Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
21Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Vírus

Vírus

Ratings:

5.0

(2)
|Views: 20,456|Likes:
Published by Lourenço_2
Ficha Informativa
Ficha Informativa

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: Lourenço_2 on Jul 04, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

12/10/2012

pdf

text

original

 
GE110208
 
 VÍRUS
FAÇO IMPACTO
 
A CERTEZA DE VENCER!!! 
 
PROFº: WAGNER / RINALDO
   F  a   l  e  c  o  n  o  s  c  o
    w    w    w .    p    o    r     t    a     l     i    m    p    a    c     t    o .    c    o    m .     b    r
    V    E    S    T    I    B    U    L    A    R   –    2    0    0    9
 
CONTEÚDO
A Certeza de Vencer 
02
3
Sabe-se hoje que alguns tipos de vírus de DNA, como o 
citomegalovírus 
e o 
vírus da hepatite B 
iniciam a síntese de RNA enquanto ainda estão se formando, de modo que a partícula viral contém os dois tipos de ácidos nucléicos 
 Vírus
 
s vírus são entidades que só apresentam propriedades de vida quando estão no interior de células vivas. Fora delas, deixam deapresentar qualquer uma dessas propriedades e podem até cristalizar-se, como os minerais.Muitos vírus são causadores de doenças, tanto no homem como nos demais seres vivos. A maioria das viroses humanas ocorredurante a infância e é de cura espontânea, desde, é claro, que a pessoa esteja bem alimentada e suas defesas naturais não estejamenfraquecidas por alguma doença. No caso do sarampo, por exemplo, a mortalidade infantil relativamente alta em paisessubdesenvolvidos é, na realidade, causada pelo estado de desnutrição em que se encontram as crianças mais pobres.Hoje sabemos que algumas formas de câncer — aguns tipos de leucemia, por exemplo — podem ser causadas por vírus.Como é
desprovido de estrutura celular
, o vírus não é
nem procarionte nem eucarionte
, vindo daí a dificuldade emclassificá-lo.
Estrutura:
Os vírus são dez ou cem vezes menores que as bactérias. Como parasitas das células, podem causar doenças nos maisvariados organismos, seja de que reino forem, inclusive no homem. Os vírus são formados basicamente por uma cápsula de proteína(capsômero) que contém, em seu interior, uma molécula de ácido nucléico, que
tanto pode ser o DNA como o RNA
,
mas nuncaambos
. Esta é uma das características exclusivas dos vírus, pois todos os outros seres vivos têm sempre os dois ácidos nucléicos.Os vírus mais complexos apresentam também lipídios e glicídios presos à cápsula.
Reprodução:
O
O vírus não pussui as enzimasencarregadas da duplicação do ácidonucléico nem o equipamentonecessário para a síntese de novascápsulas. For isso, é um
parasitaintracelular obrigatório
, ou seja, elesó pode multiplicar-se no interior deuma célula viva.Um dos vírus mais estudados éo
bacteriófago 
ou
fago,
que atacabactérias, reproduzindo-se em seuinterior. É importante observar que,para a sua reprodução,
o vírus utilizatodo o equipamento metabólico dabactéria
. A diferença está nas ordensrecebidas por tal equipamento que sãodadas pelo DNA do vírus e não peloda bactéria.O processo, no seu todo, podelevar menos de trinta minutos,liberando de 200 a 400 novos vírus,que podem atacar outras células,recomeçando o ciclo.Cada tipo de vírus ataca apenas um determinado tipo de célula. Essa especificidade é dadapela cápsula, que consegue aderir apenas às células que possuem proteínas da membrana(receptores) capazes de se encaixar nas proteínas da cápsula.Assim, o vírus do resfriado invade apenas as células das mucosas das vias respiratóriassuperiores (nariz, faringe etc), onde se multiplica.O DNA do vírus só comanda o metabolismo bacteriano se inibir o DNA da bactéria. Mas issonem sempre acontece. Muitas vezes, o DNA do vírus simplesmente se liga ao DNA da bactéria,reproduzindo-se com ele a cada divisão da célula bacteriana, que mantém o seu metabolismonormal. O vírus que se encontra assim, inativo, é chamado
pró-fago 
e não destrói a bactéria.Esse ciclo é chamado
ciclo 
lisogênico 
A qualquer momento, porém, o pró-fago pode transformar-se num fago virulento e causar adestruição da célula, caracterizando um
ciclo
lítico 
.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->