Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
17Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Civil V - Contratos II - Doação, emprestimo, comodato, mútuo, empreitada, depósito, fiança PUCRs

Civil V - Contratos II - Doação, emprestimo, comodato, mútuo, empreitada, depósito, fiança PUCRs

Ratings: (0)|Views: 7,284|Likes:
Published by spriteco
Civil V - Contratos II - Doação, emprestimo, comodato, mútuo, empreitada, depósito, fiança
Civil V - Contratos II - Doação, emprestimo, comodato, mútuo, empreitada, depósito, fiança

More info:

categoriesTopics, Art & Design
Published by: spriteco on Nov 12, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOC, TXT or read online from Scribd
See More
See less

04/21/2013

pdf

text

original

 
Direito Civil V – Contratos II – P1
I.Doação
1. Histórico: Napoleão – Direito Francês.2. Conceito: Art. 538
 Art. 538. Considera-se doação o contrato em que uma pessoa, por liberalidade, transfere do seu  patrimônio bens ou vantagens para o de outra.
3. Elementos:a. animus donandi: intenção de beneficiar b. alienação efetiva de bens: do doador ao donatário4. Aceitação do Donatárioa. expressa: manifesta, demonstra.b. tácita: postura de aceitação.c. presumida: Art. 539
 Art. 539. O doador pode fixar prazo ao donatário, para declarar se aceita ou não a liberalidade. Desdeque o donatário, ciente do prazo, não faça, dentro dele, a declaração, entender-se-á que aceitou, se adoação não for sujeita a encargo.
d. dispensada Art. 542 e 543
 Art. 542. A doação feita ao nascituro valerá, sendo aceita pelo seu representante legal. Art. 543. Se o donatário for absolutamente incapaz, dispensa-se a aceitação, desde que se trate dedoação pura.
Ex.: doação a nascituro, à incapaz.5. Natureza Jurídicaa. unilateralb. gratuito ou benéfico Art. 114
 Art. 114. Os negócios jurídicos benéficos e a renúncia interpretam-se estritamente.
c. formal, solene: acima de 30 salários mínimos. Art. 541
 Art. 541. A doação far-se-á por escritura pública ou instrumento particular.Parágrafo único. A doação verbal será válida, se, versando sobre bens móveis e de pequeno valor, selhe seguir incontinenti a tradição.
d. consensual: acordo de vontades. Será real quando for doação manual, nesse casoexige entrega imediata.6. Modalidades:a. Doação pura ou simples: é a doação propriamente dita.b. Doação modal ou com encargo: o doador estabelece uma contraprestação aodonatário.c. Doação condicional: O doador submete a doação a um evento futuro e/ou incerto(condição). Art. 546 e 547
 
 Art. 546. A doação feita em contemplação de casamento futuro com certa e determinada pessoa, quer  pelos nubentes entre si, quer por terceiro a um deles, a ambos, ou aos filhos que, de futuro, houveremum do outro, não pode ser impugnada por falta de aceitação, e só ficará sem efeito se o casamentonão se realizar. Art. 547. O doador pode estipular que os bens doados voltem ao seu patrimônio, se sobreviver aodonatário.
d. Doação remuneratória: O doador busca retribuir, ao donatário, um favor ou serviço.Art. 540
 Art. 540. A doação feita em contemplação do merecimento do donatário não perde o caráter deliberalidade, como não o perde a doação remuneratória, ou a gravada, no excedente ao valor dosserviços remunerados ou ao encargo imposto.
e. Doação em contemplação ou merecimento: O doador demonstra apreço pelodonatário. Ex.: prêmio nobel. Art. 5407. Promessa de doaçãoA jurisprudência diverge quanto a sua eficácia, a maioria não aceita.a.contrato preliminar: Não caberia cobrar senão há mais i animus donandi.b.Separação judicial (STJ): É aceita a hitese do ex-casal prometer fazedoação de imóvel ao filho.8. Adiantamento da legítima: é o adiantamento da herança. Art. 544
 Art. 544. A doação de ascendentes a descendentes, ou de um cônjuge a outro, importa adiantamentodo que lhes cabe por herança.
Art.2005 / 2006:
 
