Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
18Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
MANDADO DE SEGURANÇA - MP 415

MANDADO DE SEGURANÇA - MP 415

Ratings:

4.63

(8)
|Views: 5,318 |Likes:
Published by Dra. Stella
Mandado de segurança interposto quando da criação da MP 415/2008
Mandado de segurança interposto quando da criação da MP 415/2008

More info:

Published by: Dra. Stella on Aug 25, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/24/2013

pdf

text

original

 
EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA COMARCA DE _________________________________
 _____________________________, pessoa jurídica deDireito Privado, regularmente constituída e inscrita no CNPJ/MF sob o  _____________________________, estabelecida na Av. Rio Formoso, 321, centro,nesta cidade e Comarca de ____________________________, neste ato representadapelo seu representante legal, __________________________, brasileiro, casado,portador do RG nº ______________________, CPF/MF nº __________________, podendoser encontrado na sede da empresa a qual representa (endereço supracitado), por meiode seu advogado
in fine
assinado o qual tem endereço na _______________________________, onde recebe as intimações e demais comunicações,vem perante Vossa Excelência impetrar o presente
MANDADO DE SEGURANÇA
com pedido liminar
contra ato ilegal e arbitrário do
CHEFE DO POSTO POLICIAL DA POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL DE ___________________________
, Sr. Fulano de Tal, podendo ser encontrado no Postoda Polícia Rodoviária Federal no Estado do __________________, situado na RodoviaFederal ________________, km _____, munipio ____________, deduzindo suapretensão com base nos fatos e fundamentos jurídicos a seguir articulados
I – DA SÍNTESE DOS FATOS
O impetrante possui um estabelecimento comercialsituado na ______________________, centro, nesta cidade e Comarca de ________________.Em sua atividade comercial, o impetrante atua nocomércio varejista de bebidas alcoólicas bem como produtos alimentícios, contando,atualmente, com ___ (___) empregados, além de si próprio.
 
Destaque-se, outrossim, que a clientela do impetrante écomposta, em sua maioria, por pessoas residentes na cidade de __________________,muitos dos quais NÃO SÃO MOTORISTAS.O fato é que, em 21 de janeiro de 2008, foi editada aMedida Provisória nº 415/2008 e, posteriormente, seu regulamento – Decreto nº 6.366,de 30 de janeiro de 2008 –, proibindo a comercialização de bebidas com teor alcoólicoigual ou superior a 0,5º Gay-Lussac, na faixa de domínio de rodovia federal ou em localcontíguo à faixa de domínio com acesso direto a rodovia.Em que pese o estabelecimento comercial impetrantenão se enquadrar nos casos de incidência da MP nº 415/2008, o mesmo teme ser vítimade ilegalidade e abuso de poder, a serem praticados por agentes da Polícia RodoviáriaFederal, a mando do chefe do Posto Policial da Polícia Rodoviária Federal.Por esse motivo, o impetrante se impedido deexercer na plenitude a sua atividade comercial, haja vista o manifesto risco (ilegal,frise-se) de ser multado a qualquer momento pela Polícia Rodoviária Federal – PRF, poreventual desobediência à Medida Provisória ora citada, consoante disposto no art. 3º danorma em comento.O estabelecimento comercial impetrante vem sofrendovários prejuízos de ordem econômica não apenas deixando de vender mercadorialegalmente permitida no país como tendo que estocar o produto que já era exposto àvenda, diante da repentina proibição.Em razão do ato ilegal do chefe do Posto Policial daPolícia Rodoviária Federal, o impetrante vem passando por sérias dificuldades desde aproibição, a qual, diga-se de passagem, diminuiu em muito o ativo, motivo pelo qualmais cedo ou mais tarde terá que fazer corte de pessoal.
II – DOS FUNDAMENTOS JURÍDICOS
O Mandado de Seguraa é redio constitucionalcontra ato abusivo de autoridade pública ou agente no exercício de suas atribuiçõesprevisto no artigo 5º, inciso LXIX
1
, da Constituição Federal.A Lei 1.533/51 regulamenta os procedimentosprocessuais aplicáveis ao Mandado de Segurança, exigindo a demonstração do direitolíquido e certo e da violação desse direito.Assim, a função precípua do Mandado de Segurança é aproteção de direito líquido e certo, em caso de violação (repressivo) ou fundado receiode violação (preventivo) por ato de autoridade pública, requisitos estes plenamentepresentes
in casu
, como se passa a evidenciar a partir de agora.
II.a. – Do direito líquido e certo do impetrante
1
 
“LXIX – conceder-se-á mandado de segurança para proteger direito líquido e certo, não amparado por 
habeascorpus
ou
habeas data
, quando o responsável pela ilegalidade ou abuso de poder for autoridade pública ou agente de pessoa jurídica no exercício de atribuições do Poder Público.”
 
