Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
6Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Projeto “One Laptop per Child” (ou Laptop de U$100)

Projeto “One Laptop per Child” (ou Laptop de U$100)

Ratings: (0)|Views: 116|Likes:
O objetivo do projeto é promover uma ampla introdução massiva de novos meios educacionais na escola pública através da tecnologia da informação, em especial através da distribuição de um “laptop” a cada aluno, da formação de uma rede “wireless-viral” de conectividade, e da introdução de aplicativos educacionais de utilização pessoal e grupal.

> o projeto tem sido entendido por muitos como “revolucionário”, na medida em que introduz novos conceitos (principalmente educacionais) e novos meios (principalmente o Laptop de U$100, a arquitetura da conectividade, e os aplicativos educacionais), em larga escala

> o cronograma proposto pelo Media Lab implica em que o governo brasileiro tome esta decisão em dezembro deste ano, após ser disponibilizado o protótipo ora em desenvolvimento, o que ocorrerá em 16/18 de novembro de 2005.

> os recursos necessários são estimados para 1 milhão de máquinas/alunos é de U$ 100 milhões (máquina), mais recursos de implantação/operação, ainda não estimados, mas que não deverão ser inferiores a U$ 30 milhões (registre-se que, neste momento ainda não há estimativa segura, e o valor, tudo considerado, poderá ser substancialmente superior).

> a proposição do Media Lab considera a fabricação de outro milhão de máquinas, para exportação.


> um projeto de tal envergadura necessariamente trará outros impactos “no mercado”, seja em outros públicos, seja no meio empresarial, os quais seria conveniente analisar desde logo, tanto do lado da oferta (tecnologias brasileiras) quanto do lado da demanda (esses novos públicos).

> Registros:
"Se formos bem sucedidos, teremos criado uma sociedade vibrante que será movida por uma população que aprende através da expressão." Walter Brendan/MIT Media Lab.
O objetivo do projeto é promover uma ampla introdução massiva de novos meios educacionais na escola pública através da tecnologia da informação, em especial através da distribuição de um “laptop” a cada aluno, da formação de uma rede “wireless-viral” de conectividade, e da introdução de aplicativos educacionais de utilização pessoal e grupal.

> o projeto tem sido entendido por muitos como “revolucionário”, na medida em que introduz novos conceitos (principalmente educacionais) e novos meios (principalmente o Laptop de U$100, a arquitetura da conectividade, e os aplicativos educacionais), em larga escala

> o cronograma proposto pelo Media Lab implica em que o governo brasileiro tome esta decisão em dezembro deste ano, após ser disponibilizado o protótipo ora em desenvolvimento, o que ocorrerá em 16/18 de novembro de 2005.

> os recursos necessários são estimados para 1 milhão de máquinas/alunos é de U$ 100 milhões (máquina), mais recursos de implantação/operação, ainda não estimados, mas que não deverão ser inferiores a U$ 30 milhões (registre-se que, neste momento ainda não há estimativa segura, e o valor, tudo considerado, poderá ser substancialmente superior).

> a proposição do Media Lab considera a fabricação de outro milhão de máquinas, para exportação.


> um projeto de tal envergadura necessariamente trará outros impactos “no mercado”, seja em outros públicos, seja no meio empresarial, os quais seria conveniente analisar desde logo, tanto do lado da oferta (tecnologias brasileiras) quanto do lado da demanda (esses novos públicos).

> Registros:
"Se formos bem sucedidos, teremos criado uma sociedade vibrante que será movida por uma população que aprende através da expressão." Walter Brendan/MIT Media Lab.

More info:

Published by: Rodrigo Lara Mesquita on Nov 21, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/12/2014

pdf

text

original

 
MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIORMINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕESRELATÓRIO N
0
1Projeto “One Laptop per Child” (ou Laptop de U$100)Brasília, DF, 2 de agosto de 2005
Elaborado por:1.Jean-Claude Frajmund – MC2.Rorio Vianna – MDIC3.Rodrigo Lamego de Teixeira Soares – MEC4.Gilberto Lima – ABDI5.Rodrigo Mesquita - Radim System
6.
Marcelo
Knörich
Zuffo – USP/LSI7.Roseli de Deus Lopes – LSI-EPUSP8.Victor P. Mammana – MCT/Cenpra9.Laercio Aneceto Silva - Certi10.Gutemberg Vieira - SerproSUMÁRIOA) Sumário Executivo, e proposta de Plano de TrabalhoB) Principais questões a serem levadas ao Media Lab, e respondidas pela equipe técnicaC) A oferta do MIT/Media Lab, e sua avaliação preliminar D) Conclusões da missão técnica de 20-22 de julho ao Media Lab: anexos individuaisE) Atividades realizadas no BrasilF) Lista de participantes
 
