Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
29Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Histonas

Histonas

Ratings:

4.5

(1)
|Views: 5,776|Likes:
Published by Franciele Finck
Trabalho sobre Histonas
Trabalho sobre Histonas

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: Franciele Finck on Aug 08, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/20/2013

pdf

text

original

 
Caroline Badzinski e Franciele Finck – Ciências Biológicas Bacharelado 2007 -Biologia MolecularHISTONAS
Em biologia, as histonas são as principais proteías que compõem a cromatina.Atuam como a matriz na qual o DNA se enrola. Têm um papel importante na regulação dosgenes. São encontradas no núcleo das céulas eucariotas. As histonas das Archaea sãosemelhantes às histonas percursoras nos eucariotas.
Classes
São conhecidas 5 classes de histonas:
* H1 (também chamada H5)
Possuem cerca de 220 aminoácidos (PM = 23.000 dáltons) e apresenta o menor graude conservação durante a evolução. Elas mostram variações entre as diferentes espécies e,mesmo, entre diferentes tecidos de uma mesma espécie. Em alguns tecidos, a H1 ésubstituída por histonas especiais. Por exemplo, em eritrócitos nucleados de aves, a histonaH5 é encontrada em substituição à histona H1.A histona H1 é necessária para que os complexos histona-DNA (a H1 liga-seexternamente ao centro do nucleossomo e ao DNA de ligação, constituindo o nucleossomo)formem uma fibra de 30
nm
de espessura, enrolando assim o DNA de uma forma aindamais eficaz.
* H2A, H2B, H3 e H4 
As histonas H2a, H2B, H3 e H4 o moculas menores, com 102 a 135amincidos. A seqüência de amincidos dessas histonas se conservou de modoexcepcional durante a evolução. As histonas H3 e H4 apresentam seqüências idênticas emorganismos tão distintos quanto a ervilha e o boi, sugerindo que elas desempenham funçõesidênticas em todos os eucariontes. Os tipos H2A e H2B possuem também seqüênciasidênticas, com algumas variações espécie-específicas. Duas histonas de cada classe (H2A,H2B, H3 e H4) agregam-se para formar um nucleossomo, juntamente com DNA, ochamado octâmero.O octâmero possui o aspecto de um cilindro de baixa altura, com cerca de
10 nm
dediâmetro. Acha-se envolto por uma pequena porção de DNA, que corre quase duas vezessua circunferência. Visto que cada volta equivale a 83 pares de nucleotídeos, e o segundo deDNA associado ao nucleossomo contém, no total, 146 pares de nucleotídeos. Osnucleossomos se encontram separados entre si por porções de DNA "espaçadores", decomprimento varvel, contendo 20 a 60 pares de nucleodeos. A alterncia denucleossomos em seguimentos espaçadores da à cromatina a aparência de um colar decontas. Tendo em vista que, comumente, um gene contém cerca de 10 mil pares denucleotídeos, nele pode-se encontrar aproximadamente 50 nucleossomos separados por outras porções de DNA espaçadores. Ressalta-se que o tratamento da cromatina comenzimas que degradam o DNA (nucleases ou DNAases) provoca cortes apenas nos
 
segmentos espaçadores, de modo que os nucleossomos, mesmo desunidos entre si, ficamíntegros, tanto seus octâmeros de histonas como as porções de DNA associadas a eles.Para poder caber no pequeno espaço que o núcleo lhe oferece, a cromatina de cadacromossomo deve sofrer novos e sucessivos graus de enrolamento, cada vez mais profundos.Em uma primeira fase, os próprios nucleossomos se enrolam sobre si e geram umaestrutura helicoidal chamada de solenóide, de 30
nm
de diâmetro. Cada volta do solenóideconm cerca de seis nucleossomos. Suspeita-se que tanto estes como os futurosenrolamentos dependem das histonas H1, que, além disso, estabilizariam as fibras de 30
nm
. Devemos assinalar que, a intervalos quase regulares, o enrolamento que origina asfibras de 30
nm
se interrompe, de modo que se observam, entre setores de 30
nm
, porçõescurtas de cromatina mais delgada. Neles, o DNA se encontra associado a proteínas não-histonas, em sua maioria reguladoras da atividade gênica. No entanto acromatina cada vez mais se compacta. Assim, a fibra de 30
nm
formalaços ou alças de diferentes comprimentos, os quais emanam em um eixo constituído por  protnas o-histona. O conjunto de eixos protéicos compõe rias armações ouarcabouços, de modo que, em cada base de cada laço, as porções de cada DNA associadas acada um destes eixos levem o nome SAR (do inglês
 scaffold associated regions
). Osextremos dos laços se acham firmemente unidos aos eixos protéicos, porém não se sabeainda como as SAR se sujeitam a eles. Considera-se que cada laço possa constituir umaunidade de replicação do DNA e, provavelmente, uma unidade de transcrição, isto é, umgene.
 
Funções
 Assciação entre DNA e Histonas
As histonas funcionam como a matriz na qual o DNA se enrola. Formam umcomplexo juntamente com os grupos fosfatados do DNA carregados negativamente. Elassão carregadas positivamente, sendo conhecidas por "proteínas básicas". As cargas positivas são fornecidas por uma alta proporção de aminoácidos lisina e arginina. Têm um papel importante na regulação dos genes. Ao compactarem o DNA, permitem que osgenomas eucarióticos de grandes dimensões caibam dentro do núcleo das células. Podemsofrer modificações pós-translacionais. Estas modificações podem desempenhar um papelimportante na regulação dos genes, de maneira epigenética. A regulação ocorre na caixaTATA.Algumas histonas são denominadas "ricas em lisina" e outras "ricas em arginina".Em geral, são encontradas somente nos organismos em que a diferenciação celular ocorre(eucariotas).A complexação das histonas além de causar um aumento do diâmetro do DNA, decerca de 20 a 30 ângstrons, muda também as propriedades físicas do DNA. A temperaturade fusão (temperatura na qual os fios de DNA mudam da forma de hélice dupla regular paraa forma de fio simples) é bastante aumentada.
Estrutura
As histonas são ricas em lisina e arginina. São solúveis em água. Nas moléculas dashistonas, geralmente distinguem-se três regiões: uma região globular, devido aoenovelamento da cadeia polipeptídica, localizada entre duas regiões filamentosas. Osaminoácidos básicos encontram-se principalmente no segmento filamentoso N-terminal.Seus aminoácidos estão sujeitos a modificações pós-translacionais, essencialmente N-terminais, mas também nos domínios globulares. Exemplos de modificações deste tipo são:metilação, acetilação, fosforilação e ribosilação.Geralmente, os genes mais ativos têm menos histonas ligadas. Durante a interfase,as histonas estão intimamente associadas a genes inativos.A estrutura das histonas tem sido bem conservada em termos evolutivos.
História
As histonas foram descobertas em 1884 por Albrecht Kossel. A palavra "histona" édatada do fim do século XIX e deriva da palavra alemão "
 Histon
", de origem incerta: talvezdo grego
histanai
ou de
histos
. Até a década de 1990, as histonas eram vistas somente comomatriz para o enrolamento do material genéico (DNA). a partir dessa altura foidescoberto o papel regulador das histonas.
Referências

Activity (29)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Anairda Santos liked this
carla2909 liked this
Laís Cardoso liked this
Elaine Silva liked this
Hugo Leonardo liked this
Madson Bruno liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->