Como é cediço, um dos requisitos para concessão doMandado de Segurança é a demonstração cabal do direito líquido e certo do impetrante.Segundo a jurisprudência e doutrina modernas,
direitolíquido e certo
é aquele resultante de fato certo e que pode ser comprovado de plano.Identificado o direito líquido e certo e sua violação ou justo receio de violação porautoridade pública, a segurança deverá ser concedida. Neste sentido:
16144670 MANDADO DE SEGURAA PROCESSUAL CIVIL CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS – PAI – AUTUAÇÃO – DESCONSTITUIÇÃO DENFLD – ALEGAÇÃO DE DIREITO LÍQUIDO E CERTO – INEXISTÊNCIA –CARÊNCIA DE AÇÃO – EXTINÇÃO DO PROCESSO – CF, ART. 5º, LXIX –LEI 8212/91 (ART. 28, I) – LEI 9528/97 – DECRETO Nº 89.312/79(ART. 135) – DECRETOS 356 E 612/92 – CTN, ARTIGO 151, IV CLT,ARTIGO 389, §§ 1º E 2º, E 458 – CPC, (ART. 267, VI) –
1. O direitolíquido e certo é condição constitucional da ação do Mandado deSegurança.
(STJ – MS – 6522 – DF – 1ª S. – Rel. Min. Milton LuizPereira – DJU 29.10.2001 – p. 00178) JLCPS.28 JCTN.151 JCF.5JCF.5.LXIX JCPC.267 JCPC.267.VI JCLT.389 JCLT.389.1 JCLT.389.2JCLT.45816142556 CONSTITUCIONAL COMPOSÃO DE TRIBUNAL PREENCHIMENTO DE VAGAS DE DESEMBARGADOR LISTA DEANTIGÜIDADE – ATUALIZAÇÃO – PUBLICAÇÃO – DIREITO LÍQUIDO ECERTO – AUSÊNCIA DE PROVA PRÉ-CONSTITUÍDA MANDADO DESEGURANÇA –
1. O caráter preventivo da impetração não afasta anecessidade de que sejam efetivamente demonstradas a certezae a liquidez do direito em tese ameaçado. 2. O direito invocado,para ser amparado, há que vir expresso em norma legal, etrazer em si todos os requisitos e condições de sua aplicação aoimpetrante.
3. Ao apreciar a ADIN 189-2/RJ, o Supremo TribunalFederal declarou a constitucionalidade da Resolução 03/89.TJ/RJ. Ilegalidade que não se reconhece. 4. Recurso em Mandadode Segurança conhecido, mas não provido. (STJ – ROMS 12445 – RJ –5ª T. – Rel. Min. Edson Vidigal – DJU 13.08.2001 – p. 00180)
(não grifado no original)
Pois bem.A ordem econômica brasileira é fundada na livreiniciativa e tem como um de seus princípios a livre concorrência, conforme disposto noartigo 170, inciso IV, da Constituição Federal.Em seu pagrafo único, o artigo supracitado aindaestabelece:
Art. 170.Parágrafo único. É assegurado a todos o livre exercício dequalquer atividade econômica, independentemente deautorização de órgãos públicos, salvo nos casos previstos em lei.
(não grifado no original)
A venda de bebidas alcoólicas não é proibida no país.Existe regulamentação acerca da idade de quem compra e quanto a sua propaganda,mas nenhuma lei prbe a sua comercialização. É produto cito e livrementecomercializado por estabelecimentos similares ao do impetrante.O impetrante trata-se de pessoa jurídica legalmenteconstituída e possui todas as autorizações para exercer a atividade comercial em sua

Activity (18)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Junior Medeiros liked this
dhermogênio liked this
dhermogênio liked this
Wagner Neri liked this
Edilson Lima liked this
Vicente Mano liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->