Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
202Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
História do Brasil - Pré-Vestibular - Resumo

História do Brasil - Pré-Vestibular - Resumo

Ratings:

4.78

(9)
|Views: 47,014 |Likes:

More info:

Published by: History História Geral e do Brasil on Jul 22, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/24/2014

pdf

text

original

 
RESUMO HISTÓRIA DO BRASIL
A transição da Idade Média para a Idade Moderna
A partir da Segunda metade do século XV, o mundo europeu sofreu grandestransformações políticas, econômicas, sociais e culturais. Estas transformações, quemarcam o fim da Idade Média e o início dos Tempos Modernos, trouxeram comoconseqüência a expansão comercial européia e levaram aos DescobrimentosMarítimos.No campo político, houve o fortalecimento e centralização do poder real;Na economia, o comércio tornou-se mais importante;Na sociedade, surgiu e se fortaleceu uma nova classe social: a burguesia;No campo cultural, houve o Renascimento artístico;Nas ciências, houve o progresso técnico e científico;No campo religioso, o Cristianismo foi divulgado em outros continentes.As rotas comerciais que ligavam Europa, Ásia e África tinham como centro deconvergência o Mar Mediterrâneo.
O Comércio das Especiarias
Especiarias eram produtos raros, vindos principalmente do oriente, que passaram aser consumidos em larga escala pelos europeus desde a época das Cruzadas (IdadeMédia). Exemplos: pimentas, canela, cravo, seda, marfim, cânfora, nós moscada,gengibre, alóes, incenso, sândalo, perfumes e produtos aromáticos. Constantinopla,cidade pela qual as especiarias orientais chegavam à Europa, onde eram distribuídascom grandes lucros, pelos navios das repúblicas de Gênova e Veneza, foi conquistadapelos turcos otomanos, em 1453. Importante: O comércio das especiarias do Orientefez desenvolver o Capitalismo europeu na sua fase mercantilista. FavoreceramPortugal e Espanha a se lançarem nas Grandes Navegações: a posição geográficaprivilegiada, a tradição marítima (atividade pesqueira) e a centralização políticapioneira, devido à "Reconquista" (luta dos cristãos contra os árabes).Dois foram os principais ciclos de navegação: leste ou oriental (ciclo dos Portugueses)e oeste ou ocidental (ciclo dos Espanhóis).
Ciclo Português
O ciclo oriental ou português visava a contornar o litoral da África para chegar àsÍndias (oriente). O grande impulso para os descobrimentos portugueses foi a criaçãodo Centro de Geografia e Náutica, localizado em Sagres (sul de Portugal), pelo InfanteDom Henrique("O Navegador"). O Estado financiava as pesquisas e reservava para sia exclusividade das viagens. A tomada de Celta, em 1415, no norte da África, marcouo início das conquistas de além-mar.
 
Ciclo Espanhol
O ciclo ocidental ou espanhol objetivava chegar ao Oriente (Índias) viajando peloocidente ("El Ocidente por el poniente"), segundo os planos do navegador CristóvãoColombo, natural de Gênova (Itália), que acreditava na esfericidade ou redondeza daterra. Recebeu apoio dos "Reis Católicos" que governavam a Espanha: Fernão (rei deAragão) e Isabel (rainha de Castela). Suas caravelas eram: Santa Maria (naucapitânia), Pinta e Nina.
O Tratado de Tordesilhas
O descobrimento da América quase levou Portugal a declarar guerra á Espanha pois orei daquele país julgava-se lesado em seus direitos. Para solucionar o problema dapartilha (divisão) das terras descobertas, o Papa Alexandre VI, a pedido dos "ReisCatólicos", por intermédio da Bula Intercoetera (1493) estabeleceu os limites dasterras entre Portugal e Espanha, através de um meridiano imaginário que seriacontado a partir de 100 léguas a oeste das Ilhas de Cabo Verde e Açores, o que nãofoi aceito por Portugal. Os países ibéricos chegaram a um acordo através do Tratadode Tordesilhas ou de participação do Mar Oceano, assinado em 1494. Ficouestabelecido que as terras e Ilhas a leste do meridiano, a contar de 370 léguas dasIlhas de Cabo Verde, pertenceriam a Portugal e, as que ficassem a oeste da mesmalinha, pertenceriam à Espanha.Conseqüências da expansão marítima e comercial européia:surgimento de Impérios Coloniais regidos pela política mercantilista;oceano Atlântico passou a ser o principal centro comercial;propagaram-se os conhecimentos geográficos e astronômicos e os das ciênciasnaturais;baixou o preço de custo das especiarias e drogas;surgiram as companhias de comércio;a burguesia passou a ter maior importância social e influência política.
O Descobrimento do Brasil
Após o descobrimento do caminho marítimo para as Índias, o rei de Portugal,DomManuel I, "O Venturoso", (da dinastia de Ávis) organizou poderosa esquadra comobjetivo de fundar feitorias no Oriente (Calicute). Esta expedição, que foi chefiadapelo fidalgo Pedro Álvares Cabral, senhor de Bel Monte e Alcaide - Mor de Azurara,descobriu o Brasil no dia 22 de abril de 1500.Denominamos período pré-colonial a fase transcorrida entre a chegada da esquadrade Pedro Álvares Cabral e o primeiro projeto nitidamente colonizador empreendido porMartim Afonso de Souza em 1531.Durante esse período, a região conhecida como América portuguesa teve um papelsecundário na economia de Portugal, no momento em que o comércio com as ÍndiasOrientais monopolizava os interesses mercantins do Império.
 
