Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
3Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
definindo criatividade

definindo criatividade

Ratings: (0)|Views: 170|Likes:
Published by Karla Cruz

More info:

Published by: Karla Cruz on Jan 31, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/27/2015

pdf

text

original

 
 
Universidade de Brasília - IP - Instituto de Psicologia - PED -
Prof 
a
: Angela Virgolim - Psicologia da Criatividade
 
 Definindo a criatividade
Angela Virgolim
A definição de criatividade não é uma coisa simples, nem fácil, uma vez que a própria literaturasobre o tema aponta para a dificuldade de se obter uma definição única, que satisfizesse todo esteamplo campo de pesquisa. Assim, algumas definições tocam em pontos importantes, que passo adestacar a seguir.Ostrower (1987), por exemplo, concebe a criatividade como inerente à condição humana. Todosnós somos criativos, em graus diferentes. Assim, criar é basicamente dar forma a algo novo, o que podeacontecer no campo das idéias, quando se busca compreender um fenômeno, fazer novas relações entreeles, compreende-los em termos novos. Esta compreensão, por sua vez, abrange a capacidade derelacionar, ordenar, configurar, significar. O homem cria, não só porque quer, mas também porque precisa, pois como ser humano ele só pode crescer coerentemente, ordenado, dando forma, criando, deforma consciente e sensível no seu contexto cultural. Noller (1977) se refere à criatividade como a emergência de um produto novo, relevante pelomenos para a pessoa que cria a solução, constituindo-se numa
atitude
(ou seja, em ação ou disposiçãoem fazer) que implica em
conhecimento
(não se cria do nada, há sempre algum conhecimento anterior que dá a base à nova descoberta),
imaginação
(essencial para a novidade do processo) e
avaliação
(acrítica ajuda a refinar o produto final).Dando forma a uma definição pessoal através da combinação de vários pontos de vista que, juntos, tornam-se significativos, podemos dizer que³A criatividade é um potencial inerente ao ser humano, mas que necessita ser cultivado edesenvolvido, através do uso da imaginação, do conhecimento, da motivação para criar e do uso detécnicas específicas para fazer desabrochar o ato criativo, de forma que o indivíduo realize suas potencialidades como ser humano e traga uma efetiva contribuição para si mesmo como pessoa, paraseu ambiente mais próximo ou para a sociedade na qual se encontra inserido´ (Virgolim, 1991)
1
.
y
 
1
 
Virgolim, A. M. R. (1991).
Criatividade, autoconceito e atitudes com relação à escola entre alunos deescolas Abertas, Intermediárias e Tradicionais.
 Dissertação de Mestrado não publicada.
Universidadede Brasília, UnB, Brasília, DF.
 
 
Universidade de Brasília - IP - Instituto de Psicologia - PED -
Prof 
a
: Angela Virgolim - Psicologia da Criatividade
 
Outras definições
2
:
 
³CRIATIVI 
 D
 A
 DE 
é o processo que resulta em um produto novo, que é aceito como útil e/ousatisfatório por um número significativo de pessoas em algum ponto no tempo (Stein, 1974).
 
³CRIATIVI 
 D
 A
 DE 
é um comportamento produtivo, construtivo, que se manifesta em ações ourealizações, não necessitando ser, prioritariamente, um fenômeno ímpar no mundo, mas deve ser, basicamente, uma contribuição do indivíduo (Lowenfeld & Brittain1970).
 
³CRIATIVI 
 D
 A
 DE 
é a emergência na ação de um produto relacional que provém da naturezaúnica do indivíduo, por um lado, e dos materiais, acontecimentos, pessoas e circunstâncias de suavida, por outro (Rogers, 1978)´.
 
