Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
14Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Simulado Especial PRF 2

Simulado Especial PRF 2

Ratings:

4.71

(7)
|Views: 19,930|Likes:
Published by Caroline Varela

More info:

Published by: Caroline Varela on Aug 06, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

07/25/2013

pdf

text

original

 
TTTTTeste Especialeste Especialeste Especialeste Especialeste EspecialPolícia Rodoviária Federal
1
Simulado nº2Degrau Cultural
TEXTO: INFORME DEGRAUPOLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL(Fragmento do texto original)De 29 de setembro a 06 de outubro de 2003Se você deseja ter um emprego estável e com remuneração deR$ 3.675 mensais, está mais do que na hora de intensificar osestudos para o concurso da Polícia Rodoviária Federal (PRF).Para participar, os homens e mulheres deverão ter nível médiocompleto (antigo 2o grau), carteira de habilitação categoria"B" (provisórias são aceitas) e aptidão física e mental paraexercer as atribuições do cargo. Os policiais recebem ainda benefícios como vale-transporte e vale-alimentação (R$ 79).Uma excelente notícia para quem mora no Rio de Janeiro e pretende participar da seleção é que o Estado, preterido nadistribuição das vagas do último concurso, será contempladocom boa parte das vagas.De acordo com o superintendente da PRF no Rio, inspetor Antônio Carlos Corrêa, foram solicitadas, inicialmente, 200vagas para o Rio. "A nossa carência é bem significativa. Preci-so de, pelo menos, 300 policiais, mas se conseguirmos 200 já poderemos trabalhar em melhores condições."01 ( ) No 1o. parágrafo, 1a linha, a oração: "se você deseja ter um emprego estável e com remuneração..." é possível afirmar que o "se", no início do período, imprime ao segmento umacondição.02 ( ) Ainda sobre o segmento acima, 1o p., a expressão "comremuneração" faz referência a "emprego".03 ( ) Em: "está mais do que na hora de intensificar os estudos, para o concurso da Polícia Rodoviária Federal", é possíveltrocarmos a preposição sublinhada por "no", sem que ocorraincorreção gramatical e mudança no sentido.04 ( ) No 2o p. temos três ocorrências de uso dos parêntesese todos eles pela mesma razão gramatical.05 ( ) Ainda sobre os parênteses referidos na questão anterior,todos emitem uma informação a mais sobre os termos que osantecedem e com os quais eles se relacionam.06 ( ) Nesse mesmo 2o p., encontramos a combinação entre osnomes: "aptidão física e mental". Uma outra possibilidade para combina-los seria: "aptidões física e mental".07 ( ) No fim do 2o p., na oração: "os policiais recebem ainda benefícios como vale-transporte e vale-alimentação". É possí-vel trocarmos "ainda" por "também" porém a mensagem dotexto ficaria alterada.08 ( ) No mesmo segmento destacado acima, a palavra "como"confere ao texto uma idéia de conformidade.09 ( ) Continuando com o mesmo segmento, agora voltamo-nos para a conjunção "e". Essa conjunção une vale-transportea vale-alimentação.10 ( ) No 3o p., 1a l., o pronome "quem" pode ser substituído por "aquele que" sem que haja mudança de sentido e incorre-ção gramatical.11 ( ) Continuando no