Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Catequese - Louvor Ao Senhor Criador - Sl 91(92)

Catequese - Louvor Ao Senhor Criador - Sl 91(92)

Ratings: (0)|Views: 167|Likes:
Catequese do Papa João Paulo II Audiência Geral,
(Salmo 91(92), 2 – 16 – Quarta-feira, 12 de junho de 2002) -Louvor ao Senhor criador
1. A Antiga tradição hebraica reserva um lugar particular ao Salmo 91, que agora ouvimos como cântico do homem justo ao Deus criador. O título atribuído ao Salmo indica, de fato, que ele é destinado ao dia de sábado (cf. v. 1). É, pois, o hino que se eleva ao Senhor eterno e glorioso quando, ao pôr do sol de sexta-feira, se entra no santo dia da oração, da contemplação, do sereno repouso do corpo e do espírito.
No centro do Salmo, ergue-se, solene e grandiosa, a figura do Deus altíssimo (cf. v. 9), à volta do qual se esboça um mundo harmonioso e em paz. Perante ele é colocada também a pessoa do justo que, segundo uma concepção querida ao Antigo Testamento, está repleto de bem-estar, alegria e longa vida, como natural consequência da sua existência honesta e fiel. Trata-se da denominada “teoria da retribuição”, pela qual todo o delito tem um castigo sobre a terra e todo o ato bom tem uma recompensa. Mesmo se há nesta visão uma componente de verdade, todavia como Job fará pensar e como dirá Jesus (cf. Jo 9, 2-3) a realidade da dor humana é muito mais complexa e não pode ser simplificada tão facilmente. O sofrimento humano, de fato, deve ser considerado na perspectiva da eternidade.
Catequese do Papa João Paulo II Audiência Geral,
(Salmo 91(92), 2 – 16 – Quarta-feira, 12 de junho de 2002) -Louvor ao Senhor criador
1. A Antiga tradição hebraica reserva um lugar particular ao Salmo 91, que agora ouvimos como cântico do homem justo ao Deus criador. O título atribuído ao Salmo indica, de fato, que ele é destinado ao dia de sábado (cf. v. 1). É, pois, o hino que se eleva ao Senhor eterno e glorioso quando, ao pôr do sol de sexta-feira, se entra no santo dia da oração, da contemplação, do sereno repouso do corpo e do espírito.
No centro do Salmo, ergue-se, solene e grandiosa, a figura do Deus altíssimo (cf. v. 9), à volta do qual se esboça um mundo harmonioso e em paz. Perante ele é colocada também a pessoa do justo que, segundo uma concepção querida ao Antigo Testamento, está repleto de bem-estar, alegria e longa vida, como natural consequência da sua existência honesta e fiel. Trata-se da denominada “teoria da retribuição”, pela qual todo o delito tem um castigo sobre a terra e todo o ato bom tem uma recompensa. Mesmo se há nesta visão uma componente de verdade, todavia como Job fará pensar e como dirá Jesus (cf. Jo 9, 2-3) a realidade da dor humana é muito mais complexa e não pode ser simplificada tão facilmente. O sofrimento humano, de fato, deve ser considerado na perspectiva da eternidade.

More info:

Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/18/2011

pdf

text

original

 
Salmo 91
(92),
2 – 16
[a]
[a]
םיבותכו םיאיבנ הרות
Biblia Hebraica, Rudolf Kittel. Pars II,Lipsiae. J.C.Hinrichs, 1906. pp. 981, e 982.
 
Salmo 91
(92)
,
2-16
Louvor ao Deus Criador
 Louvores se proclamam pelos feitos do Cristo (Sto. Atanásio).
 – 
2
Como é bom agradecermos ao Senhor *e cantar salmos de louvor ao Deus Altíssimo! – 
3
Anunciar pela manhã vossa bondade, *e o vosso amor fiel, a noite inteira, – 
4
ao som da lira de dez cordas e da harpa, *com canto acompanhado ao som da cítara. – 
5
Pois me alegrastes, ó Senhor, com vossos feitos, *e rejubilo de alegria em vossas obras. – 
6
Quão imensas, ó Senhor, são vossas obras, *quão profundos são os vossos pensamentos! – 
7
Só o homem insensato não entende, *só o estulto não percebe nada disso! – 
8
Mesmo que os ímpios floresçam como a erva, *ou prosperem igualmente os malfeitores, – são destinados a perder-se para sempre. *
9
Vós, porém, sois o Excelso eternamente!=
10
Eis que os vossos inimigos, ó Senhor, †eis que os vossos inimigos vão perder-se, *e os malfeitores serão todos dispersados. – 
11
Vós me destes toda a força de um touro, *e sobre mim um óleo puro derramastes; – 
12
triunfante, posso olhar meus inimigos, *vitorioso, escuto a voz de seus gemidos. – 
13
O justo crescerá como a palmeira, *florirá igual ao cedro que há no Líbano; – 
14
na casa do Senhor estão plantados, *nos átrios de meu Deus florescerão. – 
[b]
LITURGIA DAS HORAS
, Vol. III, TEMPO COMUM, 1ª–1SEMANA. Vozes, Paulinas, Paulus, Ave-Maria. 2000, pp. 880 e 881.
 
 – 
15
Mesmo no tempo da velhice darão frutos, *cheios de seiva e de folhas verdejantes; – 
16
e dirão: “É justo mesmo o Senhor Deus: *meu Rochedo, não existe nele o mal!”Cedro do Líbano

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->