Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Supply Chain Management

Supply Chain Management

Ratings: (0)|Views: 49 |Likes:
Published by Tiago Caetano

More info:

Published by: Tiago Caetano on Dec 12, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/02/2011

pdf

text

original

 
S
upply
C
hain
M
anagement
Araújo. Sérgio, Caetano. Tiago
Resumo
 –
 
Para competir efectivamente, as empresas devem poder antecipar e adaptar-se às condições de mercado emmudança. Isto significa assegurar que a informação relevante esteja disponível a todos os intervenientes na cadeia defornecimento. A designação de Supply Chain Management (SCM) é assim considerado um sistema inter-empresarial,que utilizaas tecnologias de informação para apoiar e gerir as ligações entre alguns processos indispensáveis de negócio de uma empresa.
Palavras-Chave
 –
Supply Chain Management, informação, processos.
——————————
——————————
1 I
NTRODUÇÃO
o âmbito da disciplina de Sistemas Informáticos Industriais, do 3º Ano do Curso de EngenhariaInformática da Escola Superior de Tecnologia de Castelo Branco, foi-nos proposto apresentar aimportância de uma rede de negócios baseado no sistema Supply Chain Management (Gestão daCadeia de Fornecimento). As novas empresas tiveram necessidade de descobrir um novo processo denegócio que integra as actividades relativamente ao processo de fabrico do produto final, que écolocado no mercado, com objectivo de obter clientes satisfeitos. Todo este processo envolve váriasactividades, desde actividades de integração de procura e de compra de materiais como a suatransformação em produtos finais. No mercado de forma geral, esta competição não ocorre só entre asempresas mas principalmente em cadeias de fornecimento. Toda esta gestão logística permite assimavaliar os pontos fortes e pontes fracos relativamente a sua cadeia de fornecimento, é claro que isto sóé possível se todos estes processos possam ser quantificados e com obtenção dos resultados, permitir realizar uma análise e após isso uma avaliação específica e global de toda esta cadeia defornecimento. Neste contexto o nível entre as empresas tem imposto ao mercado novos padrões decusto, qualidade, desempenho no cumprimento de data estabelecidas, gerando assim uma série denovos desafios e vantagens competitivas nas empresas. Actualmente recorrendo às novas tecnologias(Internet, GPRS, GPS), podemos obter assim uma diversidade de informação que há relativamente apouco tempo não se encontrava disponível para todos, um portal web por exemplo é de facto umamais-valia onde as empresas podem expor os seus projectos, e utilizar aplicações orientadas de modoa controlar o desempenho logístico da respectiva empresa.
N
2 P
ERSPECTIVA
 
HISTÓRICA
 
Ao longo do tempo, acompanhando a evolão industrial em conjugão com as novastecnologias disponíveis e as necessidades do mercado, podemos denotar alterações logísticas aolongo do tempo, com várias designações, como distribuição, logística empresarial, logística demarketing, administração logística de materiais, administração de cadeia de fornecimento, contundocom objectivo de referenciar sempre o mesmo conceito, a gestão do fluxo de produtos de um ponto deorigem até aos consumidores.Esta evolução pode-se dividir em seis períodos:a)
Periodo até aos 40 anos. -
uma economia principalmente agrária preocupada com as questõesde transporte e escoamento da produção agrícola.b)
Periodo dos anos 40 até aos anos 60 
– surge o termo “logística “derivado duas grandes guerrascom origem na movimentação e fornecimento de tropas, e especialmente questões de fluxo demateriais.c)
Periodo dos anos 60 até aos anos 70 
– surge uma visão integrada relativamente a questõeslogísticas, aspectos como, custo total e uma visão sistemática do processo de produção.d)
Periodo dos anos 70 até aos anos 80 
– visão focada ao cliente com ênfase a produtividade ecustos de estoques. Neste período surge os primeiros modelos matemáticos nos processos
————————————————
- Sérgio Araújo, com o nº.
11699
pertence à turma 1 do Curso Eng. Informática, da EST, Castelo Branco. E-mail: smfaraujo@hotmail.com-Tiago Caetano, com o nº 20070020 pertence à turma 1 do Curso Eng. Informática, da EST, Castelo Branco. E-mail: tiagocaetano11@hotmail.com
- 1 -
 