segmento da questão anterior, se colo-carmos a expressão "para aquele que" antes de "mora" nãohaveria mudança de sentido e incorreção gramatical, entretan-to, o texto perderia sua objetividade.12 ( ) A palavra "Corrêa", no 4o p. recebe acento circunflexo,o acento procede porque a palavra é um paroxítono terminadoem ditongo.13 ( ) Nesse parágrafo, temos a conjunção "mas" que acres-centa mais uma afirmação à oração que a antecede, por issotambém essa conjunção funciona como um mecanismo de co-esão.14 ( ) "A nossa carência é bem significativa". Essa oração do4o p., embora tenha um verbo de ligação, o advérbio "bem"modifica a classificação desse verbo e o predicado passa a ser verbal.15 ( ) Continuando no 4o p., no período: "Preciso de, pelomenos, 300 policiais..." Podemos, sem alterar o sentido daoração, substituir "pelo menos" por "no mínimo".OPÇÃO CONTRA QUEDA DE CABELOSColuna Viver Bem de O Dia / 12-10-03Daniella Daher A diferenciprona é uma nova alternativa de tratamento para aalopecia areata - ausência ou falha dos cabelos. Um trabalhocientífico compilado pela farmácia de manipulação Officilabdemonstra que 77,9%, de um total de 148 pacientes, obtive-ram resultado positivo quando tratados com o medicamento,em um período de dois anos e oito meses, com a indução donascimento de novos fios. O aparecimento da alopecia areata pode estar relacionado com as alterações imunológicas. Trata-se de uma doença auto-imune, que pode ser desencadeada por focos infecciosos, estresse físico ou emocional.Segundo a farmacêutica Claudia Souza, a diferenciprona é in-dicada no tratamento de alopecia areata, do tipo universalis,quando ocorre a perda de fios em toda a superfície do courocabeludo, chegando a atingir outras regiões do corpo (sobran-celhas, púbis, braços) e ainda, a localis, que se caracteriza pelo aparecimento de falhas em determinada área do courocabeludo. O tratamento é feito em consultório por um derma-tologista, com a estimulação do local afetado com várias apli-cações da diferenciprona.16 ( ) A conjunção "ou": "ausência ou falha de cabelo temsentido de alternância.17 ( ) Uma vez que temos a expressão "um total de 148 paci-entes, a palavra "um" permite que modifiquemos o verbo "ob-tiveram" para a forma singular "obteve".18 ( ) A troca da palavra em nada altera o sentido: "obtiveramresultado positivo (satisfatório).19 ( ) A troca da palavra em nada altera o sentido: "com aindução do nascimento de novos fios (outros).20 ( ) A troca da palavra em nada altera o sentido: "O apareci-mento da alopecia (surgimento).21 ( ) Julgue a correção gramatical do fragmento de texto:"Trata-se de uma doença auto-imune, que podem ser desenca-deados por focos infecciosos".22 ( ) Julgue a correção gramatical do fragmento de texto:"...quando ocorre a perda de fios em toda a superfície do corocabiludo.23 ( ) Julgue a correção gramatical do fragmento de texto:"...chegando a atingirem outras regiões do corpo.24 ( ) Julgue a correção gramatical do fragmento de texto: "Otratamento é feito em consultório por um dermatologista.25 ( ) Julgue a correção gramatical do fragmento de texto:"...com várias aplicações das diferenciprona.
 
