Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
108Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Ficha de avaliação de Ciências Naturais 9ºAno SAUDE INDIVIDUAL E COMUNITARIA

Ficha de avaliação de Ciências Naturais 9ºAno SAUDE INDIVIDUAL E COMUNITARIA

Ratings:

5.0

(1)
|Views: 19,466|Likes:
Published by cristinapinheiro
teste de Ciências Naturais do 9ºAno
teste de Ciências Naturais do 9ºAno

More info:

Published by: cristinapinheiro on Oct 18, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/10/2013

pdf

text

 
1
I1.
 
Estabelece a correspondência correcta entre cada frase e uma das letras da chave:A saúde é influenciada por factores:Alguns indivíduos já nascem com determinadas doenças que herdaram dosseus progenitores. ___
 
Um estilo de vida saudável, com uma alimentação equilibrada e a prática dedesporto, respeitam o equilíbrio do organismo e promovem o seu bomfuncionamento, pelo que são consideradas atitudes promotoras de saúde. ___
 
Determinadas crenças religiosas e tradições culturais, podem ser fortesantagonistas à promoção de melhores condições de saúde. ___
 
Em regiões do globo onde há mais poluição, verifica-se uma maior incidênciade determinadas doenças. ___A-
 
SociaisB-
 
EconómicosC-
 
BiológicosD-
 
GenéticosE-
 
AmbientaisNos países pouco desenvolvidos, muitas vezes, faltam meios eficazes pararesolver problemas de saúde e para erradicar determinadas doenças,facilmente controladas nos países mais desenvolvidos. ___2.
 
Lê atentamente o texto seguinte:
A epidemia de cólera matou mais de 230 pessoas na Guiné-Bissau desde o princípio de Junho,informaram as autoridades sanitárias de Bissau que registaram mais de 12 000 casos. Apesar doabrandamento do número de novas pessoas infectadas, o número de vítimas mortais continua acrescer diariamente. As autoridades sanitárias estão particularmente preocupadas com 20 doentes,maioritariamente jovens que «fugiram» do hospital de Bissau sem terem recebido alta e que podemprovocar o recrudescimento da epidemia.A cólera é uma doença provocada pela bactéria
Vibrio cholerae
. É facilmente transmissível e é típicada falta de higiene e saneamento e está, em geral, relacionada com elevados níveis de pobreza esubdesenvolvimento das estruturas urbanas. A sua característica marcante é a diarreia de fezeslíquidas e abundantes, incontroláveis, e que podem atingir mais de oito litros por dia, originando amorte por desidratação aguda e severa.Expresso
, 7 de Setembro de 2005
2.1.
 
Identifica o agente infeccioso para a doença cólera.2.2.
 
A cólera é considerada uma epidemia. Justifica a afirmação.2.3.
 
Sugere duas medidas de prevenção primária para a cólera.2.4.
 
Define saúde segundo a OMS.
Escola Básica N.º2 de S. Silvestre
Prova de Avaliação Escrita de Ciências Naturais
Nome_____________________________________________N.º ___ 9º Ano/Turma __ Data __/10/2010
 
Classificação____________A Professora:____________Enc. Ed.:____________
 
 
2
3.
 
Completa o texto:“No estudo de saúde de uma determinada população, utilizam-se ________________ do_____________ de _____________. Estes permitem fazer uma avaliação estatística sobre o_____________ de ______________ da população em estudo.A ____________ ____ __________________ ___________________ (TMI)________________ com o desenvolvimento das populações. A esperança de vida_______________ com o grau de desenvolvimento.As doenças infecciosas, que são doenças ___________________ através de qualquer forma de__________________, podem dividir-se em dois grupos: doenças que se podem preveniratravés da _________________, como, por exemplo, o sarampo, e doenças para as quais aindanão existe vacina.As doenças cardiovasculares afectam o ____________________ e/ou _________________________ ; estas doenças são uma das maiores causas de morte em vários países. Sãofactores de risco destas doenças, entre outros, o consumo de ___________ e o tabagismo.”4.
 
O quadro que se segue diz respeito à taxa de mortalidade infantil (valores em ‰).
a) Nova Meta calculada para Portugal Continental. (b) Luxemburgo,Eurostat (2010).
ND – Não Disponível. Fonte: Elaborado por GIP/ACS com base nos dados disponibilizados pelo INE, 2010.
4.1.
 
Indica a taxa de mortalidade infantil em Portugal em 2001.4.2.
 
Qual dos sexos apresenta maior taxa de mortalidade infantil em 2009?4.3.
 
Podemos afirmar que em 2009 a taxa de mortalidade infantil se afastou da meta previstano Plano Nacional de Saúde para 2010. Explica esta afirmação, com base nos dados.
 
3
5.
 
Lê as falsidades relativas à segurança rodoviária que são ditas por muitos dos condutoresportugueses.As afirmações que se seguem são argumentos para responder às personagens da figura. Atribuia cada afirmação uma das letras.
 
Os “bons condutores” devem coabitar com outros. A velocidade é a causa principal de40000 acidentes por ano e está na origem de 35 % dos acidentes mortais. ___
 
A mortalidade rodoviária depende da boa condução. Na Alemanha, apesar de a densidadede tráfego nas auto-estradas ser 50% maior do que a nossa, os condutores são exemplares.___
 
As companhias de seguro determinam que um terço dos acidentes rodoviários depende dapotência do veículo. Um veículo mais potente incita a correr mais riscos. ___
 
São raros os acidentes devido ao mau estado da estrada. Mais frequentes são aqueles emconsequência do mau estado dos veículos, como travões, etc. ___
 
Portugal é um Estado de direito democrático. ___
 
Apenas um quarto dos condutores implicados em acidentes rodoviários apresentaram taxasde alcoolemia superiores à legal. A partir de 0,5 g de álcool por litro de sangue, qualquerpessoa tem o seu comportamento afectado. ___6.
 
Observa o quadro seguinte, no qual se encontra registada a evolução da taxa de cura dosdoentes infecciosos, em Portugal, entre 1996 e 2000.6.1.
 
Como evoluiu a taxa de cura dos doentes infecciosos?6.2.
 
Apresenta algumas justificações para essa evolução.Anos 1996 1997 1998 1999 2000Taxa de cura dos doentes infecciosos 74,2% 73,8% 82,0% 83,3% 85,0%
 
A

Activity (108)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Célia Fernandes liked this
CristySantos liked this
Silvia Viana liked this
catir liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->