 Apesar da importância secundaria, era inegável a preocupação estatal com oreconhecimento e a proteção desse território. Diversas expedições foram paraprocurar no Brasil riquezas que pudessem ser exploradas e ao mesmo tempocombater invasores estrangeiros (principalmente espanhóis e franceses).Essas expedições não conseguiram descobrir os tão sonhados metais preciosos, quesó foram encontrados no final do século XVII (não podemos nos esquecer que umadas bases do sistema mercantil era o metalismo). No entanto, localizaram nos litoraisbrasileiros um produto de importância menor que viabilizou o surgimento de umincipiente comércio: o do pau-brasil.A exploração dessa madeira, que era utilizada na tintura de tecidos europeus, tornou-se a principal atividade econômica do período pré-colonial. Esse comércio tornou-seviável graças ao escambo com os indígenas e ao surgimento de algumas poucasfeitorias no litoral.
Chegada da Esquadra de Pedro Álvares Cabral
Pedro Alvarés Cabral partiu de Portugal para encontrar terras além-Atlântico, asÍndias. Sua frota era composta por dez naus e 3 caravelas, chefiadas pelosnavegadores Bartolomeu Dias, Nicolau Coelho, Duarte Pacheco Pereira e pelo fidalgoSancho de Tovar. Sua expedição contava com cerca de 1500 homens esua missão erafeitorias nas Índias e criar bases comerciais permanentes na Ásia.Iniciou sua viagem em 9 de março de 1500, com sua saída do Porto de Restelo. Em22 de março chega ao arquipélago de Cabo Verde e lá desaparece a nau de VascoAtaíde.Em documento escrito por Duarte Pacheco Pereira, existe um indicador de queo rumo tomado era proposital, a mando de D. Manuel I, que queria se certificar daexistência de terras além do Atlântico das quais poderia tomar posse, conformedeterminado no Tratado de Tordesilhas.Em sua chegada, em 22 de abril, avistou a nova terra e os novos habitantes, os índios(foram chamados de índios pois os portugueses acharam estar nas Índias).
Exploração de Pau - Brasil
A primeira riqueza explorada pelo europeu em terras brasileiras foi o pau-brasil(caesalpinia echinata),árvore que existia com relativa abundância em largas faixas da

Activity (202)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred thousand reads
1 thousand reads
1 hundred thousand reads
1 hundred reads
Vinicius Ramirez liked this
anchieta junior liked this
Sandra Avelino liked this
Marc Os Alves liked this
Rebeca Gonçalves added this note
É muito enriquecedor, pois precisamos conhecer como se deu a origem das revoluções, os conflitos que deram origem ao que hoje vemos na mídia, apesar de não ser tão intelectual como dantes e sim pessoas sem expressão nenhuma, que ñ querem deixar o poder passando de pai para filho, outrora eram pessoas intelectuais que tinham conhecimento de fato. Hoje as pessoas não querem aprender e nem apreender.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->