TTTTTeste Especialeste Especialeste Especialeste Especialeste EspecialPolícia Rodoviária Federal
2
Sobre o Sistema Nacional de Trânsito:26 ( ) Dirimir conflitos sobre circunscrição e competência detrânsito no âmbito dos Municípios é competência do CE-TRAN e CONTRANDIFE;27 ( ) O Coordenador Máximo do Sistema Nacional de Trân-sito é o CONTRAN;28 ( ) CONTRAN é Órgão Máximo Consultivo e Normativo;29 ( ) O DENATRAN é o órgão responsável pela regulamen-tação e normatização do CTB;30 ( ) Ao CETRAN compete indicar um representante paracompor a comissão examinadora de candidatos portadores dedeficiência física à habilitação para conduzir veículos automo-tores;Compete ao DETRAN:31 ( ) expedir a Permissão para Dirigir, a Carteira Nacional deHabilitação, os Certificados de Registro e o de LicenciamentoAnual, mediante delegação do DENATRAN;32 ( ) Organizar e manter o Registro Nacional de Carteiras deHabilitação - RENACH;33 ( ) Organizar e manter o Registro Nacional de VeículosAutomotores -RENAVAM;34 ( ) Julgar os recursos interpostos contra penalidade impos-tas por órgãos ou entidades executivos de trânsito ou rodovi-ário;35 ( ) Criar as Câmaras Temáticas.De acordo com as normas de trânsito do CTB:36 ( ) Transitar em marcha- a- ré é permitido somente parafazer pequenas manobras;37 ( ) Quando, dirigindo um veículo numa via de mão únicacom entrada a esquerda, o condutor que estiver à frente indi-car, por sinal, que vai entrar para esse lado, você poderá ultra- passar pela direita;38 ( ) Pisca - alerta : situações de imobilizações de emergência;ou regulamentação da via;39 ( ) Durante a noite, as luzes de posição (lanterna) devemestar ligada para embarque ou desembarque de passageiros oucarga e descarga de mercadorias;40 ( ) Os veículos de transporte coletivo regular de passagei-ros, quando circularem em faixas próprias a eles destinadas, eos ciclos motorizados deverão utilizar-se de farol de luz baixadurante o dia e a noite.Quando veículos, transitando por fluxos que se cruzem, seaproximarem de local não sinalizado, terá preferência de pas-sagem:41 ( ) No caso de rodovia, aquele que estiver circulando peladireita;42 ( ) No caso de rotatória, aquele que estiver circulando peladireita;43 ( ) Nos demais casos, o que vier pela direita do condutor;44 ( ) Deixar de dar preferência de passagem a veículo queestiver circulando pela rotatória, pela rodovia ou que via peladireita é uma infração grave, punida com 5 pontos e multa de120 UFIR;45 ( ) Deixar de dar preferência de passagem em interseçõessinalizadas com placa "Dê a Preferência" é uma infração gra-víssima, punida com 7 pontos e multa de 180 UFIR.Em relação a equipamento e habilitação:46 ( ) Os veículos escolares devem ter o equipamento registra-dor instantâneo inalterável de velocidade e tempo (tacógrafo);47 ( ) São exigências para conduzir veículo escolar: ser maior de 18 anos e Ter categoria D;48 ( ) O condutor terá como primeira habilitação a Permissão para dirigir, com validade de 2 ano;49 ( ) Para dirigir veículo de produtos perigosos deverá habi-litar-se pelo menos na categoria C;50 ( ) O candidato deverá estar no mínimo há dois anos nacategoria B, ou no mínimo há um ano na categoria C, quando pretender habilitar-se na categoria D.Em relação as Infrações:51 ( ) Transportar criança menor de 10 no banco dianteiro -infração gravíssima;52 ( ) Dirigir o veículo sem usar o cinto de segurança - infraçãogravíssima;53 ( ) Conduzir o veículo transportando passageiro no com- partimento de carga - infração grave;54 ( ) Deixar de guardar distância de segurança lateral e frontalentre os seu veículo e os demais - infração grave;55 ( ) Ter o seu veículo imobilizado por falta de combustível /Rebocar outro veículo com cabo flexível ou corda - infraçõesleve.São infrações punidas com penalidades de multa grave e medi-da administrativa de retenção de veículo;56 ( ) Conduzir o veículo com a cor ou característica alterada;57 ( ) Conduzir o veículo sem equipamento obrigatório ouestando este ineficiente ou inoperante;58 ( ) Conduzir o veículo em mau estado de conservação,comprometendo a segurança;59 ( ) Transitar com o veículo com suas dimensões ou de suacarga superiores aos limites estabelecidos legalmente ou pelasinalização, sem autorização;60 ( ) Conduzir veículo sem os documentos de porte obrigató-rio.Em relação aos crimes de trânsito:61 ( ) Nos crimes de trânsito, a penalidade de suspensão ou proibição de se obter a CNH vai de 1 mês a 1 ano;62 ( ) Socorrendo a vítima, não será feito a prisão em flagrantedo condutor do veículo;63 ( ) No crime de homicídio culposo cometido na direção deveículo automotor, a pena é aumentada de um terço à metade,se o agente estiver embriagado;64 ( ) Praticar lesão corporal culposa na direção de veículoautomotor: Penas - detenção, de seis meses a dois anos esuspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilita-ção para dirigir veículo automotor;65 ( ) Conduzir veículo automotor, na via pública, sob a influ-ência de álcool ou substância de efeitos análogos, expondo adano potencial a incolumidade de outrem: Penas - detenção,de seis meses a três anos, multa e suspensão ou proibição dese obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo auto-motor.TextoAssunção. Os ministros da Fazenda do Mercosul, do Chile eda Bolívia decidiram correr atrás do tempo perdido e retomar as metas fiscais estabelecidas em dezembro de 2000, em Flo-rianópolis. Uma das mais importantes diz respeito à inflaçãoanual, acertada em 5%, que todos terão que cumprir a partir de 2006.O ano de 2006 é simbólico em todos os sentidos para o Mer-cosul. Nos próximos quatro anos, os países vão tentar recu-
 
