Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword or section
Like this
33Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Manual de Tecnologia de Aplicação - ANDEF

Manual de Tecnologia de Aplicação - ANDEF

Ratings: (0)|Views: 5,680 |Likes:
Published by sartoori

More info:

Published by: sartoori on Mar 03, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/15/2013

pdf

text

original

 
3
Apresentação
Toda vez que se pretende realizar um tratamento fitossanitário com a utilização deprodutos químicos é necessário responder, no mínimo, três perguntas para garantirbons resultados agronômicos:
Qual é o alvo biológico que precisa ser controlado?
Qual o tratamento mais adequado?
Como realizar uma aplicação eficaz?A aplicação errada de produtos químicos é sinônimo de prejuízo, pois além degerar desperdício e poder causar resistência, aumenta consideravelmente os riscosde contaminação das pessoas e do ambiente.De uma forma geral, até 70% dos produtos pulverizados nas lavouras podem serperdidos por má aplicação, escorrimento e deriva descontrolada.Para melhorar este desempenho, são essenciais a utilização correta e segura dosprodutos fitossanitários e a capacitação da mão-de-obra para o uso seguro dosequipamentos de aplicação.Esta publicação foi desenvolvida com o objetivo de dar orientações básicas aosprofissionais que trabalham na aplicação de produtos fitossanitários e de ajudarna realização de uma aplicação eficaz.
Índices para catálogo sistemático:
1. Tecnologia de Aplicação2. Produtos Fitossanitários - Tecnologia de aplicaçãoManual de tecnologia de aplicação/ANDEF - Associação Nacionalde Defesa Vegetal. -- Campinas, São Paulo : Linea Creativa,2004.1. Tecnologia de Aplicação2. Produtos Fitossanitários
 
4
Índice
1. TECNOLOGIA DE APLICAÇÃO...........................................................06
1.1 Diferença entre pulverização e aplicação........................................061.2 Diferença entre regular e calibrar o equipamento...........................061.3 Interação entre o produto e o pulverizador.....................................061.4 Volume de pulverização a ser utilizado...........................................091.5 Tamanho das gotas.........................................................................091.6 Pontas de pulverização...................................................................101.7 Influência das condições climáticas................................................14
2. ESCOLHA DO EQUIPAMENTO DE PULVERIZAÇÃO........................15
2.1 Pulverizador costal manual............................................................152.2 Pulverizador costal motorizado......................................................182.3 Pulverizador tratorizado com mangueira epistola de pulverização....................................................................202.4 Pulverizador tratorizado de barras.................................................222.5 Turbopulverizador...........................................................................242.6 Pulverização com aeronave............................................................26
3. APLICAÇÃO COM PULVERIZADORES COSTAIS..............................27
3.1 Calibração do pulverizador costal manual......................................27
4. APLICAÇÃO COM PULVERIZADORES TRATORIZADOS..................29
4.1 Calibração do pulverizador tratorizado com mangueiras................29
 
5
4.2 Calibração do pulverizador tratorizado de barras...........................314.3 Calibração do turbopulverizador....................................................33
5. APLICAÇÃO COM AERONAVE...........................................................38
5.1 Faixa de deposição.........................................................................385.2 Altura de vôo..................................................................................395.3 Tipo/número de bicos nas barras de pulverização...........................395.4 Ângulo dos bicos em relação à linha de vôo...................................395.5 Controle da deriva..........................................................................39
6. AVALIAÇÃO DAS PULVERIZAÇÕES.................................................407. CUIDADOS COM OS PULVERIZADORES..........................................43
7.1 Antes da utilização.........................................................................437.2 Como trabalhar com o pulverizador................................................437.3 O que fazer após usar o pulverizador..............................................44
8. CUIDADOS COM O AMBIENTE.........................................................45
8.1 Controle de deriva..........................................................................458.2 Causas da deriva.............................................................................468.3 Importância do controle da deriva..................................................478.4 Cuidados para não contaminar as coleções de água.......................488.5 Lavagem das embalagens vazias.....................................................48
9. BIBLIOGRAFIA CONSULTADA..........................................................49

Activity (33)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Ana Caroline liked this
Ana Caroline liked this
Dariene Maria liked this
tulioam liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->