Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
ESTRUTURA BÁSICA DO SONETO

ESTRUTURA BÁSICA DO SONETO

Ratings: (0)|Views: 127|Likes:
Published by João Bosco

More info:

Published by: João Bosco on Jan 28, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC or read online from Scribd
See more
See less

01/03/2015

 
ESTRUTURA BÁSICA DO SONETO
Soneto (do Italiano 'sonetto', pequena canção ou, pequeno som) é um tipo de poema deforma fixa, composto por 14 versos. Originalmente composto para ser cantado, como o próprio nome sugere.EstruturaSua estrutura tem 3 formas de distribuição dos versos:Soneto italiano ou petrarquiano: 2 quartetos ou estrofes de 4 versos e 2 tercetos ouestrofes de 3 versos;Soneto inglês ou Shakespeariano: três quartetos e um dístico (estrofe de 2 versos;Soneto monostrófico: O qual apresenta uma única estrofe de 14 versos.Soneto heptrostrófico: disposto em 2 sétimas ou estrofes de 7 versos.Quebrando este paradigma, podemos encontrar sonetos com o acréscimo de até 3versos. Chama-se de estramboste este tipo de acréscimo. Estramboste significaextravagante ou irregular. Quando foge-se à regra dos 14 versos, temos um sonetoirregular ou um estrambotto. Podemos encontrar Miguel de
Ao TÚMULO DO REI FELIPE II EM SEVILLA
(Miguel de Cervantes)Voto a Deus que me espanta esta grandezae que desse um dobrão por descrevê-la, porque a quem não surpreende e maravilhaesta máquina insigne, esta riqueza?Por Jesus Cristo vivo, a cada peçavale mais de um milhão, e que é manchaque isto não dure em um século, oh grande Sevilha,Roma triunfante em ânimo e nobreza!Apostarei que o anima do morto por gozar este lugar hoje tem deixadoa glória onde vive eternamente.Isto ouviu um valentão e disse: "É verdadeiroquanto diz você, senhor soldado,E o que disser o contrário, mente."E depois, incontinente,calou o chapéu, requereu a espadaolhou de soslaio, fosse e não teve nada.O soneto deve ter seguir uma estrutura lógica com começo, meio e fim. No primeiroquarteto, dá a introdução e a ideia do conteúdo do soneto. O desenvolvimento da idéiadeve seguir através do 2° quarteto e 1° terceto. A conclusão deve ocorrer no últimoterceto, par que o assunto não fique em suspenso ou inacabado. Ao último verso, cabe afunção de fechar o soneto com maestria, sendo por isso chamado de “cave de ouro”.Métrica:Quanto ao número de sílabas temos os clássicos alexandrinos, ou seja, dodecassílabos(12 sílabas), ms também encontramos ou hepta (7), octo (8), nona (9) deca (10) e
 
undecassílabos (11 sílabas). Pelo bem da estética, deve-se manter a simetria inter versosou seja, cada verso deve ter a mesma quantidade de sílabas do primeiro.A contagem de sílabas deve ser feita seguindo o critério da elisão que consiste emconsiderar como uma única sílaba a elisão ou ligadura de vogal do final de uma palavracom a inicial da seguinte, exceto em caso de palavras craseadas. As sílabas são contadasaté a sílaba tônica da última palavra do verso.Rimas:As rimas podem ser:ABBA-CDDC, DED, FEF ou ABAB-CDCD, CEC, FEF ou ainda, referentes aos doistercetos, EDE, FEF.Procuremos, sempre que pudermos ornar os sonetos com rimas ricas, evitando sempreas rimas de pé quebrado ou as rimas brancas, ou seja, ausência de rima.Um recurso muito usado é a criação de neologismos lógicos, quando a palavra não temrima como é o caso de "Mãe". Mas é um artifício que devemos usar com moderação ecomo último recurso, sem dele abusarmos.Prosódia:Palavra originária do grego 'prosodía' , é o estudo do ritmo, entonação e demaisatributos relacionados à fala. A prosódia descreve todas as propriedades sonoras da fala para evitar a silabada, ou seja, a transposição do acento tônico de uma sílaba para outra,caracterizando um erro de prosódia ou silabada.Cada verso deve ser lido ou declamado considerando dois acentos tônicos frasais e estaacentuação deve ser mantida para cada verso do soneto. Observe neste exemplo de Bilacque a acentuação frasal ocorre sempre na quarta sílaba do verso. Isto facilita tanto aleitura quanto ao musicista que irá compor a melodia, caso isso ocorra.OLAVO BILAC"Ora (direis) ouvir estrelas! CertoPerdeste o senso!" E eu vos direi, no entanto,Que, para ouvi-las, muita vez despertoE abro as janelas, pálido de espanto...E conversamos toda a noite, enquantoA via láctea, como um pálio aberto,Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,Inda as procuro pelo céu deserto.Direis agora: "Tresloucado amigo!Que conversas com elas? Que sentidoTem o que dizem, quando estão contigo?"E eu vos direi: "Amai para entendê-las!Pois só quem ama pode ter ouvidoCapaz de ouvir e de entender estrelas."
 
HISTÓRIA
Criado no início do século XII, na Sicília, o soneto era cantado na corte de Frederico IIHohenstaufen. Atribui-se a autoria do soneto a Jacopo da Lentini, vulgo Jacopo Notaro, poeta siciliano imperial, surgido como uma letra de música, com melodia diferente paracada estrofe.Sonetistas clássicos famosos:Dante Alighiere (Italiano), Miguel de Cervantes (Espanhol), Sá de Miranda e Luís Vazde Camões (Portuguêse),Outros grandes sonetistas em língua portuguesaAugusto dos Anjos, Cláudio Manuel da Costa, Cruz e Souza, Luís Vaz de Camões,Manuel Maria, Du Bocage, Olavo Bilac, Vinícius de Morais, Antero de Quental, etc.
REFERÊNCIAS:
Dr. Antônio Marchet Callou (in memoriam), Dentista, Professor e poeta . meu mestre emeu incentivador.http://www.sonetos.com.br/escrever.phphttp://pt.wikipedia.org/wiki/Soneto#cite_note-0http://pt.wikipedia.org/wiki/Pros%C3%B3dia
01. MATURA IDADE
JOÃO BOSCO ROLIM ESMERALDO
O tempo passa, e eu, voltado à lidaVejo, sem tempo, a vida despontar;Passo o tempo todo, sem contar a vida;Passo a vida sem poder contar.Quando era criança, o tempo não corriaVivia a correr, e o tempo não passava,Pura ilusão, a vida transcorria,Mas o futuro, parece, não chegava.Sem passatempo, a idade foi chegando,Quase sem tempo, os dias encolhendo.Passou-se o tempo, a vida encurtando.Como desejo, agora, estar revendo;Como criança, de novo, ir contando;O tempo em que vou envelhecendo.

Activity (2)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->