logísticos,como também a importância das empresas possuírem contabilidade geral, isto de modoobter uma maior eficiência no processo de produção.e)
Periodo dos anos 80 até aos anos 90 
– este período apresenta já uma visão logística integradae uma visão inicial de uma administração em cadeia de fornecimento (SCM).f)
Periodo dos anos 90 até os dias actuais
– preocupação mais estratégica, em que logísticapassar a ser um elemento diferenciador para as empresas. Surge o conceito Supply ChainManagement, com utilização de ferramentas disponibilizadas pelas tecnologias de informação.As empresas são cada vez mais pressionadas pelas as necessidades de redução de custos aliadaás mudanças dos desejos, necessidades e expectativas dos clientes.A exigência actual dos clientes levou assim as empresas integrarem formas de fornecimento deque possam atender as necessidades, para isso, é necessário a integração das diversas funçõesde administração. É necessário também compreender que a integração interna de funçõesadministrativas é tudo realizado através da logística, no qual se insere o planeamento, transporte,entrada de materiais, compra e a distribuição dos produtos. De acordo com Council of SupplyChain Management Professionals, a logística é referenciada como a parte da gestão defornecimento de uma empresa, mas de forma interna, enquanto que Supply Chain Management érealizadao de forma externa, originado pelas as exigência do mercado.
PeríodoVisão ÊnfaseAté os anos 40
Do campo ao mercadoEconomia Agrária
Dos anos 40 até anos 60
Especialização Desempenhos Funcionais
Dos anos 60 até anos 70
Integração internaIntegração das funções
Dos anos 70 até anos 80
Foco ao clienteBusca pela eficiência
Dos anos 80 até anos 90
Foco no mercadoIntegração logística
Dos anos 90 até períodoactual
Supply Chain ManagementLostica como diferenciaçãocompetitiva
Tabela. 1: Evolução logística ao longo do tempo
C
ONCEITO
 
SUPPLY
 
CHAIN
 
MANAGEMENT
A Gestão da Cadeia de Fornecimento (
SCM – Supply Chain Management 
) é um conjunto deactividades que as organizações executam de forma a transformar input’s(materiais, informação,clientes) em output’s.
Fig. 1: Conceito de cadeia de Fornecimento
Este conceito numa abordagem mais específica pode ser definido como um processo estratégicode gestão de armazenamento de matérias-primas, de produtos em vias de fabrico, produtosfinalizados, desde a saída dos fornecedores, ao processamento interno na empresa até a entrega finaldo cliente. A logística tem como objectivo final a satisfação do cliente, proporcionando uma vantagem
- 2 -
 
competitiva quer em termos de preferência do cliente em relação ao produto/serviço proposto, quer emtermos de custo e por consequência uma aumento da produtividade, onde enlgoba actividades comocompras, armazenamento, gestão dos materiais e equipamentos, transportes e distribuição.
3 O
BJECTIVOS
 
E
 
BENEFÍCIOS
 
SUPPLY
 
CHAIN
 
MANAGEMENT
A gestão da cadeia de fornecimento tem como objectivo promover flexibilidade e agilidade naresposta às variações de procura no mercado, com o mínimo de custos adicionais. Contundo isto só épossível se exisitir um aumento da coordenação entre as entidades da cadeia de fornecimentos,obtendo-se reduções nos prazos de entrega como também nos respectivos custos. Esta cooperaçãoentre as entidades internas e externas irá reduzir o risco e aumentar consideravelmente a eficácia emtodos os processos envolventes, para isso é necessário que exista uma partilha de informação, quenão deve ser apenas restringida a dados de compra e venda, mas também informações estratégicasde forma que as entidades possam planear um conjunto estratégico de forma satisfazer asnecessidades dos clientes.Podemos assim considerar que os objectivos principais de uma cadeia de gestão defornecimentos são:
Sincronizar as necessidades dos clientes com o fluxo de materiais dos fornecedores
Reduzir o investimento em stocks,
Obter vantagens competitivas relativamente a outras empresas
4 E
STRUTURA
 
CONCEPTUAL
 
SUPPLY
 
CHAIN
 
MANAGEMENT
Para compreender a estrutura de uma cadeia de fornecimento é necessário compreender osprocessos envolventes, as empresas ou entidades envolvidas e os seus processos. Normalmente sãovárias as empresas que estão inseridas na produção de um determinado produto até ao consumidor final, desde os produtores de matéria-prima, a distribuidores e outros, todos estes estão envolvidosnesta cadeia de fornecimentos, que tem uma particularidade em comum, estão todos ligados uns aosoutros. A estrutura conceptual de uma cadeia de fornecimento é formada por três elementos comodemonstra a figura 2, os processos da cadeia de fornecimento, a estrutura e os componentes degestão. A estrutura da cadeia de fornecimentos são todas as empresas inseridas e envolvidas. Osprocessos de negócio são todas as actividades de modo a produzir o produto final para cada cliente eos componentes de gestão são aqueles que realizam a gestão dos processos e a sua estruturação.
Fig. 2: Estrutura de uma cadeia de Fornecimento
Podemos também abordar a complexidade deste conceito através de três graus de complexidade:
————————————————
- Sérgio Araújo, com o nº.
11699
pertence à turma 1 do Curso Eng. Informática, da EST, Castelo Branco. E-mail: smfaraujo@hotmail.com-Tiago Caetano, com o nº 20070020 pertence à turma 1 do Curso Eng. Informática, da EST, Castelo Branco. E-mail: tiagocaetano11@hotmail.com
- 3 -

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->