Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
1Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Deidade - Parte 15

Deidade - Parte 15

Ratings: (0)|Views: 292|Likes:
Sermão doutrinário pregado pelo Rev. Lee Vayle
Sermão doutrinário pregado pelo Rev. Lee Vayle

More info:

Published by: diogenes.dornelles4503 on Mar 13, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF or read online from Scribd
See More
See less

03/13/2011

pdf

 
Doutrina da Mensagem
A Essencialidade e Intrinsecalidade de Deus – 1 Tim 1:17
2 de Setembro de 2000
Rev. Lee Vayle
Tradução e Comentários
Diógenes Dornelles
 
Deidade Parte 15 – Lee Vayle 
INTRODUÇÃO
Neste novo estudo doutrinário, o Rev. Lee Vayle enfocará os seus esforços no esclarecimento dapassagem de 1 Timóteo 1:17, onde o apóstolo Paulo diz:
“Ao Rei eterno, imortal, invisível, ao único Deussábio, seja honra e glória para todo o sempre”.
Tanto os trinitários como os unicistas haviam se confundidoao pensar que o apóstolo Paulo estivesse aludindo à pessoa de Jesus Cristo como o Deus único. Estaspalavras não haviam sido endereçadas ao Filho, mas sim a Deus. Segundo o Rev. Lee Vayle, elas refletem aessencialidade e intrinsecalidade de Deus como rei eterno e Deus soberano. Deus é rei para sempre. Deus éeterno e imortal porque Ele não pode se corromper. Ele é absolutamente responsável, e não há ninguém quepossa fazer qualquer coisa contra Ele ou por Ele. Estas palavras declaram, portanto, a soberania de Deus,exatamente como o irmão Vayle vinha demonstrando nos estudos anteriores.Deus é soberano e Ele não compartilha a Sua soberania com ninguém. Ele mesmo governasoberanamente sobre a Sua criação segundo a Sua própria boa vontade, que está baseada em Sua sabedoria eonisciência. Ele está no completo controle. Ninguém pode dizer a Deus o que fazer, e a menos que seconheça Deus quanto à Pessoa que Ele é, Suas qualidades, Seu caráter, Sua sabedoria, Sua onipotência eSeu grande amor, ninguém poderá apreciar Deus como Ele realmente é. Deus é imutável em Sua própriaintrinsecalidade e essencialidade, o que significa que Ele é absolutamente o que Ele é. Em Deus não existenenhuma sombra de mudança ou de variação. A Deidade define o caráter de Deus, ou seja, o Seu estado equalidade de ser Deus. A Deidade é Deus em ação, manifestando aquilo que está dentro Dele. A Suaessencialidade é refletida naquilo em que Ele tem realizado e trazido à visibilidade em todos os temposexatamente de acordo com o que Ele é dentro de Si mesmo.Todos os Seus atributos latentes e as qualidades essenciais de Deus foram manifestos por meio daPalavra expressa. A intrinsecalidade de Deus tornou-se explícita pela manifestação da Palavra de Deus,quando os Seus pensamentos foram expressos. No princípio o Deus invisível e intangível Se tornou visível etangível quando Sua Palavra manifestou-Se por meio da criação, que é quando Deus começou a expressardas Nascentes da Grande Fonte de Si mesmo aquilo que Ele é, foi e sempre será, derramado-Se na Suacriação, mais particularmente nos Seus Filhos. Porém antes mesmo da criação, Deus era Jeová Elohim, aPalavra Auto-Existente. Nada havia além Dele. Nele estava a Vida e quando nada mais havia além de Deus,Ele desejou gerar um Filho, e este Filho foi gerado de Deus à Sua imagem e tornou-Se uma parte de Simesmo. O Filho teve um princípio com a eternidade de Deus, que era aquela vida eterna do Pai, mas tendo oFilho um começo, isso não poderia fazer Dele o Deus eterno e imortal, pois Deus não teve um começo.Portanto o rei eterno e o único Deus sábio a quem Paulo se referia não poderia ser o Seu Filho.Mais tarde quando Jesus, o Filho de Deus, veio ao mundo pelo nascimento virginal, Seu corpo Setornou o templo do Deus vivo, onde Deus pôde manifestar-Se através Dele, formando uma dualidade. Jesusera a imagem de Deus em um corpo de carne que não poderia se corromper. João Batista, o Seu precursor,havia nascido pelo menos 6 meses antes de Jesus, porém João deu testemunho de que o Homem Jesus eraantes mesmo dele, referindo-se claramente à Sua pré-existência antes da encarnação humana. Mas nem porisso João estava dizendo que o Filho era Deus, mas sim o Cordeiro de Deus, pois João sabia perfeitamenteque Deus mesmo foi Quem o enviou para batizar o Seu Filho. Também não era o Filho quem curava e faziaas obras, mas o Pai através do Filho. Ao Filho foram dados os créditos pelas obras que Deus fez. Deus erade fato o Salvador, embora Ele salvasse por meio de Jesus Cristo.Deus é vida e esta vida é luz para os homens. Esta luz é o entendimento da Sua própria Divindade e doSeu eterno poder que é revelada pelo Espírito e derramada na vida daqueles a quem lhes é dado a autoridadede serem feitos filhos de Deus. Deus não está em Sua Igreja. Deus está em Sua Palavra. Deste modo, Deusnão pode ser adorado ou conhecido aparte da doutrina e aquele que não a despreza é iluminado peloconhecimento da glória do Deus único. E a Ele seja honra e glória para todo o sempre.
Diógenes Dornelles
 
