Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
16Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
feedback & feedforward

feedback & feedforward

Ratings: (0)|Views: 3,117 |Likes:
Published by myrlegmz
Idéias iniciais sobre o processo de comunicação na formação empreendedora.
Idéias iniciais sobre o processo de comunicação na formação empreendedora.

More info:

Published by: myrlegmz on Jul 05, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/03/2013

pdf

text

original

 
FEEDBACK & FEEDFORWARD
Por Myrle GM Zanatta – jul2008.
Explicações e justificativas a parte os fatos revelam o conforto e odesconforto das pessoas, diante da intenção do bom uso do feedback.O feedback na versão utilizada pelo emissor do
falarei como te percebo.
Na intenção de
tudo que direi será para o seu bem.
O feedback na versão utilizada pelo receptor 
lá vem o feetback ou ofodeback.
São termos em uso dos estudantes de MBA e dos funcionários dosmais variados contextos organizativos e níveis hierárquicos.Não surpreende a manifestação do desconforto de ambas as partes.Quando é percebido desta maneira parece que as pessoas e/ou instituiçõesatentos aos ruídos da comunicação se valem de programas ou de treinamentoou de desenvolvimento para aprimorar cada vez mais a habilidade daconversação. De outro modo, os julgamentos provenientes da autoestimafragilizada tendem a encaminhar um relacionamento futuro à sorte dasconveniências dos caracteres presentificados nos humanos que conversam enas relações de mando inerentes à hierarquia estabelecida.O aparato da comunicação para além da explicação didática da suacomposição, manifesta-se na prática onde os princípios ficam reduzidos a umarelação EU-ISTO ao invés da relação EU-OUTRO.As leis das ciências dos sistemas têm nos sido útil quando nos valemosde suas propriedades para metaforizar as interações “humanas”. No entanto,ao empregá-las tendemos a verticalizá-las e estabelecer vieses conforme asraízes da suas origens. Entre outros componentes o feedforward pode ser outro ingrediente que venha a minimizar o efeito desconfortável das partesenvolvidas na comunicação, por ocasião do feedback.No modelo a seguir, vemos a proposta de Mainelli:
®Myrle Zanatta1
 
Kaplún propõe um modelo de comunicação que em lugar de partir doemissor como fonte, parta do destinatário, de suas necessidades e aspirações,e que em lugar de legitimar-se como um hipotético feedback, seja valorizado o“feed-forward” ou prealimentação, num modelo de comunicação dialogal.O autor nos propõe uma prática educativa que coloca como base doprocesso de ensino-aprendizagem a participação ativa dos educandos, que osconsidera como pessoas-educação e não como objetos-receptáculos; e definea aprendizagem como um processo ativo de construção e re-criação doconhecimento. Acrescenta queo melhor formato é o que se rompe. Estudamosa técnica, conhecemos as leis e as possibilidades que oferece os meios detransmiso. Depois, pomos de lado todas as normas e damos asas àimaginação complementa Kaplun.A proposta não é nova. Encontramos nos diversos programas embutidospropósitos semelhantes. No entanto, coloca-se em questão não a sua validade,pois se entende que algo está sendo realizado e apropriado com a certeza dacrença do
dar certo
. Mas, nos chama a atenção mais uma vez a fonte dacomunicação ser o destinatário da mensagem. Uma forma de enaltecer o mote
 perceba o outro. Não há percepções erradas, apenas percepções diferentes.
Feedforward: é proativo, visa predizer como as trocas nos inputsafetam o
 
comportamento do sistema e se tomam ações para obter ocomportamento previsto
A partir de outra perspectiva, Luís Filipe G. Morgado em sua dissertaçãoIntegração de Emoção e Raciocínio em Agentes Inteligentes, do Departamentode Informática Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa CampoGrande, 1749-016 Lisboa Portugal, nos mostra que o padrão de reaçãoemocional é o resultado cumulativo de todas as modificações resultantes das
®Myrle Zanatta2
 
apreciações efetuadas e das conseqüentes interações por realimentação(“feedback”) ou alimentação direta (“feedforward
”).
Conforme o diagrama:
Tanto o feedback quanto o feedforward são dimensões importantes noprocesso de comunicação. Ensaiando um modelo sico e arriscandoenaltecer características do seu uso concomitante assinalamos a seguir algumas características por ora construídas pelos autores das interaçõesenquanto
dão e recebem:Características ao uso do FEEDFORWARD:Observar os atos-da-fala (speechs-acts)
®Myrle Zanatta
Combinaçãode
FEEDBACK&FEEDFORWARD
3

Activity (16)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
guilhermeteles liked this
Elizandra Castro liked this
Marta Marenga liked this
Ivo Santos liked this
Maikson Moreira liked this
Juliete Vaz liked this
Skately De Skate liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->