Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
9Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Cogumelos Mágicos

Cogumelos Mágicos

Ratings:

4.0

(1)
|Views: 1,786|Likes:
Published by anon-476229
ebook / realismo fantástico / ocultismo / esoterismo / ufologia / mistérios
ebook / realismo fantástico / ocultismo / esoterismo / ufologia / mistérios

More info:

Published by: anon-476229 on Oct 15, 2007
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/07/2012

pdf

text

original

 
O homem é parte de um todo por nós chamado deUniverso, uma parte limitada no tempo e espaço.Ele possui a si mesmo, a seus pensamentos esentimentos, como algo separado do resto, masesta é uma espécie de ilusão de ótica de suaconsciência. Nossa tarefa, deve ser libertar-nos desta prisão, pela abertura donosso círculo de compreensão, para abarcar atodas as criaturas vivas e a natureza inteiraem toda sua beleza.
 
 A ORIGEM DO UNIVERSO
- Olhando para o céu, a noite, o que se vê ?- Se estamos numa noite clara, vemos as estrelas.E o quê mais ? Nada. Escuridão.Porém esse "nada" espacial não é apenas um vazio absoluto.Ele está preenchido por uma energia chamada "Radiação Negra". Nos reportemos até os primórdios da chamada "Criação doUniverso"... Mas o Universo foi realmente "criado" ?Como se pode criar algo a partir de nada ?Como o Universo pode estar aí, surgido do nada absoluto, daausência total de qualquer coisa ? A não ser que este suposto "nada" não seja realmente nada - porém algo que apenas não estava manifestado em terceira dimensão ( ouseja, cumprimento, largura, altura, formato perceptível, materialidade concreta ), sendo apenas algo tão desagregadoatômicamente falando que ainda poderia se considerar nãoexistente, por não ser perceptível ou mensurável.
 
Tomemos como exemplo o tempo. Num espaço imaginário onde não exista nada, eu lhe pergunto -existe tempo ?Se nada existe que se mova, se não há nenhuma vibração ouirradiação que possa ser medida - existe tempo ?Sejamos realistas. Não. O tempo em si é apenas a medida do movimento da energia ou da energia contida na matéria.O modo de medir o movimento da energia indo de um estado a outro,sua agregação ou dissipação.Esse movimento, uma vez que se dê, é chamado tempo.Diante da ausência total de energia manifestada, de vibração, de movimento dos átomos, fótons...temos o quê ?Ora, o não movimento.O não-tempo.O Transe Temporal. A nossos sentidos tridimensionais temos então o "tempo parado".Ora, uma vez o que se compreende como antes, durante e depois não podendo ser medido, estamos diante de um provável eternidade - pois se não há começo nem fim no Transe Temporal, ele ( entendidocomo um estado de um espaço apenas vagamente concebível em nossaimaginação ), pode permanecer assim eternamente.Então o espaço em Transe Temporal pode perfeitamente ser entendidocomo o estado precedente, a pré-existência do Universo - uma vezque não havia, teoricamente nenhuma partícula manifestada naterceira dimensão.Porém, após o Momento Inicial da Energia, o que preencheu oUniverso ?Ora, se algo agora existe, e não existia antes, como isso é possível ? Não ! Pode ser concebível, mas não é possível.Só há uma resposta possível - o Universo já existia antes de nãoexistir.Ou seja, a força que vem a compô-lo, a partir do Momento Inicialda Energia, o precedeu em formação. Já existia.Porém existia "em off", não atuante, desligada, em obscuridade.Existia em não existência. E isso não é poesia. São fatos.

Activity (9)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
agacio12971 liked this
Jean Favaro liked this
Epirata Corsaio liked this
joaopduarte liked this
joaopduarte liked this
varelagomes liked this
jorge_r_souza liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->