TTTTTeste Especialeste Especialeste Especialeste Especialeste EspecialPolícia Rodoviária Federal
3
 perar a agenda perdida com as crises econômicas que assola-ram os países sul-americanos, para que o bloco se torne, en-fim, uma união aduaneira.- Passada a crise que atingiu todos os países sul-americanos,agora é hora de retomarmos o processo de convergência ma-croeconômica - disse o ministro da Fazenda, Antonio Palocci.(O Globo, 18/06/2003).Baseado no atual contexto sócio-político e econômico do Mer-cosul e levando-se em consideração o texto acima, julgue ositens:66 ( ) A tentativa de modernização do Mercosul está direta-mente relacionada ao quadro econômico atual altamente com- petitivo e o fato de estarmos às véspera do funcionamento daALCA;67 ( ) O Mercosul será um bloco comercial que terá grandesvantagens com o seu relacionamento com a ALCA, pois ga-rantirá renda devido ao fato de ganhar monopólio do mercadoconsumidor norte-americano;68 ( ) Argentina e Brasil comprometeram-se em manter o Mer-cosul forte e unido, para tal aceitam a criação da ALCA, mas procuram soluções econômicas favoráveis, visando conseguir negociações que satisfaçam, os interesses desses blocos.69 ( ) O Mercosul deixará de existir em 2005, pois com aentrada em funcionamento da ALCA, não tem mais funda-mento outro bloco existir no continente americano;70 ( ) A caráter de desenvolvimento desigual entre os paísesmembros é um fator que prejudica a retomada do desenvolvi-mento do Mercosul.TextoEm terras brasileiras, são graves as violações dos direitos hu-manos e a violência é crescente. De acordo com o relatório daAnistia Internacional, milhares de pessoas foram mortas emconfrontos com a polícia, muitas vezes em situações descrias pelas autoridades como "resistência seguida de morte".Côo nos anos anteriores, o relatório fala de torturas e execu-ções como prática policial, até como meio de extorsão. A su- perlotação das cadeias é apresentada pela ONG como resulta-do de vários anos de negligência e corrupção. E tanto defenso-res e defensoras dos direitos humanos como ativistas dos mo-vimentos da terra e ambientalistas foram intimidados, ataca-dos e até assassinados.O crime organizado foi o responsável pela manutenção deelevados níveis de violência urbana. E o alvo mais freqüenteda violência, seja por parte dos bandidos, seja por parte dealguns policiais, é a população mais pobre e marginalizada.O texto refere-se às questões sociais no país baseando-se naatual conjuntura nacional, julgue os itens:71 ( ) As injustiças e desigualdades sociais são tidas comoconseqüências de uma tendência histórica do capitalismo bra-sileiro que privilegiou todos os segmentos sociais;72 ( ) Os problemas sociais no país são antigos e são o resul-tado de um modelo econômico que sempre favoreceram osinteresses da classe dominante, isto é, uma minoria é privile-giada e marginaliza-se a maior parte da população;73 ( ) Violência, corrupção, torturas, etc..., são característicasdas grandes cidades brasileiras e são explicadas pelas oportu-nidades igualitárias dos diversos segmentos sociais da popu-lação brasileira;74 ( ) Segundo o atual governo Lula é necessário ajustar odesenvolvimento do país com a democratização da proprieda-de da renda, do emprego etc..., ou seja, oferecer oportunida-des igualitárias para todos os segmentos sociais;75 ( ) É correto afirmar que o único