Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
7Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Levante e edifique

Levante e edifique

Ratings: (0)|Views: 3,294|Likes:
Published by estante

More info:

Published by: estante on Aug 04, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/06/2012

pdf

text

original

 
PREFÁCIO
As igrejas costumam passar da beira dos grandes reavivamentos às profundezas da letargia e dacamalidade. Quando os indivíduos ou as igrejas caem do alto de suas escadas espirituais, tem de subir degrau por degrau às alturas novamente.Israel chegara ao fundo. Sua idolatria e obstinação provocaram a ira de Deus.Em 722 A.C o rei da Assíria apoderou-se das dez tribos do norte e as dispersou. Em 605 A.C., Nabucodonosor entrou em Jerusalém, levando cativas as duas tribos do sul. O Templo foi destruído. Os judeus no tinham mais um lugar central de adoração, e foram lentamente absorvidos pelas sociedadesestranhas.Foi um período novo e depressivo para os descendentes de Jacó. Sofreram o fruto de sua inconstância.Levantou-se um punhado de líderes piedosos que reconduziram os israelitas ao caos e aos entulhos daPalestina para restabelecer o povo escolhido em sua própria terra e restaurar o culto a Jeová. Os Livrosde Esdras e Neemias registram as vidas e o ministério de três desses homens.Estes dois livros despertam o entusiasmo do leitor, refletindo os problemas humanos do medo, daansiedade, do egoísmo e da sensualidade, como também as causas e a cura desses pecados.Leia e estude na expectativa de perceber a glória de Deus reluzindo no meio dos entulhos de Jerusalém.
Capítulo 1CHAMADO À AÇÃOTexto Bíblico:
Esdras
1:
1-2: 70.
Versículo para Memorizar:
“Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não háautoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas”
(
Rm
.
13:
1).Deus está sempre no controle. Quando os israelitas estavam completando setenta anos de cativeiro, Deuslevou a profecia de Jeremias aos ouvidos de Ciro, Rei da Pérsia, que, por sua vez, fez uma proclamaçãoque mudaria o curso da história dos judeus. Deus usara os gentios para expulsar os judeus da terra;agora, Ele usaria um gentio para fazê-los voltar.Quando um
 
governador fala (Esdras 1: 1-4).Desde que os poderosos exércitos de Nabucodonosor marcharam sobre Jerusalém, em 605 A.C., Israelestivera vivendo sob o punho da Babilônia e, mais tarde, da Pérsia. O cativeiro da Babilônia foi muitomais severo do que o do Medo-Pérsia. A filosofia persa era de bondade para com os povos cativos, permitindo que adorasse a quem quisessem e que se ocupassem de muitas das suas próprias atividadessociais. Ciro tornou-se o instrumento de Deus, permitindo que retornassem à sua terra natal e quereconstruíssem o seu local de cultos novamente.As leis ditadas pelos governantes foram para o bem do povo de Deus, Em Romanos 13: 1-3, recebemosa ordem:“Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda deDeus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas. De modo que aquele que se opõe àautoridade, resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos condenação. Porqueos magistrados não são para temor quando se faz o bem, e, sim, quando se faz o mal”. Paulo prossegueadmoestando-nos a pagar tributos, impostos, a temer o governo e honrar aqueles que devem ser honrados.Em
1
Pedro 2: 13 e 14, o crente enfrenta ordem semelhante em relação ao seu governo: “Sujeitai-vos atoda instituição humana por causa do Senhor; quer seja ao rei, Como soberano; quer seja autoridadescomo enviadas por ele, tanto para castigo dos malfeitores, como para louvor dos que praticam o bem”.O crente não precisa obedecer ao governo quando este lhe pede que faça coisas contrárias à Palavra deDeus escrita. Em Atos 4, Pedro e João foram chamados para prestar contas por causa d que ensinavam e,finalmente, receberam ordens de não falar mais no nome de Jesus. Nos versículos 19 e 20, elesresponderam: “Julgai se é justo diante de Deus ouvir-vos antes a vós outros do que a Deus; pois nós mio podemos deixar de falar das cousas que vimos e ouvimos” - Mas em questões comuns como o pagamento de impostos, alfândega, licenciamentos ou leis de trânsito, os crentes devem ficar sujeitos àautoridade do país.Em 1
 
