Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
5Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Brasil Paraguai Guaira

Brasil Paraguai Guaira

Ratings: (0)|Views: 2,066|Likes:
extraído do link: http://www.info.lncc.br/wrmkkk/pitaipu.html
extraído do link: http://www.info.lncc.br/wrmkkk/pitaipu.html

More info:

Categories:Topics, Art & Design
Published by: Alexandre Andre Dos Santos on Feb 05, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

11/26/2012

pdf

text

original

 
 Fronteira Brasil-Paraguai
 REGIÃO DE ITAIPU / GUAIRÁ
 BREVE NOTÍCIA HISTÓRICA
 
Wilson R.M. Krukoski
*
1) INTRODUÇÃO
Em 1965 o Paraguai levantou uma questão sobre a maneira de completar a"caracterização" da linha sêca na chegada ao rio Paraná. Para a compreensão desseproblema é importante inicialmente recordar que o estudo do limite em um trecho defronteira internacional é feito levando-se em conta três fases do estabelecimentodessa fronteira: a"delimitação", a"demarcação"e a"caracterização".
2) HISTÓRICO
Adelimitação neste trecho da fronteira foi estabelecida pelo Tratado de1872,que diz: "... pelo álveo do rio Paraná... Do Salto Grande das Sete Quedas continua alinha divisória
pelo mais alto da Serra de Maracajú
até onde ela finda".A demarcação nesta região terminou em 1874 quando, por ocasião da realização das últimas Conferências, ficou muito bem estabelecida a descrição deste trecho dafronteira: A linha limite seguiria no
" ... rumo geral de 53º SE ... com 46,3 km de
 
distância neste rumo chega à 5ª e mais importante das Sete Quedas, que sãoformadas pelo encontro da serra com o rio Paraná"
 
(12ª Ata de 8.jun.1874)
.Em 1927 foi assinado com o Paraguai um novo
 paradefinir o limite ao longo do rio Paraguai, que não havia sido incluído no Tratado de1872
(Não se sabia a quem correspondiam as terras da margem direita do rio, seao Paraguai ou à Bolívia)
. A principal finalidade deste tratado seria estabelecer amaneira como deveriam ser definidas as ilhas, neste trecho da fronteira
(Daconfluência do rio Apa, no rio Paraguai, até a entrada ou desaguadouro da Bahia Negra)
. Neste Tratado não há qualquer referencia à linha sêca de que estamostratando.Por ocasião do estabelecimento da Comissão Mista que iría realizar ademarcação deste Tratado, foi assinado em 1930 um
 para ofuncionamento de uma Comissão, que, além de definir detalhadamente os trabalhosa serem realizados ao longo do rio Paraguai, deu também a incumbência
(Art. 10º)
 de proceder à reparação ou substituição dos marcos construídos na fronteira sêca,por ocasião dademarcão de 1874; estabeleceu ainda que se construissem
"novosmarcos entre os já existentes, nas terras altas da referida fronteira ... de modoque cada trecho da linha divisória fique definido por uma poligonal retilínea,caracterizados os seus vértices pelos marcos existentes e pelos que foremconstruídos, cumprindo que de qualquer deles se possam avistar diretamenteos dois contíguos"
 Os trabalhos de melhoria dacaracterização da fronteira tiveram seu desenvolvimento normal. Tendo iniciado nas nascentes do Arroio Estrela
(ao Norte)
, seguiram implantando mais de oitocentos marcos, passando por Ponta Porã ePedro Juan Caballero, tendo sido dividida esta Linha Sêca em quatro Setores.
3) DECADA DE 1960
Quando se procurava chegar na parte final do IV Setor, havia a possibilidadede seseguir pelas "terras altas" até o rio Paraná por duas linhas: uma mais ao Sul, visandochegar à citada
5ª e mais importante das então Sete Quedas
e outra mais ao Norte,chegando em um banhado, no remanso formado pelo rio Paraná, antes do rio cairnas grotas das "Sete Quedas".
 
 Foi nesta ocasião que o Paraguai levantou a questão, querendo a solução mais aoNorte, alegando que este trecho da fronteira tinha que ser melhordemarcado pela Comissão Mista, desconhecendo que os trabalhos atribuidos à Comissão eramapenas decaracterização,uma vez que os trabalhos dedemarcação nesta parte da fronteira já tinham terminado no século anterior, em 1874; devendo portanto a linhade fronteira chegar na barranca do rio Paraná, junto à "5ª e mais importante das SeteQuedas".
4) TRATADO DE ITAIPU
Na década de 1960 iniciavam-se os estudos para o aproveitamento hidroelétrico daregião. Tendo-se em conta que
o potencial hidroelétrico é função principalmenteda quantidade de água e do desnível
, as águas pertencentes ao Pargauaiencontravam-se em frente da 5ª queda, na parte de baixo, já não havendo desnível e,portanto, sem potencial. O sentido das quedas era de Leste para Oeste, do ladobrasileiro para o paredão no lado paraguaio.Esta a razão da insistência paraguaia em deslocar o limite para uma posição mais aoNorte, terminando a montante das Sete Queda, em águas altas.

Activity (5)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Naná Linda liked this
adailantonio8800 liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->