caminho para o paísalcançar o verdadeiro desenvolvimento é uma política que sa-tisfaça os interesses da maioria da população, e esteja sintoni-zada com os ideais da constituição nacional, e para tal asReformas de Base e as Medidas Emergenciais são fundamen-tais nesse processo, segundo o atual governo.Texto Na política brasileira atual, vem ganhando destaque o relacio-namento pouco amistoso entre o presidente da República,Fernando Henrique Cardoso, e o governador de Minas gerais,Itamar Franco. No mais recente antagonismo entre ambos, foirealçada a questão do federalismo brasileiro, suscitada por uma ação federal em uma determinada localidade mineira. Arespeito dessas divergências tornadas públicas, com óbviasrepercussões políticas, e de aspectos históricos recentes queas antecederam, julgue os itens a seguintes.76. ( ) Na condição de presidente da República, Itamar Francocontou com a participação de Fernando Henrique Cardoso emsua equipe de governo, inicialmente como ministro das rela-ções Exteriores e, em seguida, ocupando o estratégico postode ministro da Fazenda.77. ( ) Como ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardo-so comandou a equipe que formulou o Plano de EstabilizaçãoEconômica - o Plano Real - e, nessa condição, credenciou-se aser candidato à presidência da República nas eleições de 1994,com o apoio de Itamar Franco que, à época, desfrutava deelevados índices de aprovação popular.78. ( ) Eleito presidente da República pela primeira vez, Fer-nando Henrique Cardoso esforçou-se por ver aprovada a emen-da constitucional que permitia a reeleição, recebendo o apoioentusiástico de Itamar Franco, que em seus vários anos comosenador, notabilizara-se pela defesa da tese da reeleição.79. ( ) Os atritos entre ambos decorreram, fundamentalmente,da maneira pela qual Fernando Henrique Cardoso conduziu as privatizações, no bojo do processo mais amplo de moderniza-ção da economia brasileira; para Itamar Franco, a timidez dasmedidas retardava a abertura do mercado nacional e colocavaem risco a inserção do Brasil na economia globalizada.80. Fazendo de Minas Gerais uma espécie de trincheira daoposição ao governo federal, Itamar Franco critica em Fernan-do Henrique Cardoso sua suposta subserviência ao corporati-vismo das grandes empresas estatais, embora reconheça a sen-sibilidade social de seu antigo ministro.TextoA recente convenção nacional do PMDB colocou esse que éformalmente o maior partido político brasileiro no centro dasatenções. Afinal, tendo em vista as eleições gerais de 2002,sua decisão de lançar ou não candidato próprio à presidênciada República, de continuar ou não integrando a atual coligaçãogovernista, e como o auxílio dos quadros acima julgue os se-guintes itens.Dados de 200181. Na década iniciada em 1971, o regime militar estava noauge de sua força, e por isso mesmo, a oposição ficou pratica-mente alijada dos governos estaduais.82. Os quadros mostram que a retração eleitoral do partidoacompanha sua adesão ao governismo, ao contrário do ocorri-do em sua fase nitidamente oposicionista, quando adotava asigla MDB.

Activity (14)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Isabel Veras liked this
Angelo da Silva liked this
rguilhen liked this
Glecia Antunes liked this
Rafael Sobral liked this
Cássio Syneone liked this
fqwegqw3q3w liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->