Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
18Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
A alimentação na medicina tradicional chinesa - Prevenir é mais fácil que curar

A alimentação na medicina tradicional chinesa - Prevenir é mais fácil que curar

Ratings:

5.0

(1)
|Views: 5,991|Likes:
Published by uma luz

More info:

Published by: uma luz on Aug 22, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOC, TXT or read online from Scribd
See More
See less

11/24/2012

pdf

text

original

 
A ALIMENTAÇÃO NA MEDICINA TRADICIONALCHINESA: PREVENIR É MAIS FÁCIL QUE CURAR
Dra. Rita Maria Chaves de Córdova* 
Nos nossos tempos, vem se desenvolvendo gradativamente nasociedade humana, a consciência da importância da alimentaçãocomo processo de manutenção da saúde. Embora, a alimentaçãoesteja ainda, fortemente pautada no “prazer de comer”, as pessoas já tem pelo menos uma noção, à guisa de informações ventiladaspelos meios de comunicação de massa, de doenças que podem sedesenvolver através de uma habitual alimentação desregrada.Mas, o que é uma alimentação equilibrada? Qual a melhor dieta,de tantas e tão variadas em concepção e regras? O que significauma “alimentação correta”? Existe uma dieta que serve para manter a saúde de todas as pessoas?A impressão que temos é que basta mantermos os níveissanguíneos corretos de colesterol, triglicérides, glicose e outrassubstâncias relacionadas à alimentação para a conquista da saúdeperfeita. Na mesma linha de pensamento, o consumo do númeroideal de calorias, bastaria para manter a forma perfeita. Mas, quem já se aventurou por esse caminho espinhoso ä procura daalimentação ideal, sabe que os resultados não são tão matemáticoscomo prometem e que cada um de nós tem hábitos alimentarescultivados desde a infância e que, via de regra, não foramadquiridos visando a saúde, simplesmente. Por outro lado, vivemosnuma época conturbada, onde o estresse psíquico e físico é umaconstante, na luta pela sobrevivência e pela conquista de bens deconsumo e qualidade de vida, gerando grande ansiedade,considerada hoje, como uma das principais causas da obesidade. Éum grande paradoxo, que na busca pela “qualidade de vida” a vidavá passando... Sem qualidade alguma. A pergunta que fica é: Qualé a dieta ideal?Infelizmente, não existe! Não existe uma dieta ideal para todasas pessoas. Existe sim, uma forma de se alimentar individual, quevaria conforme as características constitucionais de cada pessoa,seus possíveis desequilíbrios físicos e psíquicos, seu estilo de vidae as variações de clima a que está submetida. É o que nos diz aMedicina Tradicional Chinesa.Diferentemente de nós ocidentais, que apoiados na lógica dopensamento cartesiano, nos voltamos para o conhecimento
 
