Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
4Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
A Beira Do Apocalipse Capitulo 01

A Beira Do Apocalipse Capitulo 01

Ratings: (0)|Views: 990|Likes:
Published by Jarbas Aragao

More info:

Categories:Types, Reviews
Published by: Jarbas Aragao on Nov 22, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/27/2014

pdf

text

original

 
UmEm um futuro não muito distante
A 3.600 metros de altura, as campainhas de alarme começaram a dispararem toda a cabine do piloto do avião de caça EA-6B Prowler da Marinha.O capitão Louder, de início, pensou que tivesse colidido com um bandode aves, mas eles estavam muito alto para encontrar aves.— Capitão — gritou o ofcial que era o engenheiro mecânico chee,Tenente Emmit Wilson — os computadores de bordo estão em pane.— Aviônica?— Em pane, senhor.— Navegação?— Tudo ora do ar, senhor — disse seu ofcial de navegação tenente JimStewart, um especialista em eletrônica da Escola Naval de Comunicaçõesde Pensacola.— Soremos colisão?— Não que eu possa ver, senhor.O capitão Louder deu uma olhada rápida no motor a sua esquerda.Olhou também a sua direita. O outro motor parecia igualmente bem está- vel. Tudo parecia normal, mas os instrumentos diziam outra coisa: quedade pressão, tanque de combustível vazio, altímetro e indicadores de direçãocompletamente caóticos.— Preciso de respostas, homens.Embora a tripulação osse boa na realização de seu trabalho, eles eram jovens, e a pessoa a quem, em geral, buscavam para obter respostas era ocapitão Louder.
A
̀
beira do apocalipse 04.indd 9
A
              ̀
beira do apocalipse 04.indd 9
11/4/10 9:50 AM
11/4/10 9:50 AM
 
- 10 -
Tim LaHaye & Craig Parshall
— Isso é uma ordem!— Senhor — disse hesitante o tenente Wilson — tudo que posso imaginaré que colidimos com algum tipo de carga eletromagnética maciça, interna ouexterna, que queimou todos nossos instrumentos ou...— Ou...?— Ou os coreanos têm algum novo tipo de sistema sofsticado de intere-rência eletrônica.— Nós é que deveríamos estar causando a intererência eletrônica, não eles.A principal missão do Prowler era reconhecimento e supressão de radar,e suas sofsticadas armas de equipamento para intererência eletrônica eum único HARM — míssil antirradiação de alta velocidade — podiamsozinhos encontrar e destruir os radares de deesa do inimigo.— E uma mancha solar, senhor? — sugeriu o tenente Stewart.— É mais provável colidirmos com Papai Noel — murmurou o capitãoLouder enquanto lutava para manter o controle do manche e manter a aero-nave estável — mas ainda estamos em setembro.Ele não precisava de palpites agora, mas, sim, de soluções — e rápido.— Quartel Foxfre, aqui é Looking Glass, câmbio — gritou ele no rádio.— Quartel Foxfre, aqui é Looking Glass, você está me ouvindo, câmbio.— Estamos vinte minutos adiantados em nossa comunicação, senhor.Eles não vão responder — disse o tenente Stewart.— Ou o rádio também piou. Não tem nada uncionando nesse avião?O mais jovem dos três engenheiros mecânicos, tenente Derrick Milius,um rapaz de 21 anos de Lubbock, Texas, com a cara cheia de espinha, tirou,muito sem graça, um
iPod 
do bolso da camisa. Ele plugou o aparelho no sis-tema comunicação interna do avião. A melodia anhosa de Hank WilliamsJr. encheu a cabine.— Um pouco de inspiração, senhor.— Quartel Foxfre, aqui é Looking Glass, câmbio... Quartel Foxfre, aquié Looking Glass, você pode me ouvir, câmbio.
A
̀
beira do apocalipse 04.indd 10
A
              ̀
beira do apocalipse 04.indd 10
11/4/10 9:50 AM
11/4/10 9:50 AM
 
- 11 -
À beira do apocalipse
A voz do capitão Louder crepitou nos alto-alantes da Casamata deComunicação Tática da Base Aérea de Osan, a apenas 77 quilômetros aosul da zona desmilitarizada.— Respondemos, senhor?O comandante de voo Charles Stamper pôs outro chiclete de nicotina naboca. Na verdade, era de um cigarro que ele precisava, mas, recentemente, abase proibira o umo, e ele tinha de servir de exemplo.— Não, temos ordens estritas para manter o rádio em silêncio ao longode todo o paralelo.Uma versão metálica da música “Born to Boogie” [“Nascido paraGirar”], de Hank Williams Jr., chegava pelos alto-alantes seguida daspalavras: “Quartel Foxfre, aqui é Looking Glass, temos um problema aqui;peço permissão para interromper este voo e retornar à base, câmbio.Ninguém no
bunker 
de comunicação disse palavra, à espera de que ocomandante alasse; agora, o único som era sua mastigação obsessiva dochiclete de nicotina.O gorjeio de Hank Williams Jr. retornou e, depois: “Quartel Foxfre,aqui é Looking Glass, interrompendo a trajetória deste voo, pedindo lugaralternativo de pouso, copiou, câmbio.”— Respondemos agora, senhor?O comandante Stamper mordeu a língua acidentalmente. As ordensoram claras. Sem contato de rádio com aviões na zona desmilitariza-da. Mas ele conhecia o capitão Louder pessoalmente e era provável quedevesse algumas apostas de um ou dois jogos de pôquer a ele, e sabiaque ele não desobedeceria à ordem de silêncio no rádio se não tivessede azer isso. Ele também sabia que o capitão não gostaria de dar mui-tas inormações pelo rádio. Os dois sabiam que o exército da Coreia doNorte, conhecido como Exército Popular da Coreia ou EPC, sempre esta- va na escuta, tentando tirar vantagem de cada situação. Mas, calma aí. Ocapitão Louder estava ouvindo música na cabina. Música
country
. Seriaum código para algo? Ele quebrou a cabeça, mas não atinou com nada.— Dê duas batidinhas no microone para que saibam que ouvimos.
A
̀
beira do apocalipse 04.indd 11
A
              ̀
beira do apocalipse 04.indd 11
11/4/10 9:50 AM
11/4/10 9:50 AM

Activity (4)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->