Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
59Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Estigma - Notas sobre a manipulação da identidade deteriorada

Estigma - Notas sobre a manipulação da identidade deteriorada

Ratings: (0)|Views: 9,081|Likes:
Análise crítica do livro do sociologista canadense Erving Goffman.
Análise crítica do livro do sociologista canadense Erving Goffman.

More info:

Published by: Luciana Naomi Hikawa on Nov 08, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOC, TXT or read online from Scribd
See More
See less

07/08/2013

pdf

text

original

 
Estigma -Notas sobre a Manipulação da Identidade DeterioradaAnálise crítica do livro de Erving GoffmanLuciana Naomi Hikawa19/09/2008
 
“Não podemos escolher nossas circunstâncias externas, mas sempre podemosescolher como reagiremos a elas.” 
(Epíteto, filósofo grego)
1. Introdução
À consciência que o indivíduo tem de si mesmo e do lugar que ocupano mundo chamamos Identidade. A identidade pessoal constrói-seatravés da vivência de experiências dentro de um grupo, quando oindivíduo identifica-se com uma ou outra característica dos demaiselementos desse grupo. É na relação com o Outro que cada umconstrói o seu Eu.Quando o Eu não consegue estabelecer parâmetros com o Outronasce o conceito de estigma, um sinal, visível ou não, que diferenciao Outro da normalidade a que o Eu aspira.O autor Erving Goffman reexamina os conceitos de estigma eidentidade social, o alinhamento grupal e a identidade pessoal, o Eu eo Outro, partindo de uma visão interativa, isto é, a partir da reaçãode estigmatizados e aqueles que ele classifica de normais quando emconvivência face-a-face, seja no cotidiano ou em interações fortuitas.Quando interagimos com outros procuramos constantemente pordicas ou pistas sobre o tipo de comportamento apropriado aocontexto e sobre como interpretar o que os outros pretendem.Também Goffman explora os detalhes da identidade individual esocial e das relações em grupo a um nível micro-sociológicoobservando a interação social nas ações de todos os dias econcentra-se na forma como cada um desempenha o seu papel egerencia a impreso que provoca nos outros nos diferentescontextos.Erving Goffman (1922-1982) foi um sociólogo canadense,mais tardeestabelecido nos Estados Unidos, onde chegou à presincia daSociedade Americana de Sociologia, que estudou como o indivíduoconcebe a sua imagem. Entre seus objetos de estudo tambémconcentram-se as instituições em que o indiduo era isolado dasociedade, como manicômios e prisões, onde sua atividade eranormalizada.Nesta obra Goffman analisa os sentimentos da pessoa estigmatizadasobre si própria e na sua relação com os outros ditos “normais”. Eleexplora a variedade de estratégias que os estigmatizados empregam2
 
para lidar com a rejeão alheia e a complexidade de tipos deinformação sobre si próprios que projetam nos outros.
“Vós pré-julgais o que ignorais.” 
(Tertuliano in
 Apologia
)
2. Notas sobre a Manipulação da Identidade Deteriorada
O autor inicia seu livro definindo o conceito de estigma, um termoutilizado pela primeira vez pelos antigos gregos que sinalizavam comcortes ou fogo no corpo que tal pessoa tratava-se de um escravo,criminoso ou traidor. Com o passar do tempo, estigma passou adesignar uma nova categoria de pessoas cuja identidade social nãoatende às exigências de percepção das pessoas normais.Embora o termo tenha um caráter depreciativo, Goffman consideraque “um atributo que estigmatiza algm pode confirmar anormalidade de outrem portanto ele o é, em si mesmo, nemhonroso nem desonroso” (pág. 13), isto é, a percepção que oindivíduo normal tem de outra pessoa depende da sua bagagem devalores morais: o que ele considera normal em um indiduosemelhante a ele assume conotação diferente se for executado poroutro indiduo estigmatizado. Ou, nas palavras do autor, “umestigma é, então, na realidade, um tipo especial de relação entreatributo e estereótipo” (pág. 13).Os estigmas dividem-se entre os do tipo
desacreditado
e
desacreditável 
. O estigmatizado desacreditado é aquele cujo estigmaé evidente ou conhecido pelos presentes, enquanto o desacreditávelpode passar despercebido.Entre os estigmas desacreditados Goffman elabora três tipos: asdeformidades sicas, as culpas de cater individual (distúrbiomental, prio, alcoolismo, homossexualismo, desemprego,tentativas de suicídio e comportamento político radical) e os estigmastribais de raça, nação e religião. É interessante notar que o autorinclui-se entre os indivíduos normais embora descenda de judeus, oque o incluiria nos estigmatizados desacreditados tribais: “Nós e osque não se afastam negativamente das expectativas particulares emquestão serão por mim chamados de normais” (pág. 14). Tal fatopode nos dar uma pista a respeito da opinião pessoal do autor sobrea forma como o indivíduo estigmatizado deseja ser considerado.Quando normais e estigmatizados não interagem entre si, a reaçãoda comunidade normal é discriminar o estigmatizado com base nateoria de que se trata de um ser inferior, o completamente3

Activity (59)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Gilberta França liked this
Maze Silva liked this
Vera Beja liked this
Edson Tomazi liked this
Daniel SF. liked this
Luciana Ferreira liked this
Arlan Barbosa liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->