A) Sumário Executivo, e proposta de Plano de Trabalho
Dos objetivos do projeto
O objetivo do projeto é promover uma ampla introdução massiva de novos meioseducacionais na escola pública através da tecnologia da informação, em especial através dadistribuição de um “laptop” a cada aluno, da formação de uma rede “wireless-viral” deconectividade, e da introdução de aplicativos educacionais de utilização pessoal e grupal.> o projeto tem sido entendido por muitos como “revolucionário”, na medida em que introduznovos conceitos (principalmente educacionais) e novos meios (principalmente o Laptop deU$100, a arquitetura da conectividade, e os aplicativos educacionais), em larga escala: estalarga escala é parte integrante do conceito básico do projeto, ou seja, seus objetivos nãoseriam alcançados sem esta escala mínima (1 milhão de máquinas/alunos, sob um universototal de 35 milhões),
e não contaria com o interesse do Media Lab sem esta proposição
.> o cronograma proposto pelo Media Lab implica em que
o governo brasileiro tome estadecisão em dezembro deste ano
, após ser disponibilizado o protótipo ora emdesenvolvimento, o que ocorrerá em 16/18 de novembro. Implica a decisão na alocação derecursos e na metodologia de operação do projeto (business plan, com a possível formação deuma nova organização para executa-lo).> os recursos necessários são estimados para 1 milhão de máquinas/alunos é de U$ 100milhões (máquina), mais recursos de implantação/operação, ainda não estimados, mas quenão deverão ser inferiores a U$ 30 milhões (registre-se que, neste momento ainda não háestimativa segura, e o valor, tudo considerado, poderá ser substancialmente superior). Ponto aconsiderar é que o projeto visa também “informatizar” todas as crianças até 2010. Outro ponto refere-se a ampliação do projeto para as escolas privadas, de todo recomendável, aindaque sob outro formato de financiamento.> a proposição do Media Lab considera a fabricação de outro milhão de máquinas, paraexportação. Ainda não está claro para quais países, e como se dará a implantação do projetonesses países. O Media Lab/MIT fará proposição a respeito.> um projeto de tal envergadura necessariamente trará outros impactos “no mercado”, seja emoutros públicos, seja no meio empresarial, os quais seria conveniente analisar desde logo,tanto do lado da oferta (tecnologias brasileiras) quanto do lado da demanda (esses novos públicos).> Registros:"Se formos bem sucedidos, teremos criado uma sociedade vibrante que será movida por uma população que aprende através da expressão." Walter Brendan/MIT Media Lab.” Quer sejam construídas com base em sistemas proprietários ou abertos, arquiteturas que permitem manipulação direta pelo usuário final são uma fonte extraordinária para criação (e portanto aprendizagem), ao abrir acesso, nos níveis adequados de expressão, a aquilo que osoutros criaram.”. David Cavallo, Media Lab.
 
“As comunicações estão prestes a se tornar características pessoais e embutidas no mundoque nos cerca. As novas tecnologias nos permitem construir dispositivos com e sem fio, quesão cada vez mais instalados e presentes, praticamente sem limites. Não precisam de um backbone ou infra-estrutura para funcionar. Em vez disso, utilizam vizinhos para improvisar tanto a distribuição de bits como a geo-localização. Isto redistribui o domínio dascomunicações, de um provedor integrado verticalmente, para o usuário final ou dispositivofinal, segregando a distribuição de bits e os serviços. As comunicações podem se tornar algoque você faz, em vez de algo que você compra.” Andrew Lippman, David P.Reed, MIT-Media Lab.1.
Observação sobre contorno/caracterização “política”
O projeto pode ser encarado (especialmente pela mídia) como “adesão” do GovernoBrasileiro a proposta/liderança do Media Lab, ou como iniciativa brasileira que contacom a expertise e o apoio do Media Lab.> ao nosso ver a segunda opção será necessária. Implica em ativa participação doBrasil na especificação e no desenvolvimento da tecnologia, que já foi acordada com oMedia Lab.Porém implicará em desdobramentos ainda por equacionar, relativos a participação doMedia Lab e em questões de propriedade intelectual.> há a idéia de que o projeto (caso aprovado pelo Governo Brasileiro)
seja anunciado –em conjunto - na Conferência Mundial sobre a Sociedade da Informação
, a se realizar em novembro na cidade de Tunis.
2.
Resumo dos pontos principais do projeto
:Inicialmente observamos que a proposição do Media Lab decorre de sua reconhecidacapacidade (internacional) de formulação, e de sua posição de proeminência nacomunidade científica. A participação do Media Lab, em conjunto com Grupo Brasileiro,é portanto extremamente auspiciosa, não obstante a conclusão preliminar indique nãohaver no projeto do “laptop” o desenvolvimento de tecnologias realmente novas. Isto nãoimplica em que o projeto seja simples, ou que o interesse brasileiro dele participar sejalimitado, mas pelo contrário, que o Brasil tem plenas condições dele se apropriar. Apresença do Media Lab traria este poder de formulação (de difícil obtenção no Brasilatualmente), alavancando esta idéia extremamente atraente para a obtenção de umarevolução no ensino brasileiro.2.1) Foram demonstradas provas de viabilidade, entretanto não há ainda um protótipo,que estará concluído até 16/18 de novembro.Ponto importante é que a máquina
não apresentará tecnologias realmente novas
:trata-se de esforço
notável 
para – em conjunto com parceiros do Media Lab (AMD,Google, RedHat, e outros) – alcançar-se um produto de características “especiais”, namedida em que um tal produto – simples, de baixo custo, mas capaz de executar aplicativos complexos - não é do interesse usual de fabricantes ou do mercado;

Activity (6)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
reismr liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->