profundo dos processos de adoecimento do organismo, visando adescoberta de meios eficazes de combater as doenças, osorientais, baseando-se na observação da natureza dos processoscósmicos e do ser humano, preocuparam-se em descobrir formasde os organismos preservarem a harmonia e o equilíbrio,conservando assim, a saúde.Desta forma, toda filosofia e conhecimento médicos orientaisvisam, em primeiro plano, a manutenção da saúde e depois, otratamento dos desequilíbrios conforme a evolução do processo deadoecer.Dentro deste contexto de pensamento, presume-se que há maisou menos quatro mil anos, começou a desenvolver-se a MedicinaTradicional Chinesa. O pensamento chinês – “esperar ter sede paracavar um poço, pode ser muito tarde”- reflete toda a visãopreventiva desta medicina, sob todos os aspectos.Esta prevenção baseia-se na alimentação, em técnicas deaprimoramento da respiração, em exercícios físicos regulares, nautilização de ervas medicinais e no desenvolvimento de um trabalhointerior, para pacificar as emoções e levar ao autoconhecimento.Estes pressupostos foram calcados em estudos profundos sobrea individualidade dos organismos, com suas característicashereditárias, biótipos, propensões a desenvolver determinadoscomportamentos e hábitos, fragilidades constitucionais e aporteenergético, a par de investigações sobre a qualidade e a quantidadede alimentos adequada a cada um. Criou-se dessa forma, aDietética da Medicina Tradicional Chinesa, como um sistema não de prevenção, mas também curativo, pois o conhecimentodetalhado sobre os efeitos dos variados grupos alimentares nafisiologia humana, permite que a alimentação seja um recursocomplementar a quaisquer outras técnicas de tratamento, oumesmo, a terapia principal, como nos casos em que indivíduosnecessitem mudar hábitos alimentares para permanecerem sadios.A Alimentação, verdadeira fonte da energia adquirida, é formadados nutrientes e da essência que formam e põem em atividadetodas as estruturas orgânicas. O recém nascido pesa em torno de3000g e o adulto, em torno de 80000g. Foi por meio dos alimentosde origem celeste e terrestre, que foi incorporada toda essa matéria,de modo que, a alimentação é o fator que propicia a formação docorpo físico e da energia necessária para manter o dinamismo daforma.A relação interdependente e complementar da energia e damatéria é o meio indissolúvel de se manter a vida. O tipo, aqualidade, a quantidade e o horário da alimentação podem nos
 
condicionar um corpo físico e energético adequado ou inadequadopara nossas atividades, mantendo um organismo sadio ou cada vezmais propenso, precocemente, a originar um processo deadoecimento que pode assumir proporções crônicas e evolutivas.É importante lembrar, que somos literalmente, o que comemos,uma vez que o alimento ingerido vai se transformar em nutrientesque incorporados ao sangue circularão por todo o organismoabastecendo todos os sistemas e transformando-se em tecidos eenergia. Daí a importância do sistema alimentar da MedicinaChinesa, uma vez que permite a cada um alimentar-se seguindo asua natureza individual e única.A concepção filosófica na qual se apóia a Medicina TradicionalChinesa se baseia em três premissas básicas: a Teoria do Yang-Yin(condição primordial e essencial para a gênese de todos osfenômenos naturais), a Teoria dos Cinco Movimentos (água,madeira, fogo, terra e metal) e a Teoria dos Zang Fu (órgãos evísceras).Yang e Yin sãos os dois aspectos essenciais e específicos quecompõe tudo que existe no Universo. O Yang representa todos osaspectos que se caracterizam por atividade, calor, movimento,claridade, força, expansão e polaridade positiva. Também o homemé representado como Yang. O Yin representa o oposto do Yang, ouseja, os aspectos que se caracterizam por repouso, frio, inatividade,escuro, implosão, retração e polaridade negativa. Também a mulher é representada como Yin. Assim Sol e Homem são Yang. Terra eMulher são Yin.A Teoria dos Cinco Movimentos baseia-se na observação daespecificidade e evolução dos fenômenos naturais. Assim, omovimento Água representa os fenômenos naturais que secaracterizam por retração, profundidade, frio, declínio, queda eeliminação. O movimento Madeira representa os aspectos decrescimento, movimento, florescimento e síntese. O movimentoFogo representa todos os fenômenos naturais que se caracterizampor ascensão, desenvolvimento, expansão e atividade. Omovimento Terra representa os fenômenos naturais que setraduzem por transformação e mudança. O movimento Metalcaracteriza os processos naturais de purificação, seleção, análise elimpeza. Existe um intercâmbio e uma transformação contínua deum movimento para outro, regulando o ciclo vital de todos osorganismos.A Teoria dos Zang Fu ( Zang = órgão, Fu = víscera) mostra aconcepção da Medicina Chinesa sobre os órgãos internos.Consideram-se três aspectos distintos: o energético, o funcional e o

Activity (18)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Jane Sousa liked this
Nuno Cavaleiro liked this
RicardOli liked this
soniaguimaraes liked this
Viviane Freitas liked this
Carlos Grilo liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->