Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Dirigir 105

Dirigir 105

Ratings: (0)|Views: 139 |Likes:
Published by susanammartins
Crises, impactos e respostas
Crises, impactos e respostas

More info:

Published by: susanammartins on Oct 17, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/17/2010

pdf

text

original

 
Dirigir
a revista para chefas e quadros
INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I. P.
UNIÃO EUROPEIA
Fundo Social Europeu
Crises, Impactos e
respostas
Sepaata
 
Os Baluartesda Confança
105
Jan. Fev. Mar.
09
issn
0871-7354 2,50
#
 
z
 
revista
dirigir
índice
índice
FICHA TÉCNICA
PROPRIEDADE
Instituto de Empregoe Formação Profssional, I.P.
DIREctOR
Francisco Caneira Madelino
cOORDEnADORA DO núclEODE REvIstAs
dirigir
E
formar
Maria Fernanda Gonçalves
cOORDEnADORA DA REvIstA 
dirigir
 
Lídia Spencer Branco
cOnsElhO EDItORIAl
Adelino Palma, AntónioValarinho, Francisco Caneira Madelino,Francisco Vasconcelos, Henrique Mota, JoséLeitão, João Palmeiro, José Vicente Ferreira,J.M. Marques Apolinário, Lídia Spencer Branco,Maria Fernanda Gonçalves e Maria Helena Lopes
cOlAbORADOREs
Carlos Barbosa de Oliveira,DECO PROTESTE, Emanuel Reis Leão, JoãoCarlos Mateus, José Vicente Ferreira, J.M.Marques Apolinário, Manuel Laranja, NunoGama de Oliveira Pinto, Paulo Pereira deAlmeida, Pedro Santos, Ruben Eiras, TeresaEscoval, Teresa Perdigão e Vanda Vieira
REvIsãO tIPOgRáfIcA 
Laurinda Brandão
IlustRAçõEs
João Amaral, Logo, ManuelLibreiro, Nicholas, Paulo Buchinho, Paulo Cintra,Pedro Santos e Ruben Eiras
 APOIO ADmInIstRAtIvO
Ana Maria Varela
REDAcçãO E AssInAtuRAs
Departamento de Formação ProfssionalDirecção das revistas
Dirigir
e
Formar
Tel.: 2 86 4 00Ext.: 2652 e 279Fax: 2 86 46 2Rua de Xabregas, n.º 52 - 949-003 Lisboae-mail: dirigir@iep.pt
DAtA DE PublIcAçãO
Março 2009
PERIODIcIDADE
4 números/ano
cOncEPçãO gRáfIcA E PAgInAçãO
 Plino Inormação. Lda.Tel.: 27 936 265Fax: 27 942 074plino@plino.pt
cAPA 
Jorge Barros
ImPREssãO
Soctip
tIRAgEm
2 000 exemplares
cOnDIçõEs DE AssInAtuRA 
Enviar carta com nome completo, data denascimento, morada, unção profssional,empresa onde trabalha e respectiva áreade actividade para:Rua de Xabregas, nº. 52 - 949-003 Lisboa
nOtADA nO IcsDEPósItO lEgAl
759/87
Issn
087-7354Todos os artigos assinados são de exclusivaresponsabilidade dos autores, não coincidindonecessariamente com as opiniõesdo Conselho Directivo do IEFP. É permitidaa reprodução dos artigos publicados,para fns não comerciais, desde queindicada a onte e inormada a Revista.
editorial2
 
destaque3
 A actual crise económica e a sua origem na esera fnanceira Emanuel Reis Leão
tomenota
9
 A crise e o uturo da Europa em debate Nuno Gama de Oliveira Pinto
10
É de confança que estamos a alar Carlos Barbosa de Oliveira
Formação13
O valor do
e-lenn
nas PME portuguesas Vanda Vieira, Ruben Eiras
históriaecultura18
 As grandes crises do século
xx
 
• Carlos Barbosa de Oliveira
gestão23
Organizar e gerir em tempos críticos Paulo Pereira de Almeida
sabiaque...
30
Ano Europeu da Criatividade e da Inovação Nuno Gama de Oliveira Pinto
31
As mulheres rendeiras da ilha do Pico  Teresa Perdigão 
35
Pólos de competitividade e
clustes
  Manuel Laranja, João Carlos Mateus
aspirinadaalma
39
Crises: sabores e saberes José Vicente Ferreira
temaspráticos
42
 Recessão
 _ 
– o vírus mutante da economia J.M. Marques Apolinário
45
Disse sobre gestão 
radarglobal
46
Bússola Geoeconómica Pedro Santos;Knowledge Tracker Ruben Eiras
desenvolvimentopessoal
49
Sobreviver à crise com um orçamento apertado DECO PROTESTE
tomenota
53
Lançamento do Projecto Vita em Portugal 
54
Resiliência: atributo valioso que permite lidar e ultrapassar as difculdades Teresa Escoval
quiosquedenovidades
 
observatórioeco-inovação
57
Ruben Eiras
euroFlash

59
 Nuno Gama de Oliveira Pinto
livrosaler
60
 
Índicedosartigospublicados
62
DIRIGIR no105_3_AC.indd 109/05/05 12:14:08
 
 
editorial
A crise económica e nanceira que atravessamos é, neste tempo de incerteza,central no debate social, económico e político. Tendo consciência da gravidadeda situação e com o objectivo de contribuir para a refexão e análise dos leitoressobre esta problemática, «Crises, Impactos e Respostas» oi o tema escolhidopara a
Dirigir 
na sua primeira edição de 2009.Chamamos a vossa melhor atenção para os artigos «A actual crise económicae a sua origem na esera nanceira» e «Recessão – o vírus mutante daeconomia», assim como para duas entrevistas, à Dra. Estela Barbot (empresáriae administradora do Banco Santander de Negócios de Portugal) e ao Dr. JoãoPaulo Calado (director nanceiro no ISEG, investigador na área dos mercadose instituições nanceiras e responsável pelo Gabinete de Orientação aoEndividamento do Consumidor).Embora através da leitura dos vários artigos o leitor possa não encontraruma resposta precisa a todas estas questões, consideramos que os textospublicados, sob dierentes perspectivas, poderão contribuir para o aclararde ideias sobre o tema, explicando as suas causas, o seu desenvolvimentoe impactos, bem como as medidas que estão a ser tomadas no sentido deultrapassar a actual crise.Atendendo ao importante papel que organizações internacionais, como o FMI, oBanco Central Europeu e o Banco Mundial, entre outras, assumem na resoluçãodesta crise, a SEPARATA que acompanha a revista traça-lhes um breve perl como propósito de as tornar melhor conhecidas.Na convicção de que esta crise deve ser entendida como azendo parte dopróprio processo de evolução económica e de que, apesar de a sua resoluçãoser complexa, estão a ser tomadas medidas a nível mundial, europeu e nacionalque irão permitir ultrapassar a grave situação em que nos encontramos, terminocitando o autor do artigo «Inovar na crise»: «Crise em mandarim, lê-se “wei-dji”,“wei” – perigo e “dji” – oportunidade, sendo este último conceito que importareter porque, como se prova ao longo da história, mesmo as crises mais gravespodem sempre gerar oportunidades de mudança e progresso.» 
Francisco Caneira Madelino
 
2
 
Jan. Fev. Mar.
2009
 
editorial
DIRIGIR no105_3_AC.indd 209/05/05 12:14:08

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->