Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword or section
Like this
491Activity
×
P. 1
Apostila Ensino Fundamental CEESVO - Português 02

Apostila Ensino Fundamental CEESVO - Português 02

Ratings:

4.83

(48)
|Views: 159,210|Likes:
Published by Ensino Fundamental

More info:

Published by: Ensino Fundamental on Jul 27, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

08/13/2013

pdf

text

original

 
1
Apresentação
AlunoLer ou contar uma história é sempre ummomento gostoso.Ao fazer uma narrativa, você pode estardentro dela ou não. Quer dizer, você podecontar uma história em que tenha participadodo acontecido ou, simplesmente, contar o queaconteceu com outras pessoas.Nesta unidade, você conhecerá maisalguns elementos da narrativa, escreverá umtexto narrativo e estudará a acentuação daspalavras paroxítonas.
 
2
Legenda
Exercício
[faça no seu caderno]
 Produção de texto
[escreva no seucaderno]
Conceito
[conceito importante que vocêdeve gravar]
Aprenda mais
[faça no seu caderno]
 Ler é viver
[leia e depois responda no seucaderno]
 
3
VIDA FÁCIL
 
A simpática senhora esperava pacientemente na fila do orelhão a sua vez detelefonar. Bem vestida, a simpática senhora aparentava ser uma respeitada dona-de-casa, boa mãe, exemplar esposa.Ao chegar a vez, um rapaz pobremente vestido, com feições aflitas, interrompeu-a:
  
Perdão, minha senhora. Será que eu posso usar o telefone? É urgente! Porfavor!A simpática senhora, notando que o rapaz estava mesmo com algum problemasério – pois, apesar de sua aparência humilde, possuía um certo ar de honestidade –cedeu-lhe a vez. Cedida, ele depositou a ficha no aparelho e, sempre apresentando sinaisvisíveis de nervosismo, completou a ligação:
  
Alô! Seu Juarez? É o Reinaldo. O senhor mandou eu ligar às onze, lembra? Acamisa e a gravata eu tenho. Só faltam a calça e o paletó. O senhor arrumou? Não!Puxa vida, o senhor prometeu. Tem que ser de terno, senão eles não aceitam. . . Droga,desligou!O rapaz, decepcionado, foi sentar-se numa mureta ao lado do orelhão. Asimpática senhora, que ouviu toda a conversa, reparou que ele chorava por não terconseguido o seu terno. A simpática senhora, sensibilizada com o ocorrido, foi ao seuencontro:
  
Desculpe, mas eu não pude deixar de ouvir a sua conversa. Você precisamuito desse terno?O rapaz explicou toda a situação. Explicou que estava desempregado há algumtempo e que não possuía dinheiro para a aquisição de um terno que usaria para seapresentar à vaga de uma determinada empresa. Comovida com a história do rapaz, asimpática senhora resolveu presenteá-lo com um terno novinho. O rapaz agradeceu comas lágrimas escorrendo pelo rosto.No outro dia, no mesmo orelhão, um simpático senhor pegou o fone para fazer aligação. O rapaz interrompeu-o:
  
Perdão, meu senhor. Será que eu posso usar o telefone? É urgente! Por favor!O simpático senhor cedeu-lhe a vez:
  
Alô! Seu Juarez? É o Reinaldo. O senhor mandou eu ligar às onze, lembra? Acamisa, a gravata, a calça e o paletó eu tenho. Só falta o sapato. O senhor arrumou?Não! Puxa vida . . .
Azevedo, Alexandre.
O vendedor de queijos eoutras crônicas.
Atual, SP, 1996.
 

Activity (491)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred thousand reads
Rodrigo Anjos liked this
Tina Leite liked this
Marciaalonso liked this
Marciano15 liked this
Naudia Pelisser liked this
BbrunaPaula liked this
Whandilma Welma liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->