Timóteo 2. 1-8, encontramos mais uma advertência para os crentes, referente ao governo. Os
 
homens são aconselhados a fazer “súplicas, orações, intercessões, ações de graça, em favor de todos oshomens, em favor dos reis e de todos os que se acham investidos de autoridade”, para poder viver “vidatranqüila e mansa, com toda piedade e respeito”.Os crentes têm ordem de serem obedientes, mas também de apoiar os reis e os que se acham em posiçãode autoridade, orando por eles.O maior instrumento que um crente tem para operar mudanças no governo é a oração. Quando um crentevai a Deus, que é o Criador de cada nação sobre a face da terra, está falando com Aquele que é capaz dealterar o governo. Primeira Timóteo 2: 1 revela que os homens devem fazer súplicas. Orações,intercessões e ações de graças pelos governadores. A palavra súplica vem de uma palavra grega quesignifica “rogar” ou “gritar” com todo fervor pedindo misericórdia e ajuda. Nossa tendência é ficarmoszangados ou desapontados com o governo e nos queixamos dele em lugar de buscar o Senhor emintercessão.Devemos acabar com a idéia de que Deus não está no controle do governo ou que nenhum governo naterra é bom. Nossa responsabilidade é, em primeiro lugar, orar e, então, obedecer.Ciro era o rei supremo. Os judeus eram escravos e ainda assim Ciro tornou-se o instrumento de Deus para sua liberdade. Sua proclamação foi feita com cuidado e consideração. Primeiro foi proclamada emtodas as províncias do seu reino e, então, foi registrada. Ele preocupou-se em que não fosse mal-interpretada e que não ficasse desconhecida (Esdras 1:1).Depois, Ciro deu glória a Deus pelo que ia acontecer. Tornou claro que Deus o incumbira daresponsabilidade de edificar a casa de Deus em Jerusalém. Como gentil foi e governante, foi instrumentonas mãos de Deus e porta-voz de Deus para o povo de Deus.Ele convocou voluntários para irem a Jerusalém e reconstruírem o Templo. Percebendo que nem todosqueriam ir, ele tornou claro que aqueles que ficassem na Pérsia teriam de ajudar aqueles que estavam prontos a iniciar a cansativa viagem de diversas centenas de milhas a uma terra cheia de inimigos e umacidade destruída, a fim de fazer a obra de Deus. Teriam de contribuir com prata, ouro, mantimentos eanimais, fazendo uma oferta de livre e espontânea vontade, para a reconstrução do Templo. Lembre-seque estas ordens incisivas vieram de um rei gentio, não de um sumo-sacerdote ou dos líderes religiososda época.Voluntários (Esdras 1: 5-1 1).Deus sempre convoca voluntários. Ele não forçou que 100 por cento dos israelitas se envolvessem naobra da reconstrução do Templo. Apenas aqueles que eram sensíveis ao Espírito de Deus. (v. 5),reagiram à convocação de Ciro para ir a Jerusalém.Dentro de nossas igrejas, hoje em dia, há homens e mulheres que deveriam atender ao chamamento deDeus para o trabalho cristão, em casa e nos campos missionários à volta do mundo. Ninguém é chamado para descansar, mas para lutar. É preciso armar a barraca no campo de batalha, não no paraíso. Temos deencarar a tarefa da Grande Comissão como uma tarefa, um serviço, um programa, um dever, uminstrumento, um supremo esforço.Missões mundiais sob o comando de Cristo é uma mobilização para enfrentar dificuldades e conflito.Alguns são culpados de preguiça e falta de compromisso. Um comunista militante disse o seguinte a umcristão: “Creia-me, nós ganharemos. Estamos prontos a sacrificar tudo, até as nossas vidas; mas vocês,cristãos, têm medo até de sujar as mãos”.Dizemos que estamos prontos a sermos dedicados, submissos e consagrados ao encantador Senhor JesusCristo, para vivermos uma vida bela, bem-comportada, mas não para sofrer o opróbrio e enfrentar a lutaindo a um país estranho para realizar a vontade de Deus a qualquer preço. Somos como os homens deEfraim que “embora armados de arco, bateram em retirada no dia do combate” (Sl. 78: 9). Temos uma féanêmica. A inércia nos fez parar em nossos caminhos.Dizia-se que Douglas MacArthur “nasceu para a batalha”. Ele não era general de gabinete. Ele sabia oque fazer, mas também o realizava. Nós ficamos sentados cantando hinos missionários, escrevemoslivros, fazemos filmes e despachamos circulares, enquanto agitamos bandeiras com os dizeres: “Temosuma história para contar às nações”; mas deixamos de nós mesmos nos oferecer para o trabalhomissionário. Que Deus fale aos nossos corações sobre as necessidades de nossa geração como Ele falouaos corações daqueles que viveram no tempo de Ciro. Naturalmente, Ciro sabia que nem todos poderiam se oferecer para ir; por isso organizou o trabalho demaneira tal que aqueles que ficaram para trás podiam contribuir com o sustento para aqueles que fariamà árdua viagem. Eles deram prata, ouro, mantimentos e animais para os voluntários.
 
