Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
6Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Evolução e Criação: A criação do Homem

Evolução e Criação: A criação do Homem

Ratings: (0)|Views: 1,329 |Likes:
Published by IPI de Cosmópolis
Aula de Escola Dominical sobre Evolução e Criação, discutindo sobre a criação do homem.
Aula de Escola Dominical sobre Evolução e Criação, discutindo sobre a criação do homem.

More info:

Published by: IPI de Cosmópolis on Nov 13, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/22/2012

pdf

text

original

 
2
 – 
Criacionismo e Evolucionismo
2.5 A questão central da polêmica: a criação do Homem _______________
2.5.1
 – 
Duas formas de manifestação da VerdadeAté aqui já construímos uma visão sobre a criação e evolução, mas ainda nãoentramos no ponto realmente mais polêmico: a criação do Homem. Além disso, tendoapresentado na introdução deste estudo que havia 4 formas de manifestação da Verdade,até aqui só trabalhamos usando a Bíblia e a natureza. Duas formas de manifestaçãoforam deixadas um pouco de lado. Isto foi, porém, deliberado. Agora será justamentesobre estas duas formas de manifestação que desenvolveremos a discussão sobre oúltimo ponto desta polêmica questão.Deus se manifesta diretamente ao homem e se manifesta através do própriohomem para com seu semelhante. Estas duas formas de manifestação (assim como asoutras duas) atingem seu auge na vinda de Cristo
 – 
Deus feito em homem e habitandoentre nós. Portanto, será neste relacionamento Deus-homem e na vinda de Cristo, sim,na vinda de Cristo, que buscaremos a base para considerar como o homem foi criado.2.5.2
 – 
Evidências da natureza sobre a criação do homemAntes de prosseguir a este ponto central, porém, é interessante levarmos emconta as evidências que a natureza nos traz. Eis algumas:
 
A existência de fósseis de hominídeos:
a Paleontologia e a Arqueologia hátempos têm descobertos fósseis do que seriam precursores do homem na escalaevolutiva. Fósseis como os
 
dos
 Australopithecus,
e dos
 Homo Neanderthalensis
 são evidências importantes de que até que a espécie
 Homo sapiens
fosse criadaexistiram animais com características próximas às do homem. Estes animais,assim como os dinossauros, não chegaram até nossos dias, embora hajaevidências para crer que alguns hominídeos conviveram com o
 Homo sapiens
. Aciência estima que o homem tenha surgido a cerca de 250.000 anos atrás. Algunscálculos da genética estimam que toda a humanidade seja descendente de umalinhagem que tenha vivido a cerca de 140.000 anos atrás na África, a EvaMitocondrial (nome dado por estes cálculos serem realizados com uma organelacelular chamada mitocôndria e somente em mulheres, de onde o nome Eva). Apopulação humana atual é geneticamente homogênea (mais do que a populaçãode outros primatas inclusive pelos melhores dados científicos), de forma que hádificuldades para a ciência explicar como por mecanismos evolutivos oshominídeos tenham resultado no homem e todas as outras espécies dehominídeos tenham sido extintas. Uma teoria cientifica neste sentido é a dacatástrofe de Toba, pela qual uma gigante erupção vulcânica na Indonésia teriareduzido a população humana para menos de 10.000 na Terra, há 70.000 anosaproximadamente. A existência destes hominídeos, porém, não é razãosuficiente para total aceitação da evolução como forma de criação do
 Homosapiens
. Falta um elo perdido entre os primatas e o
 Homo sapiens
. Caso ohomem tenha se desenvolvido de um descendente comum com os primatas é
necessário que se encontre um “elo perdido” entre os primatas e o homem. No
entanto e
ste “elo perdido” não foi encontrado, e com os dados atuais nada é
conclusivo em dizer que os Australophitecus, ou os fósseis chamados de
 Homo
 
erectus
sejam este elo. Segundo a teoria evolucionista seria esperado que osregistros fósseis apresentassem um padrão suave de transição entre primatas e ohomem. No entanto temos pelo menos dois pontos bruscos de alteração noregistro fóssil. O primeiro, em uma data calculada como 125.000 a 100.000 anosatrás, onde os primeiros fósseis praticamente indistinguíveis do homem modernocomeçaram a aparecer. O segundo, há cerca de 40.000 anos atrás, quando asprimeiras evidências de uma cultura mais avançada (instrumentos de caça comobumerangues, formas de arte primitivas,etc) e uma maior densidadepopulacional aparece. Temos dois casos que parecem apontar no sentido deintervenções especiais de Deus na criação. Naturalistas geralmente dizem que
afirmações destes tipos são um caso de “Deus das lacunas”, por colocar Deus em
ação onde não temos conhecimento suficiente. Porém desconsiderar que esta
seja uma opção para considerar apenas meios naturais não seria um “naturalismodas lacunas”?. O fato é que paleoantropólogos de tempos em tempos surgem
com um novo fóssil que seria o elo perdido, mas que logo caem em descréditosendo considerados como ou homens ou espécies de primatas, quando nãoocorre de ser o fóssil uma grande calúnia, caso por exemplo do suposto
“Homem de Java” de Eugène Dubois (anatomista holandês, 1858
-1940). Aseqüência mais prestigiada para a evolução humana atualmente,
 Australopithecus afarensis
para
 Homo habilis
para
 Homo erectus
para
 Homosapiens
não é de forma alguma um consenso e há grandes lacunas nos registrosfósseis entre estas espécies. Além disso, nenhum destes outros candidatos aantecessores humanos pode ser ligados ao uso de ferramentas e a cultura deforma comprovada. De qualquer maneira, já expressamos anteriormente nossaconvicção de que Deus pode ter usados os meios que quis para criar cada espécieanimal, e que nem a ciência nem a Bíblia trazem conhecimentos que sejamoscapazes de compreender totalmente, para esclarecer este ponto atualmente.
 
