Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword or section
Like this
3Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Vários Autores - Classicos do Sobrenatural

Vários Autores - Classicos do Sobrenatural

Ratings: (0)|Views: 1,429|Likes:

More info:

Published by: Renata Silva Nunes Ribeiro on Nov 02, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/28/2012

pdf

text

original

 
 
 
H.G. Wells - Rudyard KiplingHenry James - Edward Bulwer-LyttonW.W. Jacobs - Charles DickensEdith Wharton - Bram Stoker Joseph Sheridan Le Fanu - M.R. JamesRobert Louis Stevenson - Sir Arthur Conan Doyle
CLÁSSICOS DOSOBRENATURAL 
Prefácio, seleção e tradução
Enid Abreu Dobránszky
 
 
~
3
~
PREFÁCIO
 
Enid Abreu Dobránszky 
Foi nas três últimas décadas do século XVIII que a exploração do sobrenatural adquiriu os contornos precisos de um novo subgênero literário: o romance gótico. De seu nascimento participaram tanto o conflito entre o ideário racionalista do Iluminismo, de um lado, e as crenças religiosas e supersticiosas, de outro, quanto o aumento dos índices de alfabetização, que impulsionou a imprensa periódica e popular, na qual se explorava o gosto pelas emoções fortes. Nesse sentido, nada melhor do que as proporcionadas por nar- rativas ambientadas em cenários sombrios de castelos mal-assombrados, cheios de passa-  gens secretas, envoltos em brumas e cobertos por um céu tempestuoso. Criou-se um outromundo, não o de uma natureza melhorada, banhado de sol e coberto de flores, mas seu negativo, seu duplo: o Mundo das Trevas, o Outro, habitado por potências terríveis, ame- açadoras, que, por vezes, encontram fendas pelas quais se insinuam no nosso mundo coti- diano e revelam aos mortais a existência e a substância do Mal neles ocultas. Certamente não foi pequena aqui a contribuição de certos aspectos da primeira fase romântica, sobre- tudo o gosto pelo Sublime, assim como suas explorações na pintura, com Piranesi 
(Pri-sões imaginárias,
1745), Fuseli 
(O pesadelo,
1782), Goya 
(O sono da razãoengendra monstros,
1796-98), as visões míticas de William Blake.Dentre os pais do novo gênero contam-se principalmente aqueles que lhe deveram a  fama, como Horace Walpole 
(O castelo de Otranto,
1764), Ann Radclijfe 
(Osmistérios de Udolpho,
1794), Matthew Gregory Lewis 
(Ambrosio, ou o Monge,
1796), Charles Robert Maturin 
(A vingança fatal,
1807) e principalmente Mary Wollstonecraft Shelley 
(Frankenstein,
1818). Mas outros houve que nessa senda se aventuraram esporadicamente, como Walter Scott 
(The tapestried chamber).
E assim 

Activity (3)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
rfbzi liked this
Oxony20 liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->