Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
98Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
(SF) - DR1 - O Elemento (E)

(SF) - DR1 - O Elemento (E)

Ratings:

4.79

(28)
|Views: 42,920 |Likes:
Published by Maria Amorim
Colectânea de textos seleccionados a partir de pesquisas efectuadas no motor de pesquisa "Google" e que se pretende ajudem a descodificar o tema O Elemento (E) do Núcleo Gerador: Saberes Fundamentais (SF) do Referencial de Competências-Chave de Nível Secundário, relativo ao Processo RVCC no âmbito da Iniciativa Novas Oportunidades
Colectânea de textos seleccionados a partir de pesquisas efectuadas no motor de pesquisa "Google" e que se pretende ajudem a descodificar o tema O Elemento (E) do Núcleo Gerador: Saberes Fundamentais (SF) do Referencial de Competências-Chave de Nível Secundário, relativo ao Processo RVCC no âmbito da Iniciativa Novas Oportunidades

More info:

Published by: Maria Amorim on Jul 14, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/19/2013

pdf

text

original

 
Núcleo Gerador: Saberes Fundamentais (SF)
DR1 – O Elemento (E)
Colectânea de textos (pequenas citações com a indicação dos respectivos linksdireccionando para a página original), seleccionados a partir de pesquisasefectuadas no motor de busca "Google" e que se pretende ajudem a descodificar o tema O Elemento (E) do Núcleo Gerador: Saberes Fundamentais (SF) doReferencial de Competências-Chave de Nível Secundário, relativo ao ProcessoRVCC no âmbito da Iniciativa Novas Oportunidades.
[Nota: Todos os Adultos/Formandos devem mencionar no seu PRA as fontes de todas as leituras queefectuaram, não podendo copiar ou plagiar, arriscando-se à expulsão do processo RVCC.]
Boas leituras...
Preparado em 12-07-2008 – cont@cto
 página: 1/14
 
DR1 - O Elemento
 Mobilizar o saber formal para o reconhecimento do elemento como uma unidade estrutural eorganizativa.
“Todo o ser humano é diferente de mim e único no universo; não sou eu, por conseguinte, quem tem de reflectir por ele,não sou eu quem sabe o que é melhor para ele, não sou eu quem tem de lhe traçar o caminho; com ele só tenho o direito,que é ao mesmo tempo um dever: o de o ajudar a ser ele próprio.”
Agostinho da Silva
A sociedade é composta por diversos individuos, cada um com características específicas, variáveis deacordo com a sua idade, sexo, escolaridade, etnia ... Nesse contexto de diversidade sociocultural aplico princípios de tolerância e igualdade, considerando oconceito de "acção social"? Exploro formas de integração de individuos em situação de exclusão social por serem portadores de características específicas: idosos, toxicodependentes, individuos portadores dedeficiência...?Cada individuo possuí características específicas, um código genético que herda dos seus progenitores,metade pelo lado do pai e a outra metade pela mãe, e que se reflecte nas diferenças de cada individuo,fazendo dele uma pessoa única, com características únicas que se encontram nas amostras do seu ADN.Compreendo a utilização de análises ao ADN como forma de identificação de um individuo (tais comoanálises de criminologia, determinação de paternidade, doenças genéticas...)
Preparado em 12-07-2008 – cont@cto
 página: 2/14
 
http://groups.google.pt/group/rvccno/DR1– experiências que tenham por base a seguinte ideia – “O todo é constituídopor partes diferentes queagem com propósitos diferentes. É pela acção das partes que o todo ganha vida e se torna dinâmico”.Sociedade (o todo) – constituída por indivíduos diferentes (as partes) e pela acção social dos mesmos(Max Weber).Diferentes como? Exemplo – na escola do meu filho existem crianças de diferentes origens –da Ucrânia,de Moçambique e de Portugal; No meu bairro tenho vizinhos de etnia cigana; o café que frequento temmuitos idosos; existem algumas pessoas quefrequentam a zona x da minha cidade que têm problemas detoxicodependência (….)sobre os exemplos falar dos problemas de integrão (situações dediscriminação que testemunhou), os modos de integração (exemplo: festinha da escola com as crianças adançar músicas dos diferentes países), as vantagens de conviver com a diferença (partilha de saberes,cultura, diferentes maneiras de pensar), como se relacionam no quotidiano com a diferença.Tecnologia e Ciência: cada ser vivo (o todo) possui uma codificação diferente de instruções no DNA.Estas diferenças geram as diferenças orgânicas entre os organismos vivos. O DNA encontra-se no núcleocelular e é formado por quatro nucleotídeos diferentes (as partes) que formam uma estrutura semelhante auma escada em espiral. As moléculas (as partes) de DNA contêm a informação genética necessária para acodificação das características de um indivíduo.Exemplo Tecnologia: Tal como a minha mãe tenho a doença x foi detectada através da análise y segundoos procedimentos xpto;Exemplo ciência: Diferenças e semelhanças dos indivíduos do núcleo familiar, avós, paise filhos – herança genéticas; probabilidades de um descendente (neto, bisneto) ter determinada característica (cor docabelo, de olhos…) Filomena Carvalho Sousa -
Ler em:
Preparado em 12-07-2008 – cont@cto
 página: 3/14

Activity (98)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Stela Pina Amaro liked this
Ilda Lemos liked this
ebspma_320080603 liked this
Susana Valentina liked this
Sid Geraldes liked this
Não conhecia esta página. Os meus parabéns para os seus autores. Aqui encontra-se a explicação para muitas das nossas dúvidas !
Nuno Marques liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->