A semelhança entre o
 Homo sapiens
e os outros animais:
Um dos pontos maiscitados em defesa dos ancestrais comuns entre homem e primatas é asimilaridade genética (98% do DNA é idêntico entre homem e chimpanzé). O
 Homo sapiens
é visto como sendo diferente dos outros hominídeos por umasérie de fatores anatômicos, marcadamente um cérebro maior e maisdesenvolvido e esqueleto mais leve e postura mais ereta. Porém a semelhança émarcante em muitos aspectos, mostrando que o
 Homo sapiens
é fruto do mesmoprocesso de criação que os outros animais. Esta questão não nos parece, porém,
embaraçosa. Mesmo algumas características aparentemente “morais” tem sido
observadas pelos cientistas no comportamento dos primatas. A principaldiferença entre os homens e os animais não é biológica, nem mesmocomportamental.
 
A existência do homem em regiões remotas da Terra:
os índios mais isoladosda Terra, ainda são iguais a nós em termos genéticos. Há evidências para apresença de povos na América do Sul em datas muito anteriores a 10.000 anos.
 
A presença do
 Homo sapiens
em datas remotas:
Os registros fósseis queencontramos mostram a presença de
 Homo sapiens
em épocas mais antigas queas genealogias de Gênesis colocam Adão. Assim temos evidências de artes pré-históricas em Cavernas como em Altamira, que são datadas em cerca de 14.000anos, havendo ainda registros mais antigos. Temos ainda evidências de uso deferramentas em épocas tão tardias quanto 100.000 anos atrás. Além disso, osregistros fósseis encontrados há mais de 50.000 anos são semelhantes aos do
 
homem moderno. Existem evidências de cultura e linguagem em períodos maisantigos do que 10.000 anos.Até este ponto somente tratamos mais a fundo de questões que anteriormente játinhamos levantado. Faremos o mesmo com as evidências bíblicas.2.5.2
 – 
Evidências da Bíblia sobre a criação do homemA Palavra de Deus tem muito a dizer sobre a criação do homem, uma vez quedescreve como Adão e Eva foram criados. Esta parte do relato foi omitida de nossoestudo verso a verso, no tópico anterior. Continuaremos o estudo aqui.
Versículo 26
 – 
 
Então disse Deus: “Façamos o homem à nossa imagem, conforme a
nossa semelhança. Domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobreos grandes animais, sobre toda a terra, e sobre todos animais que rastejam sobre a
terra”.
 Façamos
 – 
 
Esta palavra está no plural no original. A idéia do plural pode serapenas um plural de majestade, divindade, como no plural em
 Elohim
, que aparece nestecapítulo (ver 1.1). Porém, aqui podemos ter uma referência a Trindade: Deus Pai, Filhoe Espírito, à imagem de quem o homem é feito. Muitos durante a história entenderamesta palavra neste sentido. Alguns teólogos não-trinitários argumentam que o plural éapenas majestático, ou Deus estaria falando com anjos, e foi neste sentido que aSeptuaginta (versão grega do Antigo Testamento) entendeu Sl 8.6. Em relação a estaúltima opinião, esta é deficiente no sentido que anjos em nenhum momento sãomostrados tomando parte na criação. Não é possível ser dogmático em relação a ser umplural que aluda à Trindade ou apenas majestático, mas a Trindade é mostrada emoutras partes das Escrituras e essa doutrina não depende apenas deste versículo.Embora em relação aos outros seres vivos seja dito que a terra ou a água os
 produza, em relação ao homem é dito “façamos”. Isto implica na ação especial de Deus
na criação do homem, diferenciando este de todos os outros seres vivos e de toda acriação.
o homem
 – 
 
Hebraico: (
 Adam
), de onde o nome Adão. A palavra(
 Adam
) é semelhante a (
adamah
)
 
que significa terra. Esta é uma alusão àcriação do homem do pó da terra, conforme o capítulo 2 mostra. O homem é a últimacriação de Deus na Terra e a mais importante, como podemos ver pelo fato do próprioFilho de Deus se fazer homem, para a salvação dos eleitos. Ser a última criação é tantouma honra quanto uma graça para o homem. Tendo sido formado por último, o homemvem a um mundo já ordenado e completo para recebê-lo.
à nossa imagem
 – 
 
Não podemos entender completamente o que implica ohomem ter sido feito à imagem de Deus, uma vez que não somos capazes decompreender totalmente qual é a imagem de Deus. Porém, é nesta imagem quebuscaremos as respostas mais importantes para a criação do homem.
conforme a nossa semelhança
 – 
 
Basicamente uma afirmação semelhante aanterior, que apenas a reforça. Quando é dito que o homem é feito à semelhança deDeus, isto não significa que devamos levar esta semelhança até o ponto de afirmar queDeus possua um corpo físico como o do homem. Esta é uma heresia, que de forma

Activity (6)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Mariana Lyra liked this
Priscila Pinho liked this
marcos1606spa liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->