Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
115Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Física - Óptica - Princípios da Óptica Geométrica

Física - Óptica - Princípios da Óptica Geométrica

Ratings:

4.5

(2)
|Views: 29,258 |Likes:

More info:

Published by: Física Caderno de Resoluções on Jul 22, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/21/2014

pdf

text

original

 
 
PRINCÍPIOS DA ÓPTICA GEOMÉTRICA
Frente: 02Aula: 10
Fale conosco
www.portalimpacto.com.br
Prof: CARLOS FARIAS
A fotoevidencia oprincípio daindependênciados raios deluz.
Sombraprojetada
A sombra projetada por umedifício evidencia apropagação retilínea da luz.Na sombrada Lua, oobservadorvê o eclipsetotal do SolEclipse anular do SolNa penumbrada Lua, oobservador vêo eclipseparcial do Sol
1. PRINCÍPIOS DA ÓPTICA GEOMÉTRICA1.1. PRINCÍPIO DA INDEPENDÊNCIA DOS RAIOSLUMINOSOS:
quando raios de luz se cruzam, cada um seguesua trajetória independente dos outros.
1.2. PRINCÍPIO DA REVERSIBILIDADE DOS RAIOSLUMINOSOS:
a
 
trajetória do raio de luz não depende dosentido de percurso.
Pelo princípio da reversibilidade, o motoristavê o passageiro pelo espelho retrovisor e estetambém vê o motorista pelo mesmo espelho.
1.3. PRINCÍPIO DA PROPAGAÇÃO RETILÍNEA DOS RAIOSLUMINOSOS:
nos meios homogêneos e transparentes, a luzse propaga em linha reta.
2. SOMBRA E PENUMBRA
A sombra corresponde a uma região com ausência total deluz, enquanto a penumbra corresponde a uma regiãoparcialmente iluminada.Considere uma fonte de luz pontual F, um corpo opaco C eum anteparo A. No anteparo notam-se distintamente duasregiões: uma região iluminada pela fonte e uma região não-iluminada (sombra projetada).Considerando F uma fonte de luz extensa ABobservaremos, sobre o anteparo A, três regiões: uma regiãoiluminada pela fonte, uma região parcialmente iluminada(penumbra projetada) e uma região não-iluminada (sombraprojetada).
3. ECLIPSE:
ocorre devido à propagação retilínea da luz,quando o Sol, a Lua e a Terra estão alinhados.
Considere um observador na Terra:
Pelo fato das distâncias entre o Sol, a Lua e a Terravariarem, pode acontecer que somente o prolongamento docone de sombra da Lua intercepte a superfície terrestre; e umobservador nessa região da Terra recebe luz apenas dasregiões periféricas do Sol e verá a região central do discosolar encoberto pela Lua. Esse é um tipo especial de eclipsechamado de
eclipse anular do Sol.
O eclipse total da Lua ocorre quando a Lua penetra o conede sombra da Terra. Nessa situação, a Lua não recebe luz doSol, e um observador, na Terra, deixa de vê-la. Se a Luaestiver parcialmente dentro do cone de sombra da Terrateremos o eclipse parcial da Lua.
4. AS FASES DA LUA
A face da Lua voltada para a Terra pode não coincidir comaquela iluminada pelo Sol. Quando a face da Lua voltada paraa Terra é a não-iluminada pelo Sol temos a fase da
lua nova.
 A fase da
lua cheia
ocorre quando a face voltada para a Terraé a iluminada pelo Sol. Na passagem da lua nova para a luacheia temos a fase do
quarto crescente
, quando apenas umquarto da Lua está iluminado, e na passagem da lua cheiapara a lua nova, a fase do
quarto minguante.
 
LuzvermelhaLuzazul

Activity (115)

You've already reviewed this. Edit your review.
Luísa Falcão liked this
Claudia Santos added this note
ssweas
1 thousand reads
1 hundred reads
Rachel Gomes liked this
Marcia Marotta liked this
seventeory liked this
JairVictor liked this
Amanda Luna' liked this
Amanda Luna' liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->