Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
3Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Cristianismo versus Pós-Modernismo: Quem nós éramos? Quem nós somos? E quem nós estamos nos tornando? (Parte I).

Cristianismo versus Pós-Modernismo: Quem nós éramos? Quem nós somos? E quem nós estamos nos tornando? (Parte I).

Ratings: (0)|Views: 137 |Likes:
Published by Uziel Santana
Artigo publicado no Jornal Correio de Sergipe em 09 de novembro de 2007.
Artigo publicado no Jornal Correio de Sergipe em 09 de novembro de 2007.

More info:

Published by: Uziel Santana on Nov 10, 2007
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/08/2014

pdf

text

original

 
(*) UZIEL SANTANA
CRISTIANISMO
versus
PÓS-MODERNISMO:Quem nós éramos? Quem nós somos? E quem nós estamos nostornando? (Parte I)
O homem é a medida de todas as coisas, das coisas que são, enquanto são, das coisasque não são, enquanto não são
” (Protágoras de Abdera, 480 a 410 a.C.) --- “
 Eu Sou oCaminho, a Verdade e a Vida
” (Jesus Cristo – em João 14:6)O propósito essencial e
leitmotiv
desta nova série de artigos que passamos a escrever élevar o leitor à reflexão – e, conseqüente, discussão – sobre o mundo em que vivemos,tomando-se em consideração, especialmente, os fundamentos culturais e valorativos daque conformam o (in)consciente individual e coletivo da nossa sociedade.A idéia é tentarmos conhecer e compreender as razões e os porquês de sermos quem nóssomos e quem nós estamos nos tornando, seja no contexto da família, seja no contextoda escola, seja no contexto do trabalho, seja no contexto religioso.A idéia, também, é tentarmos desvelar os valores que motivam as nossas ações e ascausas e fundamentos do contexto existencial no qual, queiramos ou não, estamosinseridos ou, mais que isso, verdadeiramente, submersos. Não é à toa que os chamados sete pecados capitais (São Tomas de Aquino,
in
“SumaTeológica”, 1.273) luria, avareza, soberba, ira, inveja, gula e preguiça (eacrescentaríamos aí a “rebelião”, no sentido de insubmissão total e de “
quem manda emmim sou eu
!”) –, mais do que nunca, em alto grau e medida, têm feito parte daindividualidade humana e têm se tornado elemento de ligação na teia das relaçõessociais e institucionais.Por que assim o é? Por que assim tem sido? Por que, em vez dos sete pecados capitais,não conhecemos e praticamos as setes virtudes fundamentais “humildade, disciplina,amor, castidade, paciência, generosidade e temperança”? Não é à toa, tamm, que hoje, mais do que nunca, o temos mais referenciaisabsolutos a serem evidenciados e tomados como padrão de conduta. Tudo é relativo edepende do prisma do observador, de modo tal como se o homem, individualmente, por si só, fosse a medida de todas as coisas, como afirmou o sofista Protágoras cerca de 500anos antes de Cristo e como pregaram e levaram, tal idéia, às últimas conseqüências, osiluministas, a partir do século XVIII da era Cristã. Aliás, conforme veremos nesta série,esse pensamento sofista e ateísta levado à cabo, como mentor e motor da história, nosúltimos 200 anos, por intelectuais, por governos e instituições, explica, essencialmente,o que somos hoje e os porquês do estado de mazela moral e social em que nosencontramos.Em verdade, vivemos hoje uma dicotomia existencial que precisa ser compreendida emnossas mentes, a fim de que nos posicionemos e saibamos pautar as nossas ações. Taldicotomia existencial se constitui porque, olhando o mundo pelo prisma cultural,científico e filosófico, estamos vivendo sob os fundamentos valorativos do chamado pós-modernismo. Por outro lado, olhando, agora, o mundo pelo prisma moral-religiosoe institucional, estamos, ainda, vivendo sob a égide e os fundamentos valorativos dachamada “
 Era Cristã 
”.

Activity (3)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Leandro liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->