Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
30Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Curso Basico História da Familia

Curso Basico História da Familia

Ratings:

4.8

(1)
|Views: 2,268|Likes:
Published by Vagnerlds

More info:

Published by: Vagnerlds on Aug 01, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/25/2013

pdf

text

original

 
DE VOCÊ PARA SEUS ANCESTRAIS
Curso Básico da História da Família
 
Espero que eliminemos a linha divisória artificial, quefreqüentemente colocamos entre a obra missionária e a obra desalvação e o trabalho do Templo, pois eles são o mesmo trabalhoredentor!”(Presidente Spencer W. Kimball Liahona, maio de 1977, p.2).Esse guia de lições divide-se em sete aulas, onde os alunospoderão receber um testemunho, sobre esse trabalho sagrado,aprenderão a buscar informações, preencher formulários, fazer umlivro de Recordações, organizando seus registros pessoais e comeles escrever a sua história, buscando seus antepassados indo omais longe que puder. Tendo como meta completar as quatro gerações, assegurando-se que cada um de seus ancestrais recebera a oportunidade deaceitar as Bênçãos do Templo.Serão oferecidas orientações para facilitar o trabalho de buscade informações sobre os seus ancestrais, através do CHF, ondeencontrarão membros preparados para orientá-los, ensinando-os ausar os microfilmes, que lá estão à disposição.Para que vocês venham a ter sucesso, deverão organizar o seutrabalho e serem muito persistentes. É um trabalho demorado edurará toda a sua vida, mas quando vocês começarem a enviar osnomes para o Templo demonstrando, que estão encarando esta obragrandiosa com fidelidade e espírito de oração, certamentedesfrutarão de um sentimento de paz e de felicidade e o Senhorcertamente irá ajudá-los, abrindo os seus caminhos, pois aí entãoserão reconhecidos com Salvadores em Monte Sião.Obs: a ordem de suas aulas pode variar de acordo com anecessidade de seus alunos; citações enquadradas devem serrecortadas para que os alunos possam lê-las na aula; fiquem avontade para colocarem novos conteúdos ou explorarem assuntosextras não cobertos pelo curso. Ao final entregue um certificado acada aluno, imprimindo-o em papel vergê, da cor que lhe agradar.Sucesso amigo(a) consultor(a)!!!
1ª Aula
 
Salvadores do monte sião
Para entendermos a doutrina de salvação dos mortos, devemoscompreender onde se acham nossos entes queridos que daqui seforam. O presidente Brigham Young ensinou que, quando as pessoasfalecem, “todos eles têm que passar pelo véu que separa este estadodo mundo dos esritos, onde teo de habitar, aguardando seudestino final”. Este mundo dos espíritos, conforme disse o presidente Young, acha-se muito perto de nós:“Ele não está localizado além do sol, mas sim nesta terra, que foiorganizada para as pessoas que nela viveram,que vivem e viverão... Onde é o mundoespiritual? É aqui mesmo. Os espíritos bons eos iníquos vão para o mesmo lugar? Sim.Ambos habitam o mesmo reino? Certamenteque sim. Eles vão para o sol? Não. Eles sedirigem para além das fronteiras da terra organizada? Não.”
(Discursos de Brigham Young, p.377)
O presidente Young continuou falando dobre este tema,esclarecendo a espécie de associação que existe no mundo espiritualentre os iníquos e os justos:“Sem dúvida achareis uma idéia singular que tanto ossantos como os pecadores vão para o mesmo lugar e juntos habitem o mesmo mundo. Encontrareis idênticadiversidade neste mundo. Podeis ver os santos dosúltimos dias que vieram morar nestes vales, eles seacham reunidos em comunidades, no entanto habitam omesmo mundo que outras comunidades... Quando elespassam ao mundo dos espíritos, lá encontram o Profetae o Patriarca; todos os homens justos lá se encontram, etodos os iníquos também.”
(Em Journal of Discourses, vol. 6, p.294.) 
“Assim, embora existam duas esferas no mesmo mundo espiritual,há atualmente uma espécie de
 
intermbio entre os justos e os iníquos que nelas habitam; equando os espíritos ímpios se arrependem, abandonam sua prisão-inferno e vão conviver com os justos no paraíso. Por essa razão Joseph Smith ensinou: Hades, sheol, paraíso, espíritos em prisão,todos esses termos significam a mesma coisa: o mundo dosespíritos. Os justos e os iníquos vão todos para o mesmo mundo dosespíritos, até o tempo da ressurreição.”
(Mórmon Doctrine, p. 762.)
A condição dos espíritos iníquos é descrita em Alma 40:13-14 eMosias 2:38. O profeta Joseph Smith declarou: “A grande angústia quese apodera dos espíritos dos mortos, lá no mundo espiritual, paraonde vão depois da morte, consiste em descobrir que não alcançarama glória desfrutada por outros, a qual eles próprios poderiam terconseguido, e, assim, tornam-se seus próprios acusadores.”Visão acerca do que aconteceu, quando o Salvador visitou omundo dos espíritos. D&C 138:18-20, 29-31.Os espíritos justos, que foram convertidos ao evangelho quandose achavam na prisão espiritual, ali são conservados até que a obravicária seja realizada em seu benefício. Esses leais conversos não sãocapazes de alcaar a plenitude do progresso, porque, emborapossam ter fé e tenham-se arrependido no mundo espiritual, taisordenanças com as do batismo e confirmação têm que ser realizadasna mortalidade, se não por eles mesmos, por meio de procuradores. Tais espíritos também aguardam um tempo de libertação.Falando a respeito dessa demora, o presidenteSpencer W. Kimball declarou: “Alguns de nós játivemos oportunidade de esperar alguém oualguma coisa por um minuto, uma hora, um dia,uma semana, ou mesmo um ano. Podem vocêsimaginar como se sentem nossos ancestrais, osquais esperam alguns por cadas e culos,para que a obra do templo seja feita?”
(A Liahona, Maio de 1977, p.4)
Salvadores no Monte Sião – percebe o que D&C e os profetas estãodizendo? Você realmente pode libertar pessoas do inferno, fazendo asordenaas virias em favor delas. o lhe cabe, obviamente,determinar se elas aceitarão o evangelho no mundo dos espíritos,mas, se já o fizeram, a salvação delas depende de nós que nosencontramos na mortalidade. Temos a chaves de sua redenção.O presidente Wilford Woodruff ensinou que temos as chaves daredenção de nossos mortos, e que a nossa negligência nessa obrafará com que colhamos tristezas na vida futura: “O pai e a mãe têm

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->