Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Copos Que Andam - Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho

Copos Que Andam - Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho

Ratings: (0)|Views: 171|Likes:
Published by isabellindner

More info:

Published by: isabellindner on Oct 25, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/25/2010

pdf

text

original

 
[www.BaixeLivro.com Ebooks Grátis para Download]
 20 de Maio de 2010 
Oferecimento:www.BaixeLivro.comEbooks Grátis para Download Página 1
Copos que andam / pelo Espírito Antônio Carlos:psicografado por Vera Lúcia Marinzeck deCarvalho.
PrefácioEm certa cidade do interior, numa Feira de Livro Espírita, um grupo desenhoras e demais companheiros responsáveis pelo evento conversam,preocupados, com o assuntodo momento: a brincadeira que alguns jovens do lugar faziam, comcopos, na invocação de Espíritos. Até nas escolas, desavisados jáestavam se reunindo para, no intervalodas aulas, fazer suas indagações a título de curiosidade. Uma equipeespiritual que prestava assistência aos trabalhos da Feira de Livros,preocupou-se com o problemapelo perigo que tal atividade pode trazer aos incautos que se envolvemna ação aparentemente inofensiva de brincar invocando Espíritos. Omal está em que apenasEspíritos inferiores e ignorantes se prestama esse tipo de invocação. Bons Espíritos jamais se dispõem a isso. E osEspíritos inferiores, maus e ignorantes, apresentando-senas sessões de invocação, mentem, mistificam, inclusive assumindofalsa identidade, a fim de satisfazer a curiosidade dos desavisados.Respondem àquilo que lhes perguntam, fazem previsões e dãoconselhos, participando da brincadeira. Contudo, julgando-se credoresdos participantes que os invocam a seu serviço, fazem durase dolorosas cobranças pelo "trabalho" prestado. Esses Espíritos,portadoresde fluidos pesados e negativos, infestam o ambiente a quecomparecem. Se gostam do lugar e dos moradores, aí permanecem,passando a fazer parte da vida da família, acarretando todo o
 
[www.BaixeLivro.com Ebooks Grátis para Download]
 20 de Maio de 2010 
Oferecimento:www.BaixeLivro.comEbooks Grátis para Download Página 2
tipo de desequilíbrio e influências nocivas. Induzem os jovens aoconsumo de drogas para que possam vampirizá-los; divertem-secom as peças de mau gosto que pregam aos desprotegidos encarnados;e julgam-se no direito de usar e abusar de tudo e de todospor terem sido chamados para a prestação de serviços.Antônio Carlos e equipe acompanham muitos dos envolvidosnas brincadeiras dos "copos que andam" e têm a oportunidade depresenciar a deletéria atuação dos Espíritos inferiores invocados.Constatam muitos casos de obsessão e procuram intervir em favordos atingidos, numa difícil e espinhosa tarefa de amparo e reparação.Muitas são as histórias então relatadas. Inclusive, o caso da jovem Nely que é induzida a matar o próprio pai, vindo depois a sesuicidar! João Duarte de CastroIntroduçãoEm uma cidade pacata e bonita, realizava-se mais uma Feira do LivroEspírita. Atarde morna do mês de agosto contribuía para o movimento daspessoas, que palestravamalegres, trocando idéiassobre a Doutrina Espírita. Um grupo de senhoras simpáticasconversavacom amizade e respeito sobre o assunto que as preocupava:- Muitos dos nossos jovens, desinformados, levam na brincadeira algoque desconhecem, e o fazem com a ajuda de muitosadultos - disse Conceição, deveras preocupada. - Até nas escolas, estãose reunindo nos intervalos das aulas, para indagaremsobre curiosidades.- E acontece cada barbaridade! Conta-se que perguntam datas
 
[www.BaixeLivro.com Ebooks Grátis para Download]
 20 de Maio de 2010 
Oferecimento:www.BaixeLivro.comEbooks Grátis para Download Página 3
de desencarnações e obtêm respostas, e que formam até palavrasobscenas! - comentava não menos preocupada Maria Luíza.- Tento, sempre que possível, instruir as pessoas sobre o que érealmente a brincadeira do copo, que de brincadeira não tem nada.Gostaria de indicar a esses jovens algum livro sobre o assunto, masnão tenho conhecimento de nenhum - fala Solange.- A literatura Espírita é vasta - diz Toninha, pessoa de estudo,conhecedora da Doutrina Espírita. - Realmente, não tenhoconhecimento de livro específico sobre o assunto. Será que nãopoderíamos pedir ao Antônio Carlos que escrevesse um?- Seria bem interessante um livro que narrasse os acontecimentos dolado de lá, no Plano Espiritual, sobre essa brincadeiratão em voga - conclui Solange.- Acho que vocês se preocupam muito - diz Claudete, otimista.- Essa brincadeira está fazendo muitas pessoas passarem apertose medos. Brincam com o que não conhecem e, depois, passam atemer as conseqüências. Isso tem levado muita gente a pedirtrabalhamos há tempos com jovens encarnados e, conhecendo-osbem, sabemos que, na maioria das vezes, fazem isso por fazer, oupara participar, por curiosidade, ou até mesmo para serem agradáveisà turma. Entretanto os que têm mais sensibilidade, são os maisprejudicados. Essa brincadeira tem-se realizado com muita freqüência,está na onda, como diz a garotada.- Adultos também estão lidando com isso, embora em número menor.Querem solução para seus problemas, tentam bisbilhotara vida de outras pessoas ou, ainda, procuram saber do futuro, comose nós, desencarnados, pudéssemos conhecer e responder sobreo que há de vir. Muitos pensam que, só porque desencarnamos,sabemos de tudo e, ainda, que até podemos nos tornar adivinhos.- O futuro depende muito do livre-arbítrio de cada um! - suspira Lúcia.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->