Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
49Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Teste 9.º ano Gil Vicente

Teste 9.º ano Gil Vicente

Ratings: (0)|Views: 5,862|Likes:
Published by Paula Cruz

More info:

Published by: Paula Cruz on Dec 19, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/29/2013

pdf

text

original

 
1
TESTE DE AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA 9.º ano Dezembro /2010
GRUPO I
 
Lê o texto A.Em caso de necessidade, consulta o vocabulário apresentado a seguir ao texto.
TEXTO A
 
VOCABULÁRIO:
1
urbes 
 –
cidades.
2
bulício 
 –
movimentação, agitação.
3
se afoita 
 –
se atreve.
4
plâncton 
 –
conjunto de seres microscópicos que existem nas águas.
5
fitogénica 
 –
rica em algas microscópicas.
 
2
Responde aos itens que se seguem, de acordo com as orientações que te são dadas.
1.
As afirmações apresentadas (de
A
a
G
) baseiam-se em informações do texto. Escreve asequência de letras que corresponde à ordem pela qual essas informações aparecem no texto.Começa a sequência pela letra
E
.
 
A.
A Biologia ensina que a transparência da água do mar não é sinal de riqueza em vidamarinha.
B.
Os recifes de coral são exemplos de riqueza de vida, ao contrário das águas que osrodeiam.
C.
Existe uma ligação estreita entre Portugal e o mar, e são muitas as pessoas queprocuram o contacto com o Atlântico.
D.
Na costa portuguesa, junto a Lisboa, vivem espécies que são típicas de maresprofundos.
E.
Não é comuns os países do continente europeu serem associados à prática demergulho.
F.
Em Portugal, o mar tem características diferentes das que se associam aos destinos demergulho mais famosos.
G.
A tonalidade das águas do mar, em Portugal, deve-se à presença de plâncton.
2.
Relê as linhas 13 a 15 do texto e indica a que se refere o pronome «
que 
».
3.
Selecciona, em cada item (
3.1.
a
3.5.
), a alternativa que permite obter a afirmação adequadaao sentido do texto. Escreve o número do item e a letra correspondente a cada alternativa queescolheres.
3.1.
A expressão «só damos pela Lua às vezes
 –
quando está cheia
 –
» (linha 3) ilustra a ideiade que os europeus, em especial os citadinos,
A.
procuram o contacto com a Natureza.
B.
vivem afastados dos ciclos da Natureza.
C.
se abstraem a observar a Natureza.
D.
contactam, apenas à noite, com a Natureza.
3.2.
A expressão «os recifes de coral tropicais são ilhas de vida num quase-deserto denutrientes» (linhas 14 e 15) contém uma
A.
comparação.
B.
enumeração.
C.
metáfora.
D.
personificação
.
3.3.
Entre as águas de Portugal continental e os recifes de coral, a semelhança está na
A.
temperatura amena.
B.
riqueza de nutrientes.
C.
tonalidade da água.
D.
profundidade do mar.
3.4.
A expressão «peixes, peixinhos e peixões» (linha 17) traduz a ideia de
A.
quantidade e diversidade.
B.
intensidade e igualdade.
C.
qualidade e desigualdade.
D.
diversidade e intensidade
.
3.5.
A utilização do advérbio «abruptamente» (linha 22) revela que a passagem de umaprofundidade para outra se faz de forma
A.
gradual.
B.
lenta.
C.
suave.
D.
súbita.
 
3
TEXTO B
Tanto que o Frade foi embarcado, veio üa Alcoviteira, per nome Brísida Vaz, a qualchegando à barca infernal, diz desta maneira:
BRÍSIDA - Hou lá da barca, houlá!DIABO - Quem chama?BRÍSIDA - Brísida Vaz.DIABO - E aguarda-me, rapaz?Como nom vem ela já?COMPANHEIRO-Diz que nom há-de vir cásem Joana de Valdês.DIABO - Entrai vós, e remarês.BRÍSIDA -Nom quero eu entrar lá.DIABO - Que sabroso arrecear!BRÍSIDA -No é essa barca que eu cato.DIABO -E trazês vós muito fato?BRÍSIDA - O que me convém levar.DIABO -Que é o que havês d'embarcar?BRÍSIDASeiscentos virgos postiçose três arcas de feitiçosque nom podem mais levar.Três almários de mentir,e cinco cofres de enleos,e alguns furtos alheos,assi em jóias de vestir,guarda-roupa d'encobrir,enfim - casa movediça;um estrado de cortiçacom dous coxins d'encobrir.A mor cárrega que é:essas moças que vendia.Daquestra mercadoriatrago eu muita, à bofé!DIABO - Ora ponde aqui o pé...BRÍSIDA - Hui! E eu vou pera o Paraíso!DIABO - E quem te dixe a ti isso?BRÍSIDA - Lá hei-de ir desta maré.Eu sô üa mártela tal,açoutes tenho levadose tormentos soportadosque ninguém me foi igual.Se fosse ò fogo infernal,lá iria todo o mundo!A estoutra barca, cá fundo,me vou, que é mais real.Barqueiro mano, meus olhos,prancha a Brísida Vaz.ANJO -Eu não sei quem te cá traz...BRÍSIDA - Peço-vo-lo de giolhos!Cuidais que trago piolhos,anjo de Deos, minha rosa?Eu sô aquela preciosaque dava as moças a molhos,a que criava as meninaspera os cónegos da Sé...Passai-me, por vossa fé,meu amor, minhas boninas,olho de perlinhas finas!E eu som apostolada,angelada e martelada,e fiz cousas mui divinas.Santa Úrsula nom converteotantas cachopas como eu:todas salvas polo meu,que nenhüa se perdeu.E prouve Àquele do Céoque todas acharam dono.Cuidais que dormia eu sono?Nem ponto se me perdeo!ANJO - Ora vai lá embarcar,não estês emportunando.BRÍSIDA -Pois estou-vos eu contandoo porque me haveis de levar.ANJO -Não cures de emportunar,que não podes ir aqui.BRÍSIDA -E que má-hora eu servi,pois não me há-de aproveitar!...
Torna-se Brísida Vaz à Barca do Inferno,dizendo:
BRÍSIDA - Hou barqueiros da má-hora,que é da prancha, que eis me vou?E já há muito que aqui estou,e pareço mal cá de fora.DIABO -Ora entrai, minha senhora,e serês bem recebida;se vivestes santa vida,vós o sentirês agora...
1.
Trazês vós muito fato 
?”
 1.1 Indica quais os ímbolos cénicos que a alcoviteira traz e explica o que representam.1.2 Que razão aponta Brízida Vaz para ir tão carregada?1.3
Em teu entender, poderia o Anjo afirmar: “
a carrega t´embaraça 
”, conforme o fez com o s
apateiro?Justifica a tua resposta.

Activity (49)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Vera Pinto liked this
blondie2003 liked this
Paulo Marques liked this
Paulo Marques liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->