Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
75Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Direito das Obrigações II

Direito das Obrigações II

Ratings: (0)|Views: 6,726 |Likes:
Published by Lara Geraldes
Direito das Obrigações II - Faculdade de Direito de Lisboa, ano lectivo 2007/2008.

Professor regente: Prof. Romano Martinez.

Autoria: Lara Geraldes.

DISCLAIMER: estes apontamentos não dispensam o estudo dos manuais recomendados pelo professor regente e assistente.
Direito das Obrigações II - Faculdade de Direito de Lisboa, ano lectivo 2007/2008.

Professor regente: Prof. Romano Martinez.

Autoria: Lara Geraldes.

DISCLAIMER: estes apontamentos não dispensam o estudo dos manuais recomendados pelo professor regente e assistente.

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: Lara Geraldes on Jan 28, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF or read online from Scribd
See more
See less

08/18/2014

pdf

 
DIREITO DAS OBRIGAÇÕES II
PROF. ROMANO MARTINEZ
Faculdade de Direito de Lisboa
DISCLAIMER Estes apontamentos não dispensam o estudo dos manuais recomendados peloProfessor Regente e Assistente.
 
Direito das Obrigações II - Lara Geraldes @ FDL
RESPONSABILIDADE OBJECTIVAResponsabilidade Civil§1: GENERALIDADES
. Antes de estudarmos a responsabilidade objectiva, seja ela pelorisco ou pelo sacrifício, cumpre tecer algumas considerações preliminares e recordar ospressupostos gerais da responsabilidade civil.A responsabilidade civil é uma fonte de obrigações, maxime a obrigação deindemnizar que, como sabemos, é exclusivamente legal: encontra-se, por isso, tipificada nalei [arts. 562º ss].Enquanto excepção à regra geral de imputação dos danos na esfera jurídica ondeocorrem, a responsabilidade civil consiste no conjunto de factos que dão origem à obrigaçãode indemnizar os danos sofridos por outrem [ressarcibilidade].Relativamente à distinção entre responsabilidade subjectiva e objectiva, importarecordar:
Responsabilidade subjectiva ou delitual: a responsabilidade civil pressupõe,regra geral, culpa [art. 483º-2]. A culpa deve ser aqui entendida como umjuízo moral ou de censura da conduta, seja ela praticada com dolo ou meraculpa. A actuação do agente é, assim, ilícita e culposa: um delito, enfim.
o
As responsabilidades obrigacional e extra-contratual são, em regra,subjectivas, assentando no princípio da culpa: vg devedor que faltaao cumprimento da obrigação, com culpa [responsabilidadesubjectiva obrigacional].
Responsabilidade objectiva: constitui uma excepção à regra geral daresponsabilidade subjectiva ou delitual [art. 483º-2], que o dano éprovocado, ainda que independentemente de culpa do agente. Pressupõeum dano, como toda a responsabilidade civil, mas não existe delito.Modalidades de responsabilidade objectiva, consoante o tulo deimputação:
2
 
Direito das Obrigações II - Lara Geraldes @ FDL
o
Pelo risco: tipificada na lei [art. 483º-2], aplica-se às práticas deactividades humanas lícitas, normalmente geradoras de prejuízo [vgcirculação automóvel]; do risco inerente a essas actividades resultao dever de reparar o dano.
Funções:
Função principal: reparação do dano
Função acessória: prevenção
o
Pelo sacrifício ou por acto lícito: a lei autoriza o agente a agir,causando prejuízos a outrem e correlativa obrigão decompensação desses danos [vg constituição de servidão legal depassagem].
Função exclusiva: reparação do dano.
o
As responsabilidades obrigacional e extra-contratual podem ser,excepcionalmente, objectivas, independentemente de qualquerculpa: vg devedor que falta ao cumprimento da obrigação, semculpa [responsabilidade objectiva obrigacional, art. 800º].
§2. PRESSUPOSTOS
. Sumariamente iremos enunciar cada um dos pressupostos daresponsabilidade civil.Face ao disposto no art. 483º-1:
Facto
Ilicitude [“violar ilicitamente”]
o
Não se verifica na responsabilidade por facto lícito
Culpa [“com dolo ou mera culpa”]
o
Prescinde-se na responsabilidade pelo risco
Dano [“pelos danos”]
Nexo de causalidade entre facto e dano [“resultantes da violação”]
3

Activity (75)

You've already reviewed this. Edit your review.
Adones Maloa added this note
bem resumido
1 thousand reads
1 hundred reads
coimbracity liked this
Andreia Rambo liked this
coimbracity liked this
coimbracity liked this
Emídio Maranha liked this
Edson Ventura liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->