Doutrina da Mensagem 3
Deidade – Parte 15
A Essencialidade e Intrinsecalidade de Deus – 1 Tim 1:17 
2 de Setembro de 2000
Irmão Lee Vayle
 
Oremos. Pai celestial, saudamos a Tua Presença, e sabemos que Tu saúda as nossas, Senhor, porqueTu descestes aqui para visitar-nos e provastes Quem Tu és, especialmente para nós, que é o que realmentedesejamos; porque se Tu provas a Ti Mesmo, e não para nós, então isto seria muito catastrófico para nósentão. Nós estaríamos numa situação muito, muito precária. Mas agora estamos seguros, porque a nossareunião é para Ti, exatamente o mesmo, Senhor, como nos tempos antigos que eles disseram na Escritura:“E a Ti se reunirão os povos”,
1
que significava que havia uma morte. E nós entendemos que existe umamorte em nossa hora, e até mesmo onde paramos, ela é morte para todos os nossos pensamentos, e mortepara o nosso entendimento, e morte para os nossos caminhos, que temos praticado segundo aquilo que temsido uma falsa concepção trazida a nós pelo inimigo por meio da falsa doutrina.Mas agora estamos livres e sabemos quem e o que somos, e sabemos Quem Tu és, e sabemos, Senhor,que a grande união invisível tem prosseguido e está prosseguindo, e será concluída brevemente na grandeCeia das Bodas do Cordeiro, quando todos da primeira ressurreição se ajuntarem – o povo do Antigo e doNovo Testamento.E Te agradecemos por isto, Senhor, e descansamos seguros nisto, embora muitas vezes nossossentimentos venham contra nós, e muitas vezes o nosso entendimento – um fraquinho nesta área e naquelaárea – podem clamar, mas, Senhor, nós sabemos que esta é uma Palavra vindicada, e cremos Nela, eficamos com Ela. Abra amplamente o nosso entendimento, e que o Teu bendito Espírito possa ser enviado anós para revelar a Verdade, dar-nos esta grande segurança e guiar-nos em vida. Que Ele possa esta noite, oTeu Espírito, oh Deus, fielmente abrir a Palavra para nós de uma tal maneira que todas as dúvidas sejamremovidas e que permaneçamos ungidos por Ti na Verdade, e andando na Verdade. Em Nome de Jesusoramos. Amém. Podeis assentar.1
 
Agora, eu confio que seremos capazes de ordenar seja o que for que eu queira dizer esta noite, e nãoestou seguro de que serei muito eficiente com isto. Mas de certa forma nos moveremos por aqui, porque acoisa principal é ficar com a Palavra e saber que estamos corretos com Ela no ensinamento disto, [emboratalvez não perfeitamente claro].2
 
Agora, eu irei para João 1:1. Novamente aqui diz:
No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus. Ela estava noprincípio com Deus.
Eu retornarei a isto e lerei mais, mas eu quero ler novamente mais algumas linhas da Escriturareferente a João 1:1 que verdadeiramente é o Deus Todo-Poderoso, como disse o irmão Branham, suponhoque talvez em cem lugares ou talvez até mesmo mais.3
 
Em 1 Timóteo 1:16-17:
Mas por isso alcancei misericórdia, para que em mim, que sou o principal, Jesus Cristo mostrassetoda a sua longanimidade, para exemplo dos que haviam de crer Nele para a vida eterna. Ora, ao Reieterno, imortal, invisível, ao único Deus sábio, seja honra e glória para todo o sempre.
4
 
E depois em 1 Timóteo 6:13-16:
 Mando-te diante de Deus, que todas as coisas vivifica, e de Cristo Jesus, que diante de Pôncio Pilatosdeu o testemunho de boa confissão, que guardes este mandamento sem mácula e repreensão, até a apariçãode nosso Senhor Jesus Cristo;
(Eu acho que a palavra “aparição” é a
epiphanea
)
2
 
a qual a seu tempomostrará o bem-aventurado, e único Soberano,
3
Rei dos reis e Senhor dos senhores; Aquele que tem, Ele só,a imortalidade, e que habita na luz da qual ninguém pode se aproximar; a Quem nenhum homem viu nempode ver, a Quem seja honra e poder sempiterno. Amém.
1
Gênesis 49:10 – NT.
2
O Rev. Lee Vayle está correto. Nesta passagem o apóstolo Paulo usou a palavra
“epiphanea”
, que quer dizer “manifestação”,“aparição”, “resplendor” – NT.
3
Do inglês
“Potentate”
, que também significa “potentado”; “poderoso”; “dominador” – NT.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->