³CRIATIVI 
 D
 A
 DE 
é o processo de apresentar um problema à mente com clareza (ou seja,imaginando-o, visualizando-o, superpondo-o, meditando, contemplando, etc.), e logo originar ouinventar uma idéia, conceito, noção ou esquema segundo linhas novas ou não-convencionais;supõe estudo e reflexão mais do que ação. A criatividade resulta da combinação de processos ouatributos que são novos para o criador (Vervalin, 1980).
 
³CRIATIVI 
 D
 A
 DE 
é o processo de fazer e comunicar conexões significativas e novas para nosajudar a pensar muitas possibilidades; para nos ajudar a pensar e experienciar de várias formas,usando diferentes pontos de vista; para nos ajudar a pensar novas e inusitadas possibilidades; e para nos guiar no processo de gerar e selecionar alternativas (Isaksen & Treffinger, 1985).
 
³CRIATIVI 
 D
 A
 DE 
é um atributo dos sistemas sociais que fazem julgamento sobre os indivíduos.A criatividade é o produto da interação entre três subsistemas: o domínio, a pessoa e o campo. Odomínio representa a cultura onde um determinado comportamento tem lugar. O campo écomposto por indivíduos que conhecem as regras do domínio e que decidem se o desempenho doindivíduo é criativo ou não. A pessoa é o indivíduo que assimilou as regras do domínio,encontrando-se pronto para imprimir no campo suas variações individuais (Czikszentmihalyi,1988).
2
Em:
 Virgolim, A. M. R., Fleith, D. S., & Neves-Pereira, M. (2001).
 Toc, toc, plim, plim! Lidando com asemoções, brincando com o pensamento através da criatividade. 4ª. Ed. Campinas, SP: Papirus.
 
 
 
Universidade de Brasília - IP - Instituto de Psicologia - PED -
Prof 
a
: Angela Virgolim - Psicologia da Criatividade
 
 M 
ais Definições
G
alvão, M. M. (1992).
Criativa mente. Rio de Janeiro: Qualitymark.
 
Sempre que damos nome a alguma coisa, deixamos de entender e trabalhar com o seu significado.Quando temos um sentimento, que não sabemos o que é, ficamos em contato com ele, mas seconcluímos que era, por exemplo, saudade, parece que conseguimos arquivar o sentimento.Se a humanidade desenvolveu a linguagem, não temos por que ficar contra, mesmo porque ela nosé muito útil. Mas a discussão pelas definições pode ser uma forma de não falarmos de nós mesmos. Não considero muito importante chegar a uma conclusão sobre o que vem a ser criatividade, mas simconhecer sua importância e a sua relação com a necessidade de cada um.Considerando o próprio processo de criação, juntando partes de forma não sistemática para obter um sentido único para cada pessoa, espero cada um chegue' à sua própria definição, temporária, pois ossentidos das definições transformam-se muito através dos tempos.
 NO
D
 ICI 
ONÁ 
 RI 
O
 
Criatividade. S.f. 1. Qualidade de criativo. 2. Capacidade criadora;Engenho, inventividade.Criar (lat.creare) [V.t.d.]:1. Dar existência a; tirar do nada. 9. Adquirir, granjear.2. Dar origem a; gerar, formar. 10. Adquirir, cobrar.3. Dar princípio a; produzir, inventar, imaginar, suscitar . 11. Vir a ter.4. Formar-se, crescer, desenvolver-se; educar-se. 12. Originar, causar.5. Alimentar, sustentar. 13. Deixar-se possuir; cobrar.6. Instruir, educar. 14. Tomar, fazer instituir.7. Promover a procriação de. 15. Nascer, originar-se.8. Entregar-se à cultura de. 16. Estabelecer, fundar, instituir.
 N 
 A
PS 
 IC 
OLOG 
 IA
 
Criador (fr.
créatif;
ingl.
creative):
aquele que apresenta tendência acentuada à criação imaginativa,que é dotado de poder criador, de ³
creatividade
´, como é o caso, segundo Tramer, da criança pequena(H. Pierón, dicionário de Psicologia).
 

Activity (3)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
ffbenicio liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->