Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Dirigir 107 - separata

Dirigir 107 - separata

Ratings: (0)|Views: 652|Likes:
Published by susanammartins
Portugal: os movimentos no tempo
Portugal: os movimentos no tempo

More info:

Published by: susanammartins on Oct 17, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/17/2010

pdf

text

original

 
separata
UNIÃO EUROPEIA
Fundo Social Europeu
Portugal
os movimentosno tempo
107
Jul. Ago. Set.
09
 
 
Jul. Ago. Set.
2009
separata
Portugal:os movimentosno tempo
CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRAJornalista
A população portuguesa soreu proundas alterações em termos demográfcos ao longo doséculo, que se repercutiram nos mais variados domínios da nossa vida colectiva.Das migrações internas ao envelhecimento populacional, traçamos um retrato breve dosprincipais momentos e das questões mais relevantes que contribuíram para essa alteração
 
revista
dirigir
A evolução demográca em Portugal pode ser analisada soba perspectiva do espaço e do tempo. Na perspectiva do es-paço, cabem os enómenos migratórios que se registarama nível interno, a deslocação de populações para o exterior(emigração) e a entrada de cidadãos provenientes de ou-tros países (imigração).A análise, na perspectiva temporal, permite perceber a evolu-ção demográca ao longo de um determinado período. Come-cemos, então, pela análise temporal durante o século
xx
.A primeira conclusão a tirar é que, durante o último século, apopulação portuguesa quase duplicou. Em 1900 viviam emPortugal 5 4 1 pessoas e, de acordo com o Censo de 001,o número de habitantes no dia 1 de Março desse ano era de 1055 84. No entanto, ao longo do século o crescimento da popu-lação portuguesa oi moderado, com uma taxa de crescimentopouco superior a 0%, registando-se mesmo, na década de 60,uma taxa de crescimento negativa. Ao contrário, as duas déca-das seguintes são as que apresentam as taxas de crescimentomais elevadas do século – ligeiramente superiores a 1%.
separata

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->