segundo o estudo do Gartner Group,apontam que cerca de 40% das informações armazenadas pelo usuário final nãointeressam às empresas. Uma boa solução de SRM, dizem os especialistas, incorporamúltiplas visões, assim como gerencia a capacidade física e lógica de storage,tornando o ambiente de armazenamento muito mais eficaz. A tendência é contarcom mais serviços de integração para que os usuários não tenham de gerenciarambientes estanques de software de diferentes fornecedores.
No controle total
O primeiro passo para atingir a plena capacidade de controle é construir uma rede dearmazenamento inteligente, que permita acesso ao transporte de dados e faça ainformação se mover de um lado para o outro. Os passos seguintes são classificar osdados segundo regras de negócios e partir para a automatização, usandoferramentas que facilitem a identificação de dados e utilizando a rede implementadana primeira etapa. Com plataformas de conteúdo fixo, é necessário que estas sejamacessadas por aplicações, independente de estarem em fita ou em disco.Para obter acesso livre e interoperabilidade global entre as aplicações, o que iráproporcionar gerenciamento completo das informações, é necessária a construção deuma rede de armazenamento inteligente. Com um conjunto de software paragerenciamento de storage, é possível identificar as informações que estão semacesso e solucionar o problema. Em cima dessa estrutura são feitas várias evoluções,como ligação online entre os storages de produção e de backup.Na hora de escolher a melhor solução, principalmente se a intenção é fazer ogerenciamento do ambiente de storage, o administrador da rede vai ter de “juntarpedaços”. Não há ainda fornecedor que disponha de uma solução completa,abrangendo todas as nuances tecnológicas. Para que o gerenciamento seja

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->