Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
29Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Função e estrutura da placenta e suas anomalias

Função e estrutura da placenta e suas anomalias

Ratings: (0)|Views: 9,171|Likes:
Published by Layzacris
FUNÇÃO E ESTRUTURA PLACENTÁRIA E SUAS ANOMALIAS
FUNÇÃO E ESTRUTURA PLACENTÁRIA E SUAS ANOMALIAS

More info:

Published by: Layzacris on Nov 04, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/12/2013

pdf

text

original

 
FUNÇÃO E ESTRUTURA PLACENTÁRIA E SUAS ANOMALIAS
RESUMO:
A placenta é um anexo embrionário existente apenas na infraclasse Eutheria,onde estão os mamíferos placentários, através da qual ocorrem as trocas entre a mãe e seufilho. É formada pelos tecidos do ovo, embriologicamente derivada docórion. Através da placenta oconcepto "respira" (ocorrem as trocas deoxigênioegás carbônico), se "alimenta" (recebendo diretamente os nutrientes por difusão dosanguematerno) e excreta produtos deseu metabolismo (excretas nitrogenadas). A placenta é também órgão endócrino importantena gravidez, envolvida na produção de diversos hormônios: progesterona,gonadotrofina coriônica(hCG), hormônio lactogênio placentário,estrogênio (principalmente o estriol) etc.
PALAVRAS CHAVE:
Placenta, Anomalias placentárias, Função da placenta, Estrutura da placenta.
INTRODUÇÃO:
A placenta é um anexo embrionário presente somente nos mamíferos, sendo para este grupo o anexo mais importante. É um órgão vascularizado, de extremaimportância para o desenvolvimento do embrião.A placenta humana impede moléculas de alto peso molecular de entrarem em contato com ofeto. Mãe e feto nunca tem o sangue misturados,uma vez que os vasos sanguíneos de ambosnão são contínuos, ou seja, existe uma solução de continuidade que é preenchida pelo sistemaartério venoso da placenta, por si só um filtro importante.A placenta humana implanta-se na camada intermediária dadecídua (nome que oendométrio  assume durante a gravidez), denominada de camada esponjosa. Depois do parto, quando oútero reduz-se de tamanho significativamente, forma-se área de clivagem (descolamento) que,gradativamente, descola a placenta.
 
FUNÇÃO DA PLACENTA:
As principais funções da placenta é fornecer nutrição, oxigênio e proteção ao embrião.Dependendo da função e extensão e distribuição das vilosidades coriônicas, a placenta podeser do tipo:
-
 Difusa
Apresenta vilosidades irregulares e bem desenvolvidas, distribuídas uniformemente nasuperfície do córion. São indecíduas, pois são expulsas no parto sem hemorragia. Aparecemnos paquidermes, cetáceos, égua, carneiro, etc.
-
Cotiledonar 
As vilosidades apresentam-se agrupadas nos cotilédones. São indecíduas, pois são expulsasno parto sem hemorragia. Aparece nos ruminantes.
-
 Zonária
Apresenta-se formando uma faixa equatorial. São decíduas, pois são expulsas no parto comhemorragia. Aparece nos carnívoros.
-
 Discoidal 
As vilosidades permanecem concentradas em forma de disco em um dos pólos do córion. Sãodecíduas, pois são expulsas no parto com hemorragia. Aparece nos primatas, roedores equirópteros.Outra função muito importante da placenta é proteger o feto, pois dela saem membranas queformam o saco amniótico ou bolsa das águas, que contem líquido amniótico e envolvem ofeto, e produzir hormônios para manter a gravidez como a progesterona e a gonadotrofinacoriônica ( HCG ) que se apresenta no sangue e na urina indicando a gravidez.
ESTRUTURA DA PLACENTA:
É formada por duas partes: materna e fetalMaterna: está ligada à parede uterina (endométrio), sendo expulsa junto com o feto durante o parto.Fetal: constituída pelo córion, está ligada ao feto através do cordão umbilical.O cordão umbilical está entre o embrião e a placenta, contendo no seu interior duas artérias euma veia. As artérias circulam pelo cordão levando o sanguevenoso do feto para a placenta,  já a veia carrega o sangue arterial da placenta para o feto.
ANOMALIAS PLACENTÁRIAS:
Assim como qualquer orgão humano a placenta também pode conter anomalias, que prejudicam a gestação podendo até mesmo causar o óbito fetal.O uso de tabaco e alcool também podem causar anomalias placentárias.A placenta pode estar mal localizada ( Placenta Prévia ), ou soltar-se antes do tempo(Descolamento Prematuro de Placenta ) e outras anomalias.
 
Face fetal de placenta humana. Esta placenta apresenta uma alteração morfológica e sedenomina "placenta marginada".
Acretismo placentário
Acretismo placentário é a denominação que se dá à placenta que se adere anormalmente àdecídua ou à parede uterina.
Placenta acreta:
Denominação da placenta que penetra mais profundamente na decídua,atingindo o miométrio (músculo uterino) apenas superficialmente. A placenta "acreta" éaquela que atinge a camada basal da decídua. Quando alguma área da placenta está acreta, elanão descolará naturalmente, pois estará aderida anormalmente à decídua.
Placenta increta:
Quando a placenta penetra mais profundamente no útero e atinge a camadamuscular (miométrio) mais profundamente, é chamada de "increta".
Placenta percreta:
Quando a placenta ultrapassa o miométrio e atinge a serosa (peritôniovisceral).Poderá haver persistência de restos ovulares depois do parto em casos de acretismo placentário. Nestes casos, estará indicada a curagem uterina, a curetagem ou mesmo a retiradado útero (histerectomia).
DESCOLAMENTO PREMATURO DE PLACENTA - DPP
É o desprendimento precoce de parte ou de toda a placenta que se encontra em posiçãonormal na cavidade uterina. A separação ocorre na área da decídua basal após 20 semanas degestação e antes do parto.ETIOLOGIAAproximadamente 1/3 dos bebês nascidos de mulheres com DPP morrem. Mais de 50%dessas mortes resultam do nascimento prematuro ou hipóxia.A causa do DPP é desconhecida. Porém, as mulheres com hipertensão arterial, doençascardíacas, diabetes, toxemia gravídica ou doença reumatóide, que sofrem traumas e que fazemuso de cocaína tem uma maior probabilidade de ter um DPP.MANIFESTAÇÕES CLÍNICASA separação pode ser parcial ou total. O sangramento pode ser externo ( pela vagina ) ou ficar retido ( hemorragia retroplacentária ) ou ocorrer as duas situações simultaneamente.Os sintomas dependem do grau de descolamento da placenta e da quantidade de perdasanguínea. Em geral temos:- Sangramento vaginal ( 70% a 80% ), algia abdominal contínua e à palpação.- Sensibilidade uterina e contração.

Activity (29)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Janaina Souza liked this
Grande F GF liked this
gleivinha liked this
marianapinheiro liked this
Lorena Sabbadini liked this
Lucas Cruz liked this
Michele Vitória liked this
Brunaraujo2002 liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->