De maneira semelhante, nós enviamos missionários que oferecem suas vidas, deixando a comodidade dolar para os desafios do ministério em terras distantes. Eles são sustentados com o dinheiro de pessoasque ficam em casa trabalhando. Cada filho de Deus deveria fazer as coisas para as quais tem maiscapacidade. Deus formou o corpo de Cristo de maneira que cada igreja local tem uma variedade detalentos e capacidade. Esta maravilhosa disposição permite que cada um se encaixe em seu lugarzinho particular dentro do plano de Deus.Enquanto os voluntários se apresentavam, os chefes das famílias, os sacerdotes e os levitas foram os primeiros (Esdras 1: 5). Os líderes sempre devem ser os primeiros a se apresentar.Quando aquele impulso especial do Espírito Santo está agindo na vida de um líder, outros crentesreagirão adequadamente a qualquer desafio. Em cada geração, os homens tiveram de escolher entreDeus e Mamon, entre o eterno o passageiro. Essa gente escolheu a vontade de Deus.A antiga Éfeso foi uma das mais famosas cidades do primeiro século. Seu templo dedicado a Diana erauma das sete maravilhas do mundo antigo. Quando o Apóstolo Paulo visitou Éfeso, a cidade possuíateatros, imensos ginásios e saunas. As glórias da cidade e do templo há muito que se desvaneceram notempo, e hoje são apenas vistas por meio das pás da arqueologia, O templo de Diana é a mais desbotadade todas as glórias de Éfeso. Hoje, o que resta dele são alguns caquinhos de uma coluna no fundo deuma cova rasa.Um escritor antigo, quando observou o templo de Diana. Disse: “Eu já vi os jardins da Babilônia, ocolosso de Rodes, as imensas pirâmides e o mausoléu; mas, quando meus olhos voltaram-se para otemplo de Diana em Éfeso, todas as outras maravilhas do mundo perderam o seu brilho”. Essas palavrasforam enunciadas, entretanto, diante de um templo que fora construído com a engenhosidade humana para a satisfação de necessidades humanas. Se esse escritor pudesse ver a Éfeso de hoje, reconheceriainteiramente que todas as realizações fora da vontade de Deus são muito passageiras. Ele teria deconcordar com o Apóstolo João: “Ora, o mundo passa, bem como a sua concupiscência; aquele, porém,que faz a vontade de Deus permanece eternamente” (1 João 2: 17).Operários registrados (Esdras 2: 1-70).Deus mantém registro exato do Seu povo e do que tem feito. O segundo capítulo de Esdras contém umalista das famílias de pessoas que se entregaram ao trabalho em Jerusalém. Menos que 50.000 pessoasatenderam ao desafio da reconstrução do Templo. Ë muito menos do que aqueles que constituíram ogrupo que originalmente deixou o Egito sob a liderança de Moisés cerca de 1.000 anos antes.De acordo com o Livro de Números, 600.000 homens com vinte anos de idade e mais velhos saíram doEgito sob a liderança de Moisés. Naturalmente foram também 600.000 mulheres, o que totalizava1.200.000 pessoas de vinte anos para cima, além das crianças, mais o gado e pertences. Uma estimativaconservadora diria que 2.500.000 pessoas, mais o gado, foram o total daquela expedição.Agora, após viver na terra por tantos anos e tendo sofrido o cativeiro como castigo pelo seu pecado,eram apenas 50.000 pessoas.A Palavra de Deus não contém registro das famílias que se perderam no cativeiro ou daqueles que nãoretornaram. Mas Deus escolheu que aqueles que foram fiéis à convocação feita por Ciro ficassemeternamente registrados.Deus está mantendo um registro das vidas dos Seus todos os dias. Paulo falou desse registro em II Cor.5:9 e 10, onde disse: “Ë por isso também que nos esforçamos, quer presentes, querem ausentes, para lheser agradáveis. Porque importa que todos nós compareçamos perante o tribunal de Cristo para que cadaum receba segundo o bem ou o mal que tiver feito, por meio do corpo”. Veja também: “Tudo quantofizerdes, fazei-o de todo o coração, como para o Senhor e não para os homens, cientes de que recebereisdo Senhor a recompensa da herança. A Cristo, o Senhor, é que estais servindo; pois aquele que fazinjustiça receberá em troca a injustiça feita; e nisto não há acepção de pessoas”Col.3:23-25.Também se mantém um registro das vidas daqueles que não aceitaram o Senhor Jesus Cristo como seuSalvador. Apocalipse 20: 12-15 declara esta verdade explicitamente. Diz, em parte: “Então se abriram oslivros. Ainda outro livro, o livro da vida, foi aberto: E os mortos foram julgados, um por um, segundo assuas obras”.Deus teve o cuidado especial de registrar as obras dos justos em Hebreu capítulo 11. Nesse extensoregistro, Ele mencionou Abel, que foi a primeira vítima de um homicídio; Enoque e Noé; Abraão e Sara;Isaque e Jacó; Moisés; Raabe e outros que sofreram zombarias e flagelos, mas que permaneceram firmesna fé em Deus, Deus incluirá você em Sua galeria da fé, se você se lhe entregar como servo fiel.

Activity (7)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
joaojerrycampos liked this
SanchesPablo liked this
Luciana Mabel liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->