Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
71Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Aula de Lingua Portuguesa Eja IV

Aula de Lingua Portuguesa Eja IV

Ratings: (0)|Views: 11,303 |Likes:
Published by renatajaguaribe

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: renatajaguaribe on Dec 16, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/09/2013

pdf

text

original

 
AULA DE LINGUA PORTUGUESA EJA IV
TEMA: LEITURA E CRIAÇÃO DE TEXTOS POÉTICO
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula
ler, compreender e interpretar textos poéticos;
distinguir o ritmo das palavras nos versos;
criar textos poéticos e organizá-los em forma de poema.
Duração das atividades
5 aulas de 50 minutos cada
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
distinguir texto literário de não-literário;
fazer distinção entre autor e “eu- poético” ou “eu- lírico.”
Estratégias e recursos da aula
 
apresentação de vídeos;
atividades em pequenos grupos em sala de aula.
AULA 1ATIVIDADE 1
Como motivação, o professor poderá levar os alunos ao laboratório de informática paraassistir a alguns vídeos, disponíveis na internet, em que poetas, artistas e alguns autoresinterpretam e declamam poesias de Fernando Pessoa, Cecília Meireles, Vinicius deMoraes e Manuel Bandeira.
Vídeos disponíveis em:
 
AULA 2ATIVIDADE 1
Em sala de aula, o professor deverá entregar uma cópia dos poemas aos alunos emostrar eles a diferença entre autor e “eu-poético” ou “eu lírico”. Pedir a eles queobservem o lirismo presente nos textos, em que o eu-poético/ eu-lírico exprime suasemoções em relação ao mundo exterior.
Importante:
O professor deverá:• fazer a leitura expressiva de cada um dos poemas.• Observar aos alunos que o “eu-poético” ou “eu-lírico” é a voz que fala no poema enem sempre corresponde à do autor, pois ao escrever um poema, o poeta não falanecessariamente de sua vida, de seus momentos de dor e de prazer. Ele fala da vidahumana e, para isso, escreve muitas vezes fingindo ser uma outra pessoa ou fingindosentir uma emoção não vivida.
Textos:1. Autopsicografia
(Fernando Pessoa)O poeta é um fingidor.Finge tão completamenteQue chega a sentir que é dor A dor que deveras sente.E os que lêem o que escreve, Na dor lida sentem bem, Não as duas que ele teve,Mas só a que eles não têm.E assim nas calhas de rodaGira, a entreter a razão,
 
Esse comboio de cordaQue se chama o coração.Texto disponível em:http://www.releituras.comfpessoa_psicografia.asp/2. Motivo ( Cecília Meireles)Eu canto porque o instante existee a minha vida está completa. Não sou alegre nem sou triste:sou poeta.Irmão das coisas fugidias,não sinto gozo nem tormento.Atravesso noites e diasno vento.Se desmorono ou se edifico,se permaneço ou se desfaço,- Não sei, não sei. Não sei se ficoou passo.Sei que canto. E a canção é tudo.Tem sangue eterno e asa ritmada.E um dia sei que es tarei mudo:- mais nada.Texto disponível em:http://www.geocities.com/fedrasp/motivo.html 
3. Retrato
(Cecília Meireles)Eu não tinha este rosto de hoje,assim calmo, assim triste, assim magro,nem estes olhos tão vazios,nem o lábio amargo.Eu não tinha estas mãos sem força,tão paradas e frias e mortas;eu não tinha este coração que nem se mostra.Eu não dei por esta mudança,tão simples, tão certa, tão fácil:- Em que espelho ficou perdidaa minha face?

Activity (71)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
sendmorel10 liked this
mariasilva30 liked this
Cris Silva liked this
Fábia Lima liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->