Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
5Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Resenha História Medieval - Maomé e o Islamismo: A civilização Islâmica e seu contato com o Ocidente

Resenha História Medieval - Maomé e o Islamismo: A civilização Islâmica e seu contato com o Ocidente

Ratings: (0)|Views: 729 |Likes:
Published by narcoleptica_

More info:

Published by: narcoleptica_ on Feb 26, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/07/2013

pdf

text

original

 
3 
Maomé e o Islamismo
 IntroduçãoOs árabes se fixaram no deserto da península arábica há aproximadamente 3.500 anos,essencialmente divididos entre os que viviam em centros urbanos e os beduínos, comerciantes epastores nômades do deserto. Os laços de união étnica eram basicamente pela língua comum eestrutura religiosa similarmente caracterizada pela crença em entes sobrenaturais (gênios, anjos edemônios) e o culto aos seus ancestrais, compondo um panteão de deuses diferentes em cada tribo.Em cada cidade, no entanto, havia sempre um templo, para que os viajantes adorarassem seusdeuses enquanto estivesse longe de suas comunidades. A estrutura religiosa e de governo eraadministrada por conselhos formados por representantes das famílias mais poderosas.No século VII, Maomé (570-632), estabeleceu as bases de uma nova religião com influenciasdo judaísmo, cristianismo e masdeísmo. Do judaísmo e do cristianismo aproveitou-se muitas dastradições e, fundamentalmente, a percepção monoteísta de Deus, com todas suas características. Domasdeísmo herdou a crença de que as forças da natureza eram influenciadas e estavam em conflitopor dois princípios básicos: o do bem e do mal estarem em eterna contradição. Das tradiçõesjudaicas e cristãs, o islamismo absorveu as visões de alguns profetas, ente eles Moisés. Jesus Cristo étambém respeitado como profeta com o poder de fazer milagres, mas não é reconhecido em suadivindade, tampouco como filho de Deus.Mas para apresentar a problemática da posição da mulher nesta sociedade, é necessárioque, primeiro se conheça sua história, formação, disseminação. É preciso conhecer a sociedade comoum todo. 1.
 
Uma Introdução ao Islamismo  do nascimento aos dias atuaisA península arábica, na era pré-islâmica era um grande altiplano desértico cercado porcadeias de montanhas e coberto de areia, impôs condições geográficas duras às populações árabespré-islâmicas, que se adaptaram de forma aleatória e variada. A diferença de clima entre o norte e osul estabeleceu fator fundamental para determinar as condições de vida. No sul, os ventos sazonaisnaturais do oceano Índico favoreciam a agricultura. Enquanto que no norte e no centro da península,as grandes extensões desérticas e as estepes deixavam o cultivo inviável, a não ser nos oásis, eimpunham a seus habitantes uma vida nômade.
 
4
  Maomé, o grande responsável pelo nascimento do Islamismo nasceu em uma importantetribo em Meca, em uma sociedade tomada pela estagnação da política e religião politeísta. É este ohomem que o Islamismo tanto admira e que cumpriu vários papéis, e entre eles o de elaborar asescrituras sagradas, o disseminador de uma religião que nasce no séc. VII e que todo homem emulher dentro da sociedade Islâmica segue a risca.Ao ficar viúvo de sua primeira esposa, recebe todos seus bens e passa a ter independênciafinanceira, e aos quarenta anos recebe uma revelação, é de onde começa a nascer o Alcorão, emseguida, começa a pregar o monoteísmo, o que gera oposição dos governantes e da elite de Meca,começa assim uma perseguição a Maomé, que foge para Yathrib (Medina) onde se torna governante,fazendo alianças políticas com as tribos vizinhas e com isso inicia-se o calendário islâmico, no ano de622 d.C.. Com sua morte em 632 d.C., ocorre a escolha do Califa (sucessor do Profeta), que passa aser seu sogro, que falece dois anos após assumir. Em seguida, Omar, genro de Maomé se torna onovo Califa, e continua como tal até seu assassinato em 6
44
d.C., logo após sua morte outro genro deMaomé, Otmã é eleito e permanece até 656 d.C. quando é morto por uma rebelião popular, e comessa morte inicia-se uma guerra civil entre o governador da Síria Muwyia e Ali, genro de Maomé,pelo título de novo Califa e dono do poder; acontece então a divisão dos muçulmanos entre:- Xiitas (crentes na linhagem de Maomé para Califa  radicais)- Sunitas (respeitam os Xiitas, mas acreditam em outras formas de escolha  flexíveis) Com o término da linhagem de Maomé, nasce o califado omíada. A dinastia omíada começaem 661, com Moawia I, e é finalizado em 750. A capital muda de Medina para Damasco, cada califaindicava como herdeiro seu filho -- o que rompia a tradição dos primeiros sucessores de Maomé.Transformam a organização tribal em monarquia centralizada. O sistema administrativo e fiscal queimpõem propicia um grande enriquecimento do império e favorece a islamização, pois os súditos nãomuçulmanos dos territórios vinculados tinham que pagar impostos mais significativos que osconvertidos à nova fé. A dinastia omíada impulsionou a arquitetura e criou as grandes mesquitas deDamasco, Medina e Jerusalém.O califado abássida muda a sede do império para o Iraque e situa a capital em Bagdá. Osabássidas, e o grande número de persas em que se apoiavam, transformaram-se em restauradoresda tradição islâmica, supostamente trapaceada pelos omíadas. Reforçaram a teocracia, aumentandoo poder do califa. O êxito da conspiração que havia elevado o poder da dinastia determinou umaatitude condescendente quanto à diversidade étnica e cultural que sustentava. O califado sofreu
 
5 grande influência da civilização persa, que adotou o sistema muçulmano em suas estruturas e regras,mesmo que superficialmente. Em concordância com a tradição persa, o direito divino do monarcafortaleceu-se e o sistema político islâmico alcançou seu perfil definitivo. O novo califado assumiu opapel de defensor da fé, mais forte e menos questionado, já que não existia uma hierarquia religiosareconhecida.Império otomano e origem do mundo islâmico moderno. O Império Otomano perdurou porseis séculos, o que representou o estado muçulmano mais importante da era moderna. Osotomanos, originários do noroeste de Anatólia, ampliaram seu poder até a Europa, dos Bálcãs à Síria,Egito e Iraque. A partir do século XVIII, seu declínio começou a se manifestar, apesar das tentativasisoladas de revigorar o império, cada vez mais definhado. As regiões européias sob domínio otomanoacabam se tornando independentes, tais como Grécia, Sérvia, Bulgária etc. O Egito libertou-se ereorganizou-se, adaptando sua estrutura administrativa em moldes ocidentais; o país alcançou aindependência com apoio britânico e conquistou o Sudão. Mas a abertura do canal de Suez limitouessa independência, devido ao interesse dos poderosos países europeus pela atividade comercialnaquela região. A França tomou a Argélia e estabeleceu um protetorado em Túnis. A Itáliaconquistou a Tripolitânia. As províncias orientais do império otomano desmembraram-se. A Índia,parcialmente islamizada, foi dominada pelo Reino Unido no século XIX, e o Irã sofreu invasões derussos e britânicos.O Islamismo é hoje em dia, a segunda maior religião do mundo, ultrapassando os 50% dasnações em três continentes. O número de adeptos da religião mundialmente já passa dos 935milhões, como mostra a tabela a seguir:
           

Activity (5)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Luana Ferraz liked this
César Lasso liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->