Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
JUR SP 7558727 1

JUR SP 7558727 1

Ratings: (0)|Views: 170|Likes:
Published by Guilherme Felitti
a posição da FGV-RJ antes às emendas do Mercadante
a posição da FGV-RJ antes às emendas do Mercadante

More info:

Published by: Guilherme Felitti on Jul 13, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/16/2009

pdf

text

original

 
 
FGV DIREITO RIO
Praia de Botafogo, 190 13º andar 22250-900 Rio de Janeiro RJ BrasilTel: (55 21) 2559 6065 Fax: (55 21) 2559-54591
Escola de Direito da Fundação Getulio VargasCentro de Tecnologia e Sociedade
 Rio de Janeiro, 23 de junho de 2008.
Análise do Projeto de Lei sobre Crimes Eletrônicos(PLC n.º 89/03)
Prezados Senhores,Segue anexa uma análise comentada do projeto de lei sobre CrimesEletrônicos (PLC n.º 89/03) atualmente em apreço no Senado Federal.É o entendimento desta instituição que o projeto afeta de maneira graveo interesse público e tem o potencial de causar prejuízos irreparáveis aomarco regulatório da internet no País.Ao contrário do que têm feito todos os países desenvolvidos, o Brasil –por meio do projeto de lei em análise – propõe que o primeiro marcoregulatório da Internet brasileira seja criminal. Essa decisão coloca emrisco a inovação no Brasil. Afinal, para se inovar, é preciso que hajaregras civis claras a respeito da responsabilidade de todos aqueles quetrafegam na rede. As regras penais devem ser criadas a partir daexperiência civil, e não o oposto.
 
 
FGV DIREITO RIO
Praia de Botafogo, 190 13º andar 22250-900 Rio de Janeiro RJ BrasilTel: (55 21) 2559 6065 Fax: (55 21) 2559-54592
Caso o projeto venha a ser aprovado da forma como se apresenta,tornará a legislação brasileira desviante dos modelos legislativosadotados em qualquer outro país. Esta singularidade, longe de ser umaexpressão de inovação legislativa digna de nota originada no País,representa outrossim desconhecimento de como a matéria foi tratadaem outras jurisdições, e dos danos colaterais que certamente serãoprovocados.Com isso, ficarão prejudicados o interesse público de modo geral, osusuários da internet, a privacidade, a inovação tecnológica brasileira, oacesso ao conhecimento e à cultura e a possibilidade de o País se inserircomo uma potência competitiva de nota no mercado global de serviçosdigitais.Além disso, de especial gravidade é o fato de o projeto, tal comoapresentado, intentar a criação de um sistema de vigilância privada, aoarrepio de princípios basilares do Estado Democrático de Direito.Nesse sentido, a Lei de Imprensa, com a qual o projeto atual guardadiversas similaridades, foi objeto de apreciação no Supremo TribunalFederal por argüição de descumprimento de preceito fundamental,alegando-se, em síntese, que artigos da referida lei seriam contráriosaos princípios democráticos e, portanto, inconstitucionais. Na análise daação perante o STF, o ministro Carlos Ayres Britto manifestou-sedizendo que um dos pilares da democracia é o da informação emplenitude e de máxima qualidade. Como tal princípio é violado pelo
 
 
FGV DIREITO RIO
Praia de Botafogo, 190 13º andar 22250-900 Rio de Janeiro RJ BrasilTel: (55 21) 2559 6065 Fax: (55 21) 2559-54593
projeto de lei em análise, as mesmas considerações são aplicáveis a ele.Por essa razão, apresentamos abaixo alguns comentários que sugerem arejeição de artigos específicos do projeto ou, no mínimo, suamodificação.Cientes de que a matéria será analisada com toda a cautela e seriedadenecessária, subscrevemo-nos.
Ronaldo Lemos
, professor de direito, mestre em direito pelauniversidade de Harvard, doutor em direito pela Universidade de SãoPaulo;
Carlos Affonso Pereira de Souza
, professor de direito, mestre emdireito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro;
Pedro Nicoletti Mizukami
, professor de direito, mestre em direito pelaPontifícia Universidade Católica de São Paulo;
Sérgio Branco
, professor de direito, mestre em direito pelaUniversidade do Estado do Rio de Janeiro;
Pedro Paranaguá
, professor de direito, mestre em direito pelaUniversidade de Londres;

Activity (2)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->