doações da parte disponível da herança.
Art. 2.005. São dispensadas da colação as doações que o doador determinar saiam da partedisponível, contanto que não a excedam, computado o seu valor ao tempo da doação.Parágrafo único. Presume-se imputada na parte disponível a liberalidade feita a descendente que, aotempo do ato, não seria chamado à sucessão na qualidade de herdeiro necessário.Art. 2.006. A dispensa da colação pode ser outorgada pelo doador em testamento, ou no próprio títulode liberalidade.
9. Subvenção periódica: O doador se compromete a doar periodicamente “umarenda” ao donatário, até sua morte.10. Despesas da doação: O imposto da doação é maior do que o da compra e venda.Art. 155, I da CF e Lei 8.821/9011. Restrições à liberdade de doar: proteção às partes.
II. Restrições à liberdade de doar 
1.Doação Universal: é nula se não houver reservas ao sustento.a.conceito: doação da totalidade dos bens. Art.548
 Art. 548. É nula a doação de todos os bens sem reserva de parte, ou renda suficiente para asubsistência do doador.
b.exceção: reserva de usufruto vitalício pode.
 
2.Doão Inoficiosa: é inoficiosa a doação que prejudicar os herdeirosnecessários.a.conceito: O doador só pode dispor de 50% do patrimônio. Art. 549 c/c Art.1789 e 1846.
 Art. 549. Nula é também a doação quanto à parte que exceder à de que o doador, no momento daliberalidade, poderia dispor em testamento.
b.efeito: será nulo somente o que exceder a parte disponível.
c.
Inoficiosidade: se o donatário for herdeiro, soma-se os 50% à parte que lhecabia, o que ultrapassar, será inoficiosa. Art. 2007, §3°
 Art. 2.007. São sujeitas à redução as doações em que se apurar excesso quanto ao que o doador  poderia dispor, no momento da liberalidade.§ 3
o
Sujeita-se a redução, nos termos do parágrafo antecedente, a parte da doação feita a herdeirosnecessários que exceder a legítima e mais a quota disponível.
d. momento da apuração: o momento em que se verifica o cálculo da inoficiosidade éo da liberalidade. O que o doador terá no momento do inventário não importa.3.Doação do cônjuge adultero, ao cúmplice.a.Conceito: doação ao amante (regra pouco aplicável a união estável) Art. 550
 Art. 550. A doação do cônjuge adúltero ao seu cúmplice pode ser anulada pelo outro cônjuge, ou por seus herdeiros necessários, até dois anos depois de dissolvida a sociedade conjugal.
b.efeito: anulabilidade, o cônjuge que for enganado poderá anular a doação,visto ser de interesse patrimonial da família.c.Prazo: dois anos (decadência perde o direito), da data da dissolãoconjugal.d.STJ: companheira = vive após a separação. Concubina = amante.4.Doação em prejuízo dos credores.a.conceito: fraude contra credores, ocorre quando o doador já é insolvente nomomento da doação. Art. 158
 Art. 158. Os negócios de transmissão gratuita de bens ou remissão de dívida, se os praticar o devedor  já insolvente, ou por eles reduzido à insolvência, ainda quando o ignore, poderão ser anulados peloscredores quirografários, como lesivos dos seus direitos.
b. efeito: os credores poderão requerer a anulabilidade da doação.c. requisitos: “Ação Pauliana”.- Objetivo = eventus damni: constatar a insolvência na época da doação.- Subjetivo = consiliun fraudis: a fraude é presumida, só precisa provar que o contratode doação foi oneroso.
III. Extinção da Doação
1.Introdução: a extinção normal se dá pelo adimplemento.

Activity (17)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Thays Sanford liked this
Júlio Matos liked this
Rafael Santos liked this
Mayara de Paula liked this
Bia Arantes liked this
Danielle Bispo